17/06/2014

Meu Erro Favorito - Capítulo 1 #BIG









A primeira vez que encontrei Joe Jonas, eu dei um soco na cara dele. É claro que ele completa e totalmente mereceu. Ele também pediu por isso, de muitas maneiras.

Quando a nossa quarta companheira de quarto nos deixou na mão três dias antes do início da escola, Selena, Miley e eu assumimos que a administração dos dormitórios iria cuidar disso e enfiaria algum pobre infeliz com a gente. Provavelmente alguma pobre garota que tinha decidido mudar de faculdade no último minuto para seguir um namorado, ou alguém que teve seus planos de apartamento fracassados. Nós não tínhamos certeza do que esperar, mas, chegando o dia da mudança, eu não esperava o que estava do lado de fora quando eu abri a porta. Eu sabia que o dormitório de classe alta era misto, mas nunca nos meus sonhos mais selvagens e mais loucos eu poderia imaginar o que iria realmente acontecer conosco.

Em vez de uma desesperada e cansada garota, ele apareceu com um baú, uma mochila e um violão. Foi tão além de clichê que eu não disse nada pelos completos três segundos que eu levei para avaliá-lo. Cabelo escuro cortado tão rente à sua cabeça que a deixava quase raspada, intencional barba por fazer, olhos castanhos penetrantes, e pelo menos trinta centímetros a mais que o meu um metro e meio. E um sorriso arrogante no topo de tudo isso. Ele poderia muito bem ter "problema" tatuado em sua testa. Falando em tatuagem, eu poderia perceber uma em seu braço, mas não poderia ver o que dizia. Sua fina camiseta abraçava seu peito de uma maneira que não deixava muito para a imaginação. Talvez ele tenha pego emprestado de seu irmão mais novo.

— Você é Selena, Miley ou Demi? Você parece uma Demi para mim. — disse ele, olhando-me de cima abaixo.
Eu não estava no meu melhor, considerando que eu estava vestida para mover objetos pesados, em uma camiseta azul da Umaine (Universidade do Maine) e calções de futebol negros, e eu tinha o meu cabelo castanho claro em um coque casual contra a volta do meu pescoço. Seus olhos arrastaram-se para cima e para baixo duas vezes, e por algum motivo a maneira como ele me avaliou me fez corar e querer chutá-lo nas bolas ao mesmo tempo.
— Deve haver um erro. — eu disse.
Ele ajustou sua bolsa em seu ombro. 
— É um nome criativo. Como você o torna menor? Missy**?
— Isso não foi o que eu quis dizer.

