26/08/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 44 (4/5)





A questão era que eu não poderia ficar com o Joe até que eu contasse pra ele. Eu tinha que arriscar bastante para ganhar a maior recompensa. Eu tinha a coragem de fazer isso?
Eu provavelmente consegui três horas no máximo de sono quando eu ouvi o Joe se mexendo na cozinha. Era como se eu tivesse um alarme pronto para soar se ele estivesse fazendo qualquer coisa. O sono que eu havia dormido não tinha sido de boa qualidade. Aparentemente eu não conseguia dormir com ele, mas eu não conseguia dormir sem ele também.

— Ei. — eu disse, quando eu saí do banheiro. Eu realmente não me importei com a minha aparência. Se ele tinha me visto de manhã e não tinha fugido até agora, ele não iria fugir.
— Bom dia, linda.
— Arghhh. — eu disse em resposta.

Eu me senti um pouco melhor depois que o Joe enfiou uma xícara de café nas minhas mãos e eu dei alguns goles.

— Então o que nós vamos fazer hoje? — eu disse.
— De jeito nenhum. Eu consegui te surpreender ontem à noite e eu pretendo fazer o mesmo hoje.
— Eu tenho uma dica? Talvez uma palavra para descrever.
Ele pensou por um momento, dando goles na sua xícara.
— Princesa.
— Princesa?
— Yep. Isso é tudo que você consegue. — Eu olhei para ele, mas ele apenas sorriu.
— Provocador. — eu disse. Ele riu. — Você vai escolher minha roupa já que eu nem sei para onde estamos indo?
— Sim. É só isso que você ganha, apenas traga um moletom e tênis confortáveis.
— Então nós vamos para algum lugar que pode ser potencialmente frio. — eu disse, cutucando o meu queixo.
— Humm. — Joe disse, se juntando a mim.
— Eu vou me vestir e pensar sobre isso. Como estava o sofá?
— Desconfortável, mas eu não acho que tinha alguma coisa a ver com o sofá.
— Talvez não.
Eu terminei o meu café e fui me trocar. Estava um dia frio, mas o sol estava aparecendo, então eu escolhi uma camiseta com uma cor avermelhada e jeans, pegando meu moletom da UMaine e colocando uns tênis velhos.
— Isso está bom?
— Perfeito. Minha vez.

Eu mandei uma mensagem para a Dallas enquanto ele se trocava, dizendo a ela que eu precisava conversar. Eu realmente, de verdade, precisava falar com a Dallas. Eu mandei uma mensagem para a Megan também, contando a ela sobre os meus planos. Ela disse que estava animada e para ligar para ela com todos os detalhes.
Miley me mandou uma mensagem bem na hora que o Joe estava saindo do quarto, perguntando como tinha sido a nossa noite. Eu sabia o que ela estava perguntando.
Eu não ia dizer nada. Não havia realmente nada para contar, ainda.

— Qual é o veredito? — ele virou, e eu me lembrei do break dance que eu havia visto no primeiro final de semana quando eu o conheci.
— Onde você aprendeu a dançar?
— Nick e eu costumávamos brincar disso quando nós éramos crianças, então nós meio que nos ensinamos. Eu podia te mostrar alguns passos. Você é uma dançarina natural. Eu poderia te mostrar como fazer o seu peito estralar. — ele demonstrou enquanto eu revirava meus olhos.
— Aham, ok.
— O quê? É um movimento legítimo, no qual você seria excelente. — Eu não tinha muito peito para estralar. Apenas o bastante para saber que eu não poderia andar sem um sutiã por aí confortavelmente.
— Você está pronto?
— Sim, Missy Lovato. A sua carruagem te aguarda.
— Você quer dizer a sua lata velha? — Ele me ignorou e me ofereceu seu braço. — Eu vou ganhar uma tiara? Por favor, diga que eu vou ganhar uma tiara.
— Eu vou dar um jeito. — ele disse enquanto ele trancava a nossa porta.
— A tiara é tipo, a parte mais importante em ser princesa. Ah, eu preciso ligar para o trabalho.
— Já cuidei disso.
— O quê?
— Eu liguei para o Tom e disse que você estava no banheiro vomitando as suas entranhas.
— Mas e se alguém no campus nos vir?
— Relaxe. Você não é a primeira aluna que já matou aula. Eu tenho certeza que ele sabia que eu estava inventando.
— Mas eu preciso daquele emprego, Joe...

