27/07/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 17 (Maratona 1/5)







Dev e Sam queriam que Joe fosse para o vídeo game, mas ele recusou. Miley disse que ela tinha que ir para biblioteca e eu decidi ir com ela. Eu tinha um trabalho para escrever para minha aula de história medieval que iria me tomar muita concentração. Eu tenho fugido frequentemente para a biblioteca, tentar trabalhar com Joe por perto era muita distração.
Começou a garoar enquanto nós andávamos, então quando nós chegamos lá, estávamos molhadas e irritadas, por sorte nossas mochilas eram à prova de água, de modo que nossos livros e meu laptop não sofreram nenhum dano.
Miley foi direto para o trabalho, pegando um dos livros de anatomia dela, o tipo com imagens claras de doenças nojentas. Yuck. Eu peguei meu laptop e tentei resistir a urgência de clicar no ícone da internet. Eu abri uma página em branco do Word e olhei a pesquisa que tinha feito no outro dia.
Ugh, isto iria ser horrível.

Duas horas depois, eu tinha dez páginas, um pulso dolorido e olhos queimando, Miley tinha conseguido vinte e cinco páginas lidas, o que era muito considerando que a letra era microscópica e ela tinha que tomar notas. Nós nos alongamos e piscamos nossos olhos várias vezes para termos certezas que eles ainda estavam funcionando.
— Eu estou morta. Você vem? — Miley disse, jogando o livro dela de volta na bolsa enquanto eu guardava meu laptop. — Eu imagino o que o Joe faz quando nós saímos.
— Quem sabe? Eu realmente penso no que ele faz quando não estamos por perto.
— Provavelmente se masturba. Ele não pode realmente fazer isso quando você está dormindo no mesmo quarto.
— Oh, Deus, eu não quero nem pensar nisso.
— Você sabe que ele faz isso. — Miley disse, abrindo a porta da biblioteca. Estava completamente escuro, as luzes de segurança iluminando tudo.
— Eu realmente, realmente não quero saber.
Sim, eu sabia que caras tinham que fazer isso, mas isso não quer dizer que eu quero pensar sobre isso, especialmente pensar sobre Joe fazendo isso.
— Oh, vê se cresce. — Miley disse, empurrando meu ombro.

Eu mudei de assunto e nós continuamos assim até subirmos a horrenda montanha e subir as escadas. Eu ainda estava tentando tirar a imagem de Joe se masturbando da minha cabeça quando nós entramos no apartamento.
— O que é isso? — Miley disse, cheirando o ar.
Estava cheirando como se alguém tivesse acendido cerca de mil velas com cheiro de chocolate.
— Surpresa. — Joe disse, apontando para um absolutamente maravilhoso bolo com glacê de manteiga de amendoim e chocolate pingando chocolate nos lados.
— Você fez isso?
Parecia profissional, como se ele tivesse saído para comprá-lo.
— Eu fiz.
Se eu não tivesse visto as demonstrações da habilidade de cozinha dele antes, eu teria pensado que ele estava cheio de merdas.
— Para que?
— Só porque sim. — ele disse, se remexendo.
O rosto dele estava sério e eu podia dizer que ele tinha alguma coisa na mente dele.
— Eu não confio em você. — eu disse, olhando o bolo.
Ele riu.
— Você não deveria.
— A gente pode comer agora? — Miley disse, batendo o pé.
Joe deu para ela um cortador de bolo que eu nunca tinha visto antes.
— Fica à vontade.

Miley pegou o cortador e fatiou o bolo lindo. Nós devíamos ter tirado um foto do bolo antes, eu não tinha ideia de com que freqüência nós iríamos ver coisas tão bonitas quanto ele. Ela pegou o bolo com a mão e então ela percebeu que ela não tinha um prato. Joe deu para ela um de um monte que ele tinha na mão. Ele pensou em tudo.
— Eu queria fazer isso, mas eu não queria a multidão devorando isso. Nada sinistro, eu juro. — ele disse, estendendo as mãos para cima.

Eu ainda não confiava nele, mas eu cortei um pedaço para mim do mesmo jeito. O bolo tinha três camadas com uma delas de glacê no meio. Eu sabia antes de experimentar que uma mordida te levaria aos céus. E levou.