Seu sorriso de alguma forma ficou maior. Ou o seu pai era um dentista, ou ele estava realmente em dia com o fio dental, porque aqueles dentes eram muito perfeitos. Notei coisas como essa por ter passado por minha própria saga dental entre três anos de aparelhos ortodônticos e extra oral. Eu ainda tinha que usar um retentor toda noite.
— É ela? — Selena chamou de seu quarto, onde ela estava arrumando seus quadros de fotos, então eles estariam exatamente no mesmo nível. Ela era neurótica assim.
— Eu sou Joe, a propósito. Joe Jonas.
É claro que o nome dele era Joe. O único Joe que eu já tinha conhecido tinha sido um idiota completo. Parecia que esse cara estava vindo continuar a tradição.
Ele apontou para o baú. 
— Então, devo levar minhas coisas, ou...?
Meu cérebro não parava de falhar.
— Quem é? — Selena finalmente emergiu. 
Nossa outra colega, Miley, ainda estava descarregando o material de seu carro.
— Companheiro de quarto novo, hey. — disse ele.
— Você é o novo companheiro de quarto? — Suas sobrancelhas subiram, então, elas quase foram escondidas sob sua franja escura. Ela deu a ele o mesmo olhar para cima e para baixo, como eu fiz, mas ele não fez o mesmo com ela. Ele ainda estava olhando para mim.
— Sim, meus planos de habitação falharam completamente no último minuto. Meu primo ia deixar-me viver em sua casa, mas não deu certo, por isso estou aqui. Você se importa se eu entrar agora?
— Você não pode viver aqui. — eu disse, cruzando os braços.
— Por que? Este era um dormitório misto da última vez que eu verifiquei. — Ele mostrou seu sorriso novamente e abriu caminho para a sala, ignorando-me completamente quando seu peito roçou o meu, e eu peguei o cheiro de seu perfume. Não era aquela porcaria barata que dá um soco no nariz. Era mais picante, quase como canela. Eu mantive minha posição, mas ele tinha altura e peso em relação a mim. Mas eu tinha surpresa ao meu lado.
— Bem, é melhor do que dormir no sofá do meu primo. — disse ele, deixando sua bolsa no chão, e examinando a sala. As suítes eram pequenas, com uma cozinha e um reduzido canto para uma mesa de jantar de um lado e uma salinha de estar para um sofá e uma cadeira do outro. Os quartos eram os piores, com duas camas com beliche posicionadas perpendicularmente entre si ao longo da parede e mesas abarrotadas embaixo, e espaço para apenas dois armários pequenos.
— Posso ver alguma identificação? —Selena disse, apoiando as mãos nos quadris. — Como é que nós sabemos que você não é algum estranho aleatório?
— Eu pareço um estranho aleatório? — Ele abriu os braços para fora, e eu finalmente vi o que a tatuagem em seu bíceps esquerdo era. Um número sete em uma escrita ondulada e intrincada. 
Meus olhos moveram-se para o seu rosto.
— Como vamos saber? — Selena aproximou-se dele, usando a sua estatura. 
Eles eram quase da mesma altura.
— Olha, tudo o que eu sei é que eu apresentei um pedido e eles me mandaram um e-mail com o número do quarto e seus nomes. Aqui, eu o imprimi. Você trata todos os seus convidados como se fossem criminosos? — Ele tirou uma folha de papel dobrada muitas vezes e entregou para Selena. Ela olhou-a, suspirou e entregou-a para mim.
— Por que eles não nos avisaram? — Eu disse, uma vez que eu tinha lido. 
Era em preto e branco.
— Quem sabe? — Selena disse, ainda olhando-o com cautela.
— Oh meu Deus, eu juro que nunca vou me mudar de novo. — disse Miley do topo das escadas com os braços cheios de caixas e dois sacos pendurados em seus braços. — Quem deixou o seu lixo no corredor? — Ela passou por cima do baú e do estojo de violão, dando a eles um olhar de desgosto. — Será que a nossa nova companheira de quarto apareceu? Oh, olá. — Sua voz mudou de irritada e seca para doce e açucarada no segundo em que viu Joe. — Eu estou supondo que é o seu violão no corredor. — Ela deixou cair suas coisas e começou a mostrar o quadril e se inclinar para um lado. 
Ah, por favor.

— Isso — eu disse, apontando para Joe, — é o nosso novo colega de quarto, de acordo com a administração.
— De jeito nenhum. — Os olhos de Miley se alargaram em seu rosto pequeno. 
Miley parecia uma boneca loira de porcelana de olhos azuis que arranquei de uma prateleira e coloquei em um top da Victoria Secret. — Você está brincando comigo?
— Que recepção. — disse Joe.
— Cale-se. — eu disse. 
Ele apenas sorriu novamente. 
Deus, eu queria bater aquele sorriso direto para fora de seu rosto.

— Eu provavelmente deveria tirar o meu lixo do corredor. — disse ele, indo e pegando o baú como se pesasse nada mais do que uma caixa de sapatos. 
Exibido.
Joe teve que andar entre caixas e travesseiros aleatórios e porcarias que enchiam a sala, o que fez com graça. Ele encontrou um lugar e colocou o baú para baixo, olhando para nós.
— Então, com quem eu estou dormindo? — disse ele, inclinando-se contra a porta do meu quarto.

O acordo foi de que desde que Selena e Miley já haviam sido colegas de quarto no ano passado, e eu estava me juntando ao seu pequeno grupo, a nova garota iria viver comigo. Mas isso não estava acontecendo agora que a nova garota não era uma garota.

— Você seriamente acabou de dizer isso? — Eu disse.
Ao mesmo tempo, Selena disse: 
— A única cama livre é no quarto da Demi.
— Não há nenhuma maneira de ele ficar comigo. — eu estalei, reajustando os meus braços para que meus seios ficassem mais cobertos. Ele tinha estado olhando para meu peito desde que ele fez o comentário sobre dormir. Não que eu tivesse muito para alguém falar, mas isso não impediu seus olhos de viajarem para lá.
— Não, nós estamos chamando a administração agora e endireitando isso. — eu disse, puxando meu celular.
— Demi, não está aberto na segunda-feira. — disse Miley.
— Eu não me importo. Deve haver alguém lá. É dia de mudança.