Ele me cortou colocando um dedo nos meus lábios.

— Princesas não se estressam. Elas tomam as rédeas e deixam as outras pessoas se preocuparem sobre os detalhes.
— Tudo bem. Mas se eu for demitida, eu vou te culpar.
— Se você for demitida, eu peço demissão.
— Feito.
— Feito.

Eu deixei o Joe me ajudar a entrar no carro, porque princesas não podiam entrar em carros sem assistência ou algum tipo de merda assim.

— É para que os paparazzi não tirem uma foto da sua calcinha.
— Eu não estou usando saia.
— Você nunca pode ser cuidadoso demais. — ele disse seriamente.

Eu o fiz parar e me comprar um bolinho de amora e chá gelado. Eu resolvi aproveitar esse negócio de princesa enquanto ele durasse.

— Não é tão bom quanto o da Hope. — eu disse sobre o chá gelado.
— Isso é algo que eles sabem fazer lá no sul. Eu sinto falta, às vezes.
— Do que você sente falta?
— Parece... Eu não sei, mais aconchegante, por falta de um melhor termo. Não que o Maine não seja assim. Apenas é diferente.
— Eu não saberia. Eu nunca fui para o sul.
— Bem, eu terei que te levar. Eu não quero que sua primeira experiência seja com outra pessoa.
— Você está falando sobre viajar, certo?
— Certo.
Nós viramos na rodovia I-95, o que significava que estávamos indo para a costa.
— Nós não vamos sair do estado, não é?
— Não. Apenas vamos subir um pouco a costa.
— Então nós vamos pela costa. Interessante...
Eu ponderei enquanto nós dirigíamos.
— O quê, sem músicas para a viagem da princesa?
— Eu não planejei tão antecipadamente. Escolha um CD. — Ele me jogou uma pasta com zíper que pesava uns três quilos. — Eu ainda gosto de tê-los no caso do meu mp3 morrer por alguma razão. Como ter discos.

Eu mexi neles e havia várias bandas que eu nunca tinha ouvido que eu fiz notas mentais de dar uma olhada. Eu peguei a primeira coisa que me fez sorrir. The Head and the Heart.
Ele sorriu também quando ele ouviu a primeira música.
Eu pulei para Honey, Come Home.

— Então você gosta disso?
— Deveria ser totalmente brega, mas não é. — Eu coloquei minha mão no topo da dele enquanto ela repousava na marcha.
— Eu estava querendo uma não-brega. Eu eliminei várias músicas antes de escolher essa.
— Era perfeita.
— Bem, eu iria escolher Love Story, mas eu imaginei que essa sim seria brega.
— Se você tivesse escolhido essa, eu provavelmente teria tido você no sofá enquanto a Megan estava no chuveiro.
— Droga. Que oportunidade perdida.
 Nós dois rimos enquanto o Joe apertava o acelerador e passava um gigantesco motor home.
— Onde nós estamos indo? — eu resmunguei.
— Deus, esse é um som que eu nunca quero ouvir de novo.
— Me diga onde nós vamos e você nunca mais terá que ouvir.
— Bela tentativa, Miss.
— Eu acho, que enquanto princesa, eu tenho o direito a essa informação. De outra forma, isso é sequestro.
— Sinto muito, Missy Lovato. Eu estou sob ordens restritas de não revelar essa informação.
— Bundão.
— Sim, Missy Lovato. O que você quiser.

Eu dei um soco de leve em seu ombro como resposta.
Ele virou da I-95 e entrou na 202 e então na 1ª. Hummm...