— Eu não vou dormir com você em troca desse bolo. — eu disse.
— Eu não preciso de um bolo para fazer você dormir comigo. — ele disse, passando para Miley um garfo para que ela parasse de usar os dedos dela.
— Nós podemos parar com a conversa sexy? Eu estou comendo aqui. — Miley disse, com a boca dela cheia.
Eu a encarei, terminei meu pedaço de bolo e lambi meus dedos. Joe pegou um pouco de glacê do bolo dele e passou na minha bochecha.
— Hey!
— É isso. — Miley disse, pegando o prato dela e indo para a sala — Quando glacê começa a voar, eu saio do caminho. Se vocês dois querem fazer sexo na bancada, você poderiam apenas limpar depois? Oh, e, por favor, não transem em cima do bolo? Eu gostaria de outro pedaço.

Eu realmente, realmente queria retaliar, mas em vez disso eu passei o dedo no glacê no meu rosto, tirando-o e enfiando o dedo na minha boca.

— Provocadora. — ele disse.
— Precisa de um para reconhecer o outro. Que tipo de cara faz um bolo maravilhoso para uma garota sem esperar nada em retorno?
— Um cara que não existe! — Miley gritou do sofá, com a boca ainda cheia de bolo. Eu espero que ela não engasgue.
— Eu. — Ele disse.
— Tanto faz, você me deve pelo incidente do e-reader.
— Você gostou daquilo tanto quanto eu.
— Tanto faz.
— Como eu disse, Missy, eu não preciso de um bolo para te levar para cama.

Ele olhou para mim de um jeito que me fez ficar vermelha. Ugh. Eu olhei para longe o mais rápido que eu consegui enquanto pegava o cortador de bolo.

— Eu vou te espetar com isso, não pense que eu não faria.
— Ameaçando com violência, interessante. Você sabe, você só faz isso quando você está desconfortável. — A voz dele estava baixa de modo que só eu pudesse ouvir isso.
Miley estava lambendo o prato dela para pegar os restos do bolo.
— Morda-me. — eu disse.
— Você também diz isso quando você está desconfortável. Por que, Missy? Você é sexualmente frustrada?
Isso não era problema dele, droga.
— Você nem mesmo deita na cama, pensando em mim na outra cama, dormindo pelado bem do outro lado do quarto e minhas mãos e...
Eu virei e bati meu cotovelo no estômago dele. Ele encolheu-se, me satisfazendo.
— Não. — eu disse, jogando o cortador de bolo na minha mão e pegando novamente. Eu tive que treinar com um bastão por um mês quando eu tinha cinco anos e meus pulsos ainda era bons em jogar e pegar coisas desse jeito.
— Mentirosa.

Eu o ignorei e fui sentar com a Miley. Eu precisava dela como um amortecedor. Selena veio alguns minutos mais tarde, então eu tinha pelo menos duas pessoas. Não que isso fizesse Joe ter algum filtro a mais, eu tenho certeza que ele nasceu sem um. Bom eu não tinha um filtro para raiva.

Quando essas duas coisas combinavam, todo mundo podia adivinhar o resultado.


------------------------------------

Vamos começar a maratona então?? hehehe'
Primeiro capítulo então, se comentarem daqui a pouco eu volto com outro >.<
Bjssss Lindas (os)



4 comentários:

  1. Perfeito!!! Joe fazendo bolo para as meninas?? hum... ele com certeza quer provocar Demi e leva-la pra cama haha
    Já passou do tempo desses dois se pegarem!!!
    Posta mais Juh <3

    ResponderExcluir
  2. Não tem um capitulo em que eu não me divirta
    adoro quando ele provoca a Demi kkkk
    amandoo
    posta logoo

    Xoooxo

    ResponderExcluir
  3. Uhhhuuu!! Maratona.
    Adorei o Capitulo. poste logo!!

    ResponderExcluir
  4. Quando eles vão beijar? Tipo, wtf ? Zdbsjsb Joe tinha que ter mais atitude, aposto que ele pegaria a Demi de jeito
    Beijos

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!