05/08/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 31






Então, aparentemente, Miley tinha tido uma briga com a mãe e decidiu voltar para o apartamento, no sábado, em vez de ficar em casa. Ela tinha mandado uma mensagem para nós dois nos avisando para não pirar se ela estivesse lá, mas nenhum de nós estava prestando atenção aos nossos telefones. É que não estávamos prestando atenção em nada além dos lábios um do outro. Joe e eu tínhamos rolado longe um do outro, sem fôlego e ainda vibrando com a energia do beijo. Eu não tinha certeza se conseguiria me recuperar de tal beijo tão explosivo.

— O que aconteceu com a cadeira? — Miley perguntou.

Por algum motivo, eu olhei para Joe, que estava de costas no chão, olhando para o teto. Ele encontrou meus olhos e sorriu. Ambos começamos a rir e, uma vez que começamos, não conseguíamos parar.

— Tudo bem então. Eu estou indo para a cama. Vocês podem, hum... É. Só não façam muito barulho. Eu realmente não quero ouvir nada. Pensando melhor acho que vou colocar tampões. Podem continuar. — Ela correu para seu quarto e bateu a porta.

Joe e eu estávamos deitados de costas, perguntando o que diabos tinha acontecido.

— Só porque eu te beijei não significa que eu gosto de você. Eu ainda não sei.
— Sim, porque eu faço isso com caras que eu não gosto o tempo todo.
— Eu te disse que eu não fiz com as meninas que eu gostei. Então lá vai. Eu não gosto de você.
— Você tem uma maneira estranha de mostrar isso, Sr. Jonas.
— Você tem lábios deliciosos, Srta. Lovato.

Assim era o dele. Era tão delicioso e eu não conseguia me lembrar porque nós tínhamos parado o beijo. Ah, certo. Miley tinha pisado em nós.
Oops.
De alguma forma, eu fui capaz de descolar-me do chão e ajeitar a cadeira. Joe ainda estava no chão, os olhos fechados e sua mão esfregando círculos em sua tatuagem.

— Eu vou para a cama. — eu soltei. Já era tarde, e eu estava cansada. Concedido, se ele queria continuar a fazer isso, eu gostaria de encontrar a energia em algum lugar.

Oh, meu Deus. Eu havia beijado Joe.

A realidade caiu sobre mim, e eu corri para o banheiro. Eu não ia ficar doente, mas eu sentia como se estivesse.
Eu não deveria estar beijando Joe. Eu não deveria estar beijando alguém.

Eu apoiei minhas mãos na pia e olhei para o meu rosto no espelho, surpresa ao descobrir que meus lábios não estavam machucados. Eu sentia como se tivessem sido devastados por ele. Meu cabelo tinha de alguma forma ido parar em todos os lugares. Parecia que eu tinha tido uma noite difícil.
E tinha.

Corri a água fria e lavei o rosto. Eu queria tomar um banho, mas eu não sei se eu teria energia suficiente pra isso. De repente eu estava muito, muito cansada.
Eu atravessei a sala e fui para o quarto. Joe estava na sala de estar jogando Xbox. Uma vez que eu estava sozinha em nosso quarto, coloquei meu pijama e me arrastei pra cama. Os lençóis frios não foram suficientes para acalmar a minha pele febril. Eu estava queimando, mas não doente. Eu estava queimando por outra coisa. Coloquei meu aparelho na boca e peguei um livro.

Meu cérebro não queria focar as palavras. Meu cérebro não conseguia se concentrar em nada, mas me lembrava de como Joe havia me beijado como se fôssemos os dois últimos seres na terra e aquele seria nosso último beijo. Meu cérebro não se concentrava em nada além da forma como ele disse que meus lábios eram deliciosos e como ele disse que eu era bonita. Ele não se concentrava em nada além da sensação de suas mãos em meu corpo, como se quisesse tocar cada centímetro meu.

Eu balancei a cabeça, mas isso não ajudava. Eu desliguei a luz e coloquei meu iPod no último volume tentando fazer minha mente se dispersar. De alguma forma até ajudou, e a dor em meus tímpanos era pelo menos um pouco de distração.
Ouvi Joe vir para a cama uma hora mais tarde. Ele tropeçou em algo, removendo sua roupa com menos graça do que o normal. Tive a sensação que ele ainda estava um pouco intoxicado. Ele suspirou alto quando se deitou na cama.

— O que você fez para mim, Missy? — ele sussurrou, pensando que eu estava dormindo.

