15/07/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 12






O sol ainda estava de fora, então eu não tive que me preocupar muito sobre andar sozinha. Eu disse adeus a ela e andei relutantemente de volta ao apartamento. Eu mantive meus dedos cruzados todo o caminho para que Joe estivesse fora, ou pelo menos que uma das meninas estivesse lá como proteção.
Eu respirei fundo antes de abrir a porta.
— Hey, onde você estava? — Miley disse, olhando para cima de um dos seus maciços livros de enfermagem. A televisão estava aos berros; Eu não sabia como ela podia se concentrar.
— Jantei com a Megan. Cadê todo mundo?
— Hunter foi em algum lugar e Miss Selena está em um encontro com Nick, se você pode acreditar.
— De jeito nenhum. — eu disse, me juntando a ela no sofá. — Eu pensei que tinha visto alguma coisa lá, mas eu não sabia que ele iria se mover tão rápido. — Faculdade era uma situação estranha. As coisas pareciam sempre acontecer na velocidade de dobra. (referência a super velocidade do filme Star Trek)
— Eu também não, mas foi realmente fofo. Eu acho que ela realmente gosta dele.
— Eu acho realmente difícil imaginá-los juntos, mas se ele a faz feliz, é o que importa.
— Bom, ela não voltou pra casa ainda, então nós podemos reservar o julgamento até lá.
— Se ela voltar pra casa. — eu disse, levantando minhas sobrancelhas.
— Você sabe que ela não é esse tipo de garota.
Eu sabia, mas eu nunca subestimei ninguém quando vinha à isso.
— Eu estou entediada. Eu não acho que eu posso mais fazer qualquer leitura. Você quer fazer algo? — Ela fechou seu livro.
— Como o quê?
— Eu não sei. Shopping?

Eu não era muito de fazer compras, mas se nós parássemos na livraria, eu estava dentro. Também, nos tiraria do apartamento caso Joe voltasse do que quer que ele estivesse fazendo. Eu só tive uma pequena tentação de mandar uma mensagem pra ele, mas rapidamente a esmaguei. Eu estava ficando longe, até que eu pudesse me livrar dele.
— Parece bom, só vou pegar algum dinheiro. — Corri para meu quarto para pegar algum dinheiro do frasco que eu deixava na minha mesa. Eu tinha que deixar meu cartão de débito em casa quando eu ia em uma livraria, ou então eu esgotaria minha conta. Eu estava prestes a sair quando eu vi algo sobre meu travesseiro. Curiosa, eu o peguei.

"Isto sou eu te dando espaço. Vê? Podemos viver juntos sem viver juntos. Você ainda não me deu uma resposta sobre aquela aposta. Tudo o que você tem que fazer é provar de uma forma ou de outra e eu sumo. Seu problema agora, Missy."

Eu amassei a nota em meu punho. Ele sabia o que eu estava tentando fazer, e isso me enfureceu. Eu não gostava que ele soubesse o que eu estava pensando, já que eu quase nunca sabia o que estava correndo através de sua cabeça. Enfiei a nota em minha mesa e a bati fechada.
— Então como está com você e Joe? Eu sei que vocês têm essa coisa estranha de eu-te-odeio-mas-eu-estou-realmente-atraído-por-você acontecendo, mas você poderia tipo, ser mais discreta?
— Do que você está falando?
— Oh, por favor. Vocês se fodem com os olhos cada segundo que vocês podem. É nojento, realmente.
Eu pulei no banco do passageiro do Mazda de Miley.
— Não fazemos isso. — Totalmente fazíamos, mas era culpa do Joe. — Eu não faço de propósito, de qualquer maneira. Ele definitivamente faz.

— Isso é o que atração é. Aquele desejo incontrolável de pular em cima de alguém, mesmo em companhia mista. Vocês ainda não... — Ela não tinha necessidade de concluir.
— Oh, Deus, não! Eu também não sou esse tipo de garota.

