16/08/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 36 #BIG





A próxima semana foi estranhamente quieta. Joe parou seu ataque verbal sobre meu segredo, pelo qual eu estava grata, mas isso apenas significava que ele estava usando de outros meios para tentar arrancar isso de mim. Acalmando-me em uma falsa sensação de segurança, ou alguma coisa assim. Eu sabia que ele não estava desistindo. Eu apenas teria que arrancar dele primeiro. Ou pelo menos descobrir o que era o seu.

Uma coisa que distraiu-me de Joe era Miley. Ela tinha estado realmente estranha e secreta. Ela tinha ido por uma quantidade anormalmente longa de tempo para a biblioteca e ela tinha voltado com um sorriso bobo no rosto. Eu perguntei a ela se ela tinha encontrado um garoto bonito pelas pilhas, mas ela apenas sorriu e disse que eu entenderia algum dia.

Selena tinha até tentado arrancar isso dela, mas tinha ficado no zero. Numa noite quando Nick estava longe e nós estávamos jantando enquanto Miley estava fora de novo, nós discutíamos as possibilidades.

— Tem que ser Liam. — Joe disse. Eu concordei, mas eu não estava indo admitir isso.
— Ela tem que estar se encontrando com alguém e não nos contando sobre isso. — eu disse.
— Miley é terrível mantendo segredos. Por que de repente ela estaria boa nisso? — Selena falou.
Eu encolhi os ombros. — Eu não sei, mas a última coisa que ela já fez é admitir que ela esteve errada. Você sabe que ela odeia isso mais do que qualquer coisa.
— Verdade. Mas eu vi Liam um par de dias atrás e ele não disse nada sobre isso.
— Isso é estranho. — eu disse.
O mistério de Miley foi resolvido naquela noite quando eu ouvi um acidente na sala de estar e, em seguida, risadas altas.
— Hey, acorde e vista suas calças. — Eu assobiei para Joe, pegando sua cueca e jogando-a para ele.
— Isso tem que ser Miley. — ele disse. — Parece como sua risada. — Então nós ouvimos uma voz masculina.
— Parece como se nós estivéssemos indo resolver o mistério do seu encontro de estudos. — Eu fiquei atrás dele enquanto ele foi abrir a porta e ver o que estava acontecendo.
Ele contou até cinco sob sua respiração antes dele fazer isso.

— Oh meu Deus. — eu disse, desviando meus olhos.
Miley e Liam estavam todos enroscados no sofá, ambos meio-vestidos e em seu caminho para totalmente nús.
— Oh, olá. — Miley disse, rindo quando ela nos viu. Bêbada. Ela estava bêbada. — Esse é Liam.
— Nós já nos conhecemos. — eu disse.
Liam parecia estar um pouco mais sóbrio e pelo menos tinha o senso de parecer mortificado.
— Prazer em, ah, conhecer você, Lima. — Joe disse. — Nós estamos apenas indo, um, voltar para cama. Vocês dois... tenham uma boa noite.
Nós corremos de volta para nosso quarto o mais rápido que nós podíamos.
— Oh meu Deus. — eu disse quando nós tínhamos fechado a porta.
— Bem, eu acho que o mistério está resolvido. — Ele olhou para mim e nós começamos a rir, descansando nossas costas contra a porta. Nós ouvimos um deles se levantar e bater contra a mesa de café e, em seguida, Miley rindo como uma porca.
— É uma boa coisa Selena estar com Nick esta noite.
— Ugh, eu realmente não quero saber sobre o que está acontecendo no quarto ao lado. Eu estou precisando dos meus tampões de ouvido esta noite.
— Por que, outras pessoas fazendo sexo faz você ficar desconfortável?
— Não, isso é apenas estranho. Tê-los bem ali. — eu disse, apontando para a parede.
— Isso é faculdade para você. — Ele empurrou a porta e voltou para cama, arremessando a cueca no chão e suspirando.
Eu afastei o olhar e voltei para minha cama.
— Você não está com inveja, está? Que você não é a sortuda?
— Ela está bêbada. Ela provavelmente não vai nem lembrar disso.
— Você está com inveja. Bem, Missy. Eu já disse a você que nós podemos consertar essas coisas.
— Por que tudo se torna sexo para você?
— Isso não é apenas sobre o sexo, Missy. Embora, essa parte é muito divertida. Isso é outra coisa. Acordar nú ao lado de alguém e saber que vocês tem compartilhado alguma coisa. Que vocês estavam conectados, mesmo que apenas por alguns minutos.
— É assim que isso parece para você? — Eu não podia imaginar ter esse tipo de conexão com Chastity ou quem quer que seja que ele tenha feito sexo.
— Isso seria com você.
— Isso não é com todas?
— Bem, você se conectou com todos que você já esteve? — oh merda.
Eu não tinha esperado que ele virasse isso para mim.
— Não. — eu disse rapidamente. Maldição.
— Jesus Cristo. — ele disse, sentando-se e segurando o cobertor para que não caísse e descobrisse ele.
— O que?
— Você é virgem.
— Eu não sou. — eu disse, soando muito mais como alguém que estava mentindo.
— Merda. Oh, merda. — Ele estava agindo como se ele tivesse acabado de atropelar um filhote de cachorro com seu carro.
— Estou indo para cama. — eu disse, porque eu não tinha realmente qualquer coisa mais para falar.
— É isso? Seu grande segredo?