— A Rota Costeira? — Ele assentiu em resposta. — Há apenas alguns lugares que você pode estar me levando. Se nós fôssemos para Portland você apenas ficaria na 95. Então nós estamos indo para alguns dos lugares ao longo do caminho. — Eu peguei o meu telefone e olhei para os nomes das cidades ao longo da rota.
— Nós acabamos de passar por Winterport, então não é essa. Belfast? Lincolville? Camden?
— Eu não vou te contar.
— Eu acho que estou esquentando.
— Você não pode apenas me deixar te surpreender sem ser curiosa? — Seus olhos imploraram de uma maneira realmente doce.
— Tudo bem. — Eu guardei meu telefone de volta na bolsa e sentei de volta no meu assento.
— Está te matando, não é? — ele disse depois de dois minutos.
— Não.
— Mentirosa.
— Sequestrador.

Era meio divertido dirigir por todas essas cidades, me perguntando qual seria a que ele iria parar. Nós passamos por Belfast e então Lincolville, passando diretamente pela praia. Eu pensei que essa fosse uma possibilidade, mas não era.

— Camden. Eu aposto que é Camden. — eu disse enquanto nós passávamos pela placa "Você está deixando Lincolville".
— Talvez seja e talvez não seja.
— Muito bem! Ok, então o que tem em Camden...? — Eu vasculhei o meu cérebro, tentando me lembrar.

Eu juntei as pistas que eu já tinha enquanto nós passávamos por albergues, hotéis e pousadas. Camden tinha cerca de um milhão delas. Era uma cidade costeira, mas do tipo com uma variedade pretensiosa, com vários barcos e lojas chiques e tal.
Princesas, sapatos confortáveis, um moletom...

— Nós não vamos escalar, vamos? — Havia duas montanhas em Camden, Monte Battie e Megunticook. Eu havia escalado as duas diversas vezes com a Dallas quando nós éramos mais jovens e também nas viagens da escola.
— Nós não temos tempo o bastante e eu não planejei tão antecipadamente para isso, mas eu pensei que nós podíamos ir pela estrada e almoçar.
— E sobre a parte da princesa?
— Isso. — ele disse, dando sinal para virar. Eu olhei para ver onde ele estava virando.
— Norumbega?
— O único castelo no Maine.

Minha boca ficou escancarada. Quando eu era pequena e nós dirigíamos por Camden, eu sempre implorava para minha mãe parar lá, mas nós sempre estávamos a caminho para outro lugar. A pousada Norumbega parecia quase um lugar mágico para os meus jovens olhos. Parecia malditamente mágico nesse momento.
Joe parou na frente do edifício, e nós ficamos sentados encarando-o. Realmente parecia um castelo, construído em pedra, umas partes pintadas de verde escuro, dando a ele quase uma aparência gótica. Havia até mesmo uma torre de um lado.

— Vamos lá, princesa. — ele disse, saindo do carro. Eu segui antes que ele pudesse abrir minha porta.
— O quê?
— Vamos entrar.
Eu coloquei minha mão no seu braço para pará-lo.
— Nós não podemos.
— Por que não?
— Eles não vão apenas nos deixar andar por aí.
— Tire o seu anel.
— O quê?
Ele pegou minha mão direita e tirou o meu anel, e então pegou minha mão esquerda e o colocou no meu dedo anelar.
— Pronto. Agora nós podemos dizer que nós estamos procurando lugares para nos casar. Eles ficarão extasiados de nos mostrar o lugar.

Ele pegou minha mão e me arrastou para os degraus até a porta da frente. Ele não se importou em bater, apenas entrou.

Eu segurei minha respiração.
Uau.

------------------------------------------------

E esse "passeio" deles hein? Muito fofo não hehe' 
O que o Joe vai aprontar hein ??? #PRÓXIMO!

COMENTEM!!!


3 comentários:

  1. AHHHH TA OTIMOOOO POSTA MAISS !!!!!! PONHE O ULTIMO ULTRA,MEGA BIG POR FAVORRRRRR

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais fofa....joe tão cavaleiro ♥♡
    Quero ele para mim kkk...
    posta logoo
    Beijoss

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!