Eu nunca tinha dito à Selena ou Miley que eu era virgem. A única pessoa que sabia sobre isso era a Megan, e isso era porque éramos muito próximas, e eu sabia que podia confiar nela com algo assim. Eu tinha confiado a ela um segredo muito maior.
— Nunca diga nunca, boneca. Nunca te contei como Liam e eu nos conhecemos? — Eu sabia que eles tinham se conhecido apenas cerca de um ano atrás, mas tinham ficado sérios rapidamente. — Eu estava chapada em uma festa, e esse cara estava tentando me levar para casa. Eu realmente não lembro isso, mas Liam o empurrou pra fora de mim e me perguntou onde eu morava. De alguma forma consegui dizer a ele, e ele me colocou em um táxi e me ajudou a voltar para o meu quarto. Selena tinha ido embora pelo fim de semana, então eu estava toda sozinha. Ele ficou comigo a noite inteira e cuidou de mim. Eu vomitei minhas tripas para fora, e ele segurou meu cabelo e tudo. Você pensaria que ele nunca ia querer me ver depois disso, mas ele acabou por ficar o dia inteiro. Quando eu fiquei sóbria, eu percebi que ele era muito especial. E eu acho que você pode descobrir o resto. Assim, nunca faça sexo no início de um relacionamento. Quero dizer, não deu certo com a gente, mas foi muito bom enquanto durou.

Sua voz estava cheia de saudade. Eu sabia que ela sentia falta dele, mas se recusava a atender suas ligações ou responder as suas mensagens. Eu nem sabia por que eles tinham terminado, mas ela insinuou que era algo que ele tinha feito. Perguntei se ele a tinha traído, mas ela disse que não era isso. Selena e eu tínhamos quebrado nossos cérebros, mas não tínhamos descoberto. Nós ficamos tentadas a perguntar para o Liam, mas não queríamos fazer isso pelas costas de Miley.

Eu nunca realmente tinha tido um namorado. Eu tinha tido muitos episódios de raiva públicos com os meninos com quem eu tinha crescido, para mesmo considerarem querer sair comigo. Na oitava série quando as outras meninas estavam tendo seus primeiros namorados e sendo beijadas, eu tinha aparelhos dentais e uma má atitude. Quando fiquei mais velha e as outras meninas estavam ficando sérias e ficando e assim por diante, eu passava meu tempo lendo e encarando qualquer menino que me desse uma secada. Minha reputação como uma rainha de gelo se tornou bem conhecida, o suficiente para que os meninos me deixassem sozinha, que era como eu queria.

Eu nunca estive em torno de alguém que me desafiasse e brigasse comigo em tudo, até que eu conheci Joe. Ele me assustava de um jeito, e eu nunca tive medo de um menino antes. Que era porque eu tinha que me livrar dele. Talvez eu pudesse aceitar a sua aposta. Eu não tinha sido capaz de fazê-lo ver que eu o odiava, porque eu não o fazia. Eu odiava ele, às vezes, mas meus outros sentimentos por ele se infiltraram através disso, nublando o ódio em uma substância escura que eu não podia definir.

A outra parte da aposta? A de fazê-lo acreditar que eu o amava? Não poderia fazer isso também. Eu tinha desligado aquela parte de mim quando eu tinha doze anos, e não tinha volta agora depois de tantos anos. Joe veria direto através de mim, se eu tentasse fingir.

Eu estava entre uma rocha e um lugar duro. Eu ia ter que esperar e ver o que sexta-feira traria.


-------------------------

Está ai >.<
Obrigado pelos comentários ^^

bjsss

COMENTEM !!! 

5 comentários:

  1. Amei o Capitulo. Poste logo!! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Posta rápido. Please. -Vampire Maniac girl

    ResponderExcluir
  3. que perfeito
    demi tão confusa...aí aí
    posta logooo
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Ficou perfeito <3
    Amei continua..
    Fabíola Barboza :*

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!