Oh, se apenas fosse isso.
Eu não respondi.

— Eu me sinto como se eu tivesse contaminando você agora. Por que você não me disse?
— Por que isso importa? Ótimo, agora você sabe que eu sou uma aberração. Parabéns.
— Isso não é o que eu quis dizer. Cristo.

Eu estava mortificada e eu não sabia porque isso me incomodava tanto. Isso não era um segredo que eu guardava cautelosamente, mas isso correu muito perto daquele que eu guardava. Isso era porque eu não tinha querido que Joe se aproximasse. Por causa desse momento.

— Você deveria ter dito alguma coisa. Eu teria parado.
— Eu não sou uma criança, Joe.
— Eu sei, mas eu não teria dito todas essas coisas se eu soubesse.
— Sério? Sério mesmo? — Eu sentei-me, finalmente olhando para ele.
— Talvez? Eu não sei. Você só parece tão confiante.
— Você quer dizer vadia.
— Não. Eu definitivamente não quis dizer isso. Você não é esse tipo de garota. Eu apenas quis dizer que você parece como se tivesse experiência, que você sabia o que você estava fazendo. Eu acho... Wow.

Ele balançou sua cabeça para trás e para frente em descrença.

— Você realmente é virgem?

Eu respirei fundo antes de responder.

— Sim.
— Mas você já fez outras coisas? Como, fisicamente?
— Se você está perguntando se eu já fiz ou recebi sexo oral ou fui acariciada, a resposta é não. Eu já beijei, e meu seio foi agarrado uma vez por um cara que eu tenho total certeza que nunca terá filhos depois do que eu fiz com ele.

Pela primeira vez, Joe estava mudo.
Ponto para mim.

— Eu não sei o que dizer. — ele disse.
— Então aqui está uma ideia, não diga nada. Boa noite.
— Não, não, não. Nós estamos conversando sobre isso.

Eu ouvi ele pegar sua cueca e então uma camisa. Hmm.
Um minuto depois, o fim da minha cama afundou.

— Hey, fale comigo. Eu apenas... Isso apenas parece incompreensível que não tenha acontecido ainda. Se você apenas gritasse para fora da janela agora mesmo que você é virgem, haveria pelo menos cem caras alinhados dentro de cinco segundos.
— Que seja. — eu recusei virar e olhar para ele.

Eu apenas queria que ele fosse para a cama para que eu pudesse continuar morrendo por dentro, em paz.

— Ninguém nunca tentou?
— Não. — Claro, eu tinha sido convidada para sair, mas eu nunca tinha ido. E qualquer um que tentasse qualquer coisa normalmente acabava com uma virilha muito dolorida.
— Então lá onde você vive deve ter alguma coisa na água que altera a lógica. Você provavelmente deveria alertar alguém sobre isso, porque isso é completamente louco.
— Eles me chamavam de Rainha do Gelo.
— O que?
— Eles me chamavam de Rainha do Gelo. — eu disse, revirando-me.
Talvez se eu satisfizesse sua curiosidade, ele iria embora.
— Não o fizeram. Você?
— Eu acho que eu era muito criança quando eu estava no ensino médio. Talvez você me descongelasse.
Sua mão tocou meu ombro.
— Sinto muito sobre tudo isso.
— Você não tem que se desculpar. Apenas pense antes de falar na próxima vez. Você não quer andar por aí insultando virgens. Nós podemos ser ferozes quando nós queremos.
— Eu vou manter isso em mente. Boa noite. — Ele finalmente levantou e foi de volta para sua cama. — Oh, e se você decidir entregar esse cartão V, eu estou aqui. Apenas para você saber.
— Eu estou bem ciente.
— Bom. Porque nós podemos ser maravilhosos. Você e eu.
— Boa noite. — eu disse pela milionésima vez.
— Boa noite, Missy.