"O que ele tinha feito para mim?" Essa era a pergunta.

Quebrada. Ele me quebrou em um milhão de pedaços. E eu esperava ser capaz de colocá-los no lugar novamente.


****


— Não! Não!

Um grito me acordou mais tarde naquela noite. Joe estava tendo outro pesadelo, desta vez um violento. Ele estava se debatendo, e eu estava com medo dele cair da cama e se machucar.

— Joe, Joe! — Eu dei-lhe um tapa no ombro.

Ele não era fácil de acordar quando estava tendo um pesadelo.
Após levar mais três tapas seus olhos se abriram e ele piscou pra mim, o peito arfando.

— Você estava tendo outro pesadelo. — eu disse enquanto ele lutava para se controlar. — Você está bem? Você quer falar sobre isso?
— Não.
— Não, você não está bem, ou não, você não quer falar sobre isso?
— Não para ambos. — Ele tomou várias respirações lentas.
Eu me senti estúpida parada lá.
— Ok, então. Vou voltar para a cama. — Eu me virei, mas ele agarrou meu braço para me parar.
— Não faça isso. Você vai ficar comigo? Eu só... Por favor.
— Você quer que eu durma com você? Inferno, não!
— Eu não estou falando sobre isso, Missy. Eu só quero que você se deite comigo. Cale a boca e me passe minha boxer. — Eu fiz isso e desviei os olhos enquanto ele a deslizava sobre seus quadris. — Esqueça isso. Basta ir para a cama.
— Não, não. Está tudo bem. — O pensamento de ter os braços de Joe em volta de mim era tanto algo que eu queria e algo que eu estava com medo. Seus olhos encontraram os meus no escuro.
— Você vai ficar comigo? Eu acho que vou dormir melhor. Eu juro que não vou te machucar. — Ele ergueu as cobertas, e subi na cama. Ela era pequena, mas Joe se moveu para ficar contra a parede, então eu tinha espaço suficiente no meu lado, de costas para ele. Ele puxou as cobertas de volta.
— Boa noite.
— Noite. — sussurrei.

Ele estava tentando me tocar tão pouco quanto possível, o que era quase impossível na pequena cama. Eu respirei fundo e me aproximei dele. Ouvi uma ingestão aguda de sua respiração antes de me encostar na sua pele. Seu braço veio ao meu redor e me embalou. Estávamos na bolha novamente. O mundo poderia acabar e ainda estaríamos aqui, bem assim.
— Boa noite, Missy. — ele sussurrou em meu cabelo.
— Boa noite, Joe.




........................................................

20 comentários ?? NUSS 
Obg gente >.<

Demorei por que eu tava na casa de uma tia, e não queria ficar no pc lá.. então... HOJE vim postar pra vocês o capítulo novo >.<

Até depois ... Bjss


COMENTEM!!! 


11 comentários:

  1. AHHHH que perfeitos <3 <3
    necessito de uma maratona agora!!!!!!!!!!
    Posta mais *--*

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaawn <3 Eles dormiram juntos, que coisa mais fofa cara. Bem, o beijo já rolou e da para perceber que ambos já estão ligados nessa parada de paixão.. Esse "O que você fez para mim, Missy?" diz tudo.. Espero que aos poucos eles vão se aproximando mais e mais, entretanto acho que estes problemas da Demi vão atrapalhar bastante.. Fora os do Joe. Bem, poste logo! Beijos

    ResponderExcluir
  3. que meigosss,demi tem que beijar ele mais vezes, amei esse momento deles

    ResponderExcluir
  4. Estamos merecendo maratona!!!!!!!
    FAZ MARATONA POR FAVOR

    ResponderExcluir
  5. Aí que badalo, aí que loucura ... Amei o capítulo de verdade <3
    Eles estão dormindo juntos :3
    Continua..
    Fabiola Barboza :*

    ResponderExcluir
  6. Que lindos
    adorei tudooo....
    bebê...posta logoo
    ansiosa para sabeer o que vai acontecer
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. QUE PERFEITOOOO!! POSTA MAISS LOGOO

    ResponderExcluir
  8. MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA

    ResponderExcluir
  9. Aiii que perfeito!
    Meu Deus!
    Eles estão dormindo juntos <3
    Faz uma maratona!!!
    Posta logo...
    Beijos com glitter

    By - Milena

    ResponderExcluir
  10. MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA MARATONA

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!