19/06/2014

Meu Erro Favorito - Capitulo 3






Uma batida na porta me fez pular, e eu bati minha cabeça contra o espelho.

— Você está bem? — Era Joe.
— Jesus Cristo, você não pode me deixar sozinha? — Eu desci da pia e abri a porta.
— Eu vou fazer um trato com você, Missy.
— Por que eu iria querer fazer um trato com você?
Ele sorriu, como se ele estivesse esperando que eu dissesse isso.
— Apenas me escute. Se você puder me provar que você me odeia, detesta-me, então eu vou embora. Encontro um sofá para dormir.
Eu bufei.
— Isso deve ser fácil, você pode ir arrumar suas coisas agora.
— Você não ouviu o resto do trato. Se você puder provar-me que você me ama, absolutamente me ama, eu vou embora. — Pela primeira vez seu rosto estava sério.
— Você está brincando comigo? Eu nunca, nunca iria amar um cara como você. — Eu nunca, nunca iria amar alguém, mas isso estava além do ponto.
— Prove. Se você puder provar uma dessas coisas até o final do semestre, eu vou.
— Você vai estar com o seu traseiro fora antes disso, então.
Seu sorriso era fácil. Ele estava brincando comigo.
— Talvez, talvez não. Mas você parece o tipo de garota que gosta de um desafio.

O espaço pequeno do banheiro encolheu em torno de mim, as paredes empurrando-nos mais perto. Ele deu um passo em minha direção, e depois outro. Eu recuei até minhas pernas baterem no vaso sanitário.
— Prove para mim. Mostre-me que você me odeia. — Sua voz era suave, e seus olhos estavam exigentes.



Minha respiração ficou desesperada, e minha visão estreitou para aqueles olhos azuis. Algo quebrou e meu instinto de luta assumiu.
Antes que ele pudesse se aproximar, eu recuei e bati o punho em sua mandíbula e meu joelho em sua virilha. Ele se dobrou, agarrando seu rosto e suas bolas.

— Eu odeio você. Nunca me encurrale novamente, seu filho da puta. — Em sua posição comprometida, eu era capaz de andar em torno dele e abrir a porta para encontrar três rostos atordoados.
— O que você fez com ele? — Miley disse.
— Nada. — eu disse, empurrando-os e correndo pelo corredor, descendo as escadas e saindo do edifício.

Meus pulmões abriram-se como se eu tivesse corrido quilômetros na academia e tivesse acabado de ser autorizada a descansar. Eu coloquei minhas mãos em meus joelhos e ofeguei, sentindo-me como se meus pulmões nunca fossem estar cheios novamente.

As pessoas me deram olhares estranhos enquanto eles descarregavam abajures e travesseiros e caixas organizadoras de seus carros. Ignorei-os e comecei a andar pela calçada em direção ao estacionamento. Peguei meu telefone e digitei o número de Dallas, esperando que ela estivesse em seu horário de almoço.

— Ei, Kid, como a mudança está indo? — A voz de Dallas trouxe-me calma instantânea, assim como o uso do meu apelido. Todos na minha família sempre me chamaram de Kid.
— Você não vai acreditar no dia que eu tive.
— Diga-me. — disse ela, sem hesitar.

Eu continuei a dar a minha versão dos acontecimentos do dia, incluindo socar Joe. Eu tive que segurar o telefone com a mão esquerda, porque a minha direita começou a inchar a partir de seu encontro com a mandíbula de Joe. Eu ia precisar de um pouco de gelo em breve.
Eu estava surpresa que ninguém me perseguiu, mas Selena e Miley sabiam sobre minhas pirações. Elas sabiam que deviam me deixar em paz e me dar espaço. Não tinha sido a primeira vez que tinham me visto assim. Eu tentei manter a maior parte sob controle, mas Joe havia empurrado os meus botões. Ninguém nunca me encurralou em um espaço minúsculo e ficou ileso.
— Ah, Kid, por que você fez isso?
— Ele me encurralou, o que eu deveria fazer? — Minha mão estava vermelha e começando a ter uma adorável sombra roxa.
— Você poderia ter dito a ele para se afastar. Isso teria sido a coisa lógica a fazer.
— Você sabe que eu não sou uma pessoa lógica.
— Não diga. — Ela suspirou, e eu podia ouvi-la mastigando algo. — Você não acha que você deve falar com alguém de novo? — Ela me perguntou a mesma coisa pelo menos mil vezes.
— Porque que isso funcionou tão bem antes. Não, obrigado.

Dallas suspirou novamente. Eu finalmente encontrei meu carro, Sassy, um Dodge Charger vermelho, no estacionamento e apertei o botão de desbloqueio. Sentei-me no banco do motorista com a porta aberta, conversando com Dallas sobre a mudança e coisas estúpidas. Qualquer coisa, exceto Joe.
Eu poderia falar com ela durante horas todos os dias e ainda encontrar algo para dizer. Tínhamos seis anos de diferença, e éramos tão próximas como duas pessoas podiam ser sem sermos gêmeas. Não que nossas personalidades fossem semelhantes, porque elas não eram. Dallas era mais bonita, mais inteligente, mais simpática. Eu era menor, não tão bonita e raivosa. Eu tento não ser tão irritada, e eu não estava a maior parte do tempo, mas às vezes isso simplesmente acontecia. Joe tinha feito acontecer hoje.

— Quando você vem me ver? — Eu perguntei.
— Provavelmente este fim de semana. Almoço no Margarita‘s? — Era uma das nossas cadeias de restaurantes mexicanos favoritos.
— Com certeza. Ei, eu esqueci completamente de trazer aquele par bonito de calças de pijamas e o top que uso com ele. Você pode parar em casa e pegá-los para mim?
— Eu acho que sim. Você vai pagar o meu almoço?
— Acho que sim. — eu disse.
— Ei, eu tenho que ir, mas ligue-me hoje à noite. Ligue-me antes de socar alguém novamente, ok? Você vai ter que se controlar se você está indo viver com esse cara. Além disso, você deve provavelmente colocar gelo em sua mão.
— Eu não estou vivendo com ele.
— Sim, querida, você meio que está. A menos que você ganhe a aposta. Como diabos você vai sair dessa?
— Eu não tenho nem ideia. Eu tecnicamente não concordei com ele.
— Eu acho que você socando e chutando-o nas bolas foi uma espécie de aperto de mão.
— Que seja. Eu te ligo mais tarde. Envie-me uma mensagem de texto se você quiser.
— Tchau, Kid.
— Tchau, Dal. — Eu desliguei meu telefone e descansei a cabeça no volante.

Que merda eu ia fazer?


-------------------------------------------------

Eai ... estão gostando??? >.< 
Espero que sim ^^ 
Obrigado pelos comentários meus lovely's <3
Lindos ^^

COMENTEM !!!



11 comentários:

  1. Simmmmmm gostando mtoooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Simmmm, claro que sim
    POSTA MAIS

    ResponderExcluir
  3. Ta perfeeeeito, to amando, posta logooo <3

    ResponderExcluir
  4. Capítulo lindo! Amei, cara, sério msm. Poste mais! Bjs, Bruna.

    ResponderExcluir
  5. Ameiii Fic.

    Posta Mais.


    Divulga Meu Blog: http://jamaisteesquecereijemienelena.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. ola sou sua mais nova seguidora,to adorando essa historia,beijos

    ResponderExcluir
  7. Já que postou o princesa do deserto agora,poderia postar essa pleaseeeeeeee

    ResponderExcluir
  8. Oii, eu estou amando essa fic, sério mesmo, ela é perfeita!!
    pode fazer uma maratona?? please!! Beijoos <3

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!