******


Joe foi ridiculamente legal comigo nas próximas duas semanas, enquanto nós passávamos pelos últimos suspiros de verão para o outono.

Outono era minha estação favorita. Não apenas porque meu aniversário era em Novembro, mas por causa do Halloween e coisas como folhas crocantes e abóbora-perfumada e chapéus e cachecóis bonitos. O que não gostar do outono? Eu não poderia pensar em nada.

Eu geralmente tenho o bug da fornada no outono também, e uma noite eu fiz biscoitos de abóbora com cobertura de cream cheese que fez Miley propor para mim, ajoelhada e tudo.

— Obrigado, babe. — Liam disse enquanto ele pegava outro.

Desde que Miley o trouxe para casa, Liam tinha começado uma fixação no nosso apartamento. Ele e Joe se deram bem de imediato e já tinham feito vários torneios de Halo extremamente intensos e sessões de guitarra. Liam tinha uma guitarra também, e não era tão ruim assim. Miley sentava e assistia, batendo palmas e dançando com a cabeça e gritando pedidos.

Eu nunca tinha visto ela tão feliz. Ela estava sorrindo de orelha a orelha na maiorias das vezes, e ela estava sempre tocando nele e rindo com ele e beijando ele. Ele era doce e engraçado e um tipo de idiota. Eu gostei dele mais do que quando eles saíram da última vez. Ele pareceu mais decidido. Mais maduro.


Entre Liam, Joe e Nick, nós tínhamos bastante presença masculina na nossa casa. Adicionando Sean e Dev e nós tínhamos consideravelmente um bando. Eu me acostumei a ter um milhão de pessoas ao redor, todos subindo uns sobre os outros. Jantares eram uma produção, de modo que com certeza tinha algo para todos. De alguma forma, mesmo que eu fosse a mais jovem, eu me tornei uma espécie de mãe para todos eles.

Quando jantávamos ninguém se lembrava de pegar um guardanapo, e eles sempre precisavam de algo e eu era geralmente a única a se levantar e pegar.

Eu ainda estava usando o anel. Eu só tirei para tomar banho, e minha mão ficava fria e nua sem ele. Joe não tinha feito menção do custo, e eu tive que deixar isso. Ou assim ele pensou. Eu estava determinada a descobrir onde ele conseguiu o dinheiro. Eu sabia que ele não estava vendendo drogas, ou roubando bancos ou qualquer coisa assim, mas eu sabia que tinha algo a ver com Mark.
Apenas tinha que ser.

Na mesma noite que eu fiz os bolinhos de abóbora, eu estava limpando nosso quarto, ou pelo menos o meu lado, quando eu vi o que parecia ser um cheque amassado. Intrigada, eu desdobrei.
Isso foi feito para Joe, no valor de cinco mil dólares.

— Puta merda. — eu disse, deixando cair o cheque.
— O que você está fazendo? — disse uma voz atrás de mim.
A voz de Joe.
— Limpeza. E pare de se ocultar de mim.
— O que você estava xingando aí?
— Nada. Nada. — eu tentei empurrar o cheque com o meu pé de modo que ficaria sob uma camiseta que eu não tinha pego ainda, mas ele pegou.
O menino era um maldito observador.
— Então, por que você está tentando esconder isso?
— Esconder o que?
— Você não é uma idiota e você não consegue jogar muito bem. — Ele pegou o cheque, mas eu cheguei lá primeiro.
— Então, por que você não me diz o que diabos é isso? — eu segurei na frente do seu rosto e vi como todas as cores drenaram.
Impressionante.
— Devolva-me. — Ele estendeu a mão para o cheque, mas eu tinha ido ao kickboxing esta semana, e meus reflexos estavam ligados.
— Diga-me o que é.
— Devolva. Isso. — disse ele com os dentes cerrados.

Eu dei um passo para trás, colocando o cheque nas minhas costas. Ele iria se apossar dele, porque, vamos encarar, ele era mais alto e mais forte. Mas pelo menos eu podia ser capaz de descobrir o que era tudo isso.

— Diga-me o que é. Onde você conseguiu esse tipo de dinheiro?
— Dê-me. O. Cheque.

Eu nunca tinha visto Joe tão zangado. Nunca. Seus olhos azuis brilhavam com isso. Pela primeira vez, eu estava com medo dele. Não queria dizer que eu ia dar para ele antes de eu descobrir o que diabos era.

— Diga-me. — eu disse suavemente, apoiando-me até minhas costas baterem na minha cama.
— Eu juro por Deus, se você não me der isso nos próximos cinco segundos, eu vou pegar de você e eu não vou ser bom nisso.
Eu balancei a cabeça.
— Tudo bem.

Ele mergulhou em mim, derrubando-me de volta, então nós estávamos na minha cama. Eu lutei, mas ele tinha peso e impulso do seu lado.

— Saia de mim!
— Não até que você dê isso para mim.
— Diga-me e eu dou.
Isso só pareceu fazê-lo mais louco, e ele agarrou meu braço, arrancando cheque enquanto eu lutava.
— Você está me machucando.
Ele não respondeu.
Continuamos a lutar quando ele finalmente conseguiu segurá-lo.
— Obrigado. Agora dê o fora. — ele disse, levantando-se.

Eu estava ofegante, mas ele não estava.
Mas pelo menos nós dois estávamos irritados agora.

— O que?
— Cai fora. — ele rugiu.
— Onde eu devo ir?
— Isso não é problema meu.
— Eu não vou sair. — eu disse, cruzando os braços.
— Então eu vou ter que remover você.
— Eu gostaria de ver você tentar.

Com aço em seus olhos, ele me alcançou. Eu bati, mas ele me jogou por cima do ombro e saiu pela porta, passou por Miley e Liam, que estavam tendo uma briga de cócegas no sofá, e foi para o corredor, onde ele me largou. Tentei conseguir um bom chute ou soco, mas ele foi capaz de evitá-los.

— Não toque nas minhas coisas. Nunca. — ele fechou a porta na minha cara e trancou.



-------------------------------------------


Falei que só ia ter bombas UAHSUAHS Joe ficou bolado... e ai, alguém arrisca dizer algo??? 
Só no próximo capítulo......... mas garanto, tem muita coisa ainda, muitas tretas sobre esse "segredo" do Joe... ele vai contar?? será?? kkkkkkkkkkkk sou má !


COMENTEM!!!



7 comentários:

  1. Aiii que perfeito!!!!!!!!!!
    tadinha da Demi, infelizmente o Joe conseguiu arrancar algo dela, antes mesmo dele dizer alguma coisa do segredo dele... Joe agora tá doido pra tirar a virgindade dela djhagdjhgad
    quero mais, quero saber mais sobre esse segredo do Joe e quero logo que Demi perca esse cartão V com Joe...
    Joe vc merece uns bons tapas, foi muito grosso com a Demi.
    Posta mais, Beijoooos <3

    ResponderExcluir
  2. Má?? Você é muito, mais muito mesmo terrivelmente malvada. Eu estou muito curiosa sobre isto. E o Joe foi mega idiota, na boa, colocar a Demi para fora do apartamento? Já é demais, foi ele quem deixou o cheque de qualquer jeito . Bem, minhas tentativas de descobrir o diabo do segredo dos dois estão frustradas, realmente n faço ideia de o que se trata, beijos e poste mais !

    ResponderExcluir
  3. Por favor!,posta logo. -Dorothy

    ResponderExcluir
  4. Hey. Meu nome é Giovannyely.(Eu sei,é estranho,but,meus pais gostam.)Sou uma leitora nova e estou amanda sua fanfic,passei dois dias lendo, só deu pra comentar agora. Eu amo sua fic. Por favor posta logo. Quero mais momentos Jemi. <3 Um beijo pra minha melhor amiga Cefora,porque eu sei que ela, lê essa fic. Ela só fala disso no colégio. Kkkk. Continua rápido. Quero maratonaaa e aproveita sua viagemm. Beijoes

    ResponderExcluir
  5. Nossa....joe foi malvado com a demi....tadinha...
    To doida para saber o que vai acontecer...
    Posta logoo viu bebê
    Beijos

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!