Peguei a lista telefônica do campus, que tinha estado no capacho quando a gente chegou aqui esta manhã e a folheei até que encontrei o número para a administração.

— Ah, vamos lá, Missy**, você não quer viver comigo? — Quem esse cara pensava que era? Eu o conheço só há 10 minutos e ele já tinha me dado um apelido e me feito uma proposta sexual.
— Chame-me disso mais uma vez... — Eu não terminei porque eu estava furiosamente digitando o número. Selena e Miley sussurraram para Joe, mas não baixo o suficiente para que eu não pudesse ouvi-las.
— É melhor deixá-la em paz quando ela fica assim. — Miley assobiou.
— Eu não ia mexer com ela. — disse ele enquanto eu ouvia outro toque.

Finalmente, uma mensagem soou, dizendo-me que horas eram e me dando algumas extensões que eu poderia tentar. Eu dei um soco na primeira. Nenhuma resposta, mas uma mensagem eletrônica soou. Deixei uma mensagem curta, explicando a situação de forma mais urgente e sucinta, e então chamei de volta o número original. Eu não parei até que eu tinha deixado mensagens para todos os cinco contatos da lista de correio de voz da administração. Bati meu telefone no balcão.

— Sente-se melhor? — Disse Joe.
— Não. — Eu lancei a agenda no sofá. Selena e Miley estavam olhando para mim como se elas estivessem preocupadas que eu fosse explodir. Eu estava no limite. — Se você fosse um cavalheiro, você se ofereceria para dormir no sofá. — eu atirei.
— Bem, Missy**, você vai descobrir que não sou um cavalheiro. Eu pretendo aproveitar ao máximo esta situação. — Minha boca abriu em choque. Nenhum cara nunca tinha falado comigo daquela maneira.
— Está muito quente aqui? Acho que vou abrir a janela. — disse Miley, correndo para a nossa janela, localizada em uma extremidade do sofá.
Selena olhou para mim e, em seguida, para Joe e de volta para mim. 
— Bem, não há nada que possamos fazer agora. Vamos pegar as coisas dele e então talvez possamos descer e ver se alguém está na administração. — disse ela. 
Selena era sempre a pacificadora.

— Parece bom para mim. — disse Joe, caminhando para o meu quarto como se fosse o dono do lugar.
— Eu não posso acreditar que isso está acontecendo. — eu disse, fechando os olhos. Ouvi Back in Black do AC/DC vindo do meu quarto. O toque do celular do Joe.
— Ei, cara. Não, eu acabei de chegar aqui. Quarto 203. Sim, isso seria ótimo... — Ele empurrou a porta fechada, e eu olhei para Miley e Selena.
— Eu não achei que nós iríamos ter que fazer isso tão cedo, mas acho que precisamos de uma reunião de colegas de quarto. — eu disse. 
Nós concordamos que teríamos reuniões semanais de companheiras de quarto para arejar nossas queixas. Eu estava totalmente a favor de resolver essa merda em aberto, para que não acabássemos odiando uns aos outros. Eu tinha uma colega de quarto horrível no ano passado e eu não queria lidar com isso de novo.
Eu escutei, mas soou como se Joe ainda estivesse ao telefone. Eu podia ouvi-lo vasculhar e rezei para que ele não quebrasse nada. Então, eu iria matá-lo.

— Eu não vejo qual é o grande problema nisso. — Miley disse. — Quero dizer, seria o mesmo se um de nós tivesse um namorado ficando aqui. Paul ficou muito tempo quando Selena e eu vivíamos aqui no ano passado.
— Mas isso foi porque você estava dormindo com ele. — eu disse.
— Talvez eu durma com Joe. — ela atirou de volta. 
Miley tinha terminado com Paul há um tempo extremamente recente e estava à espreita de um rebote. Todos nós sabíamos que ela e Paul foram feitos um para o outro, e que eles acabariam por perceber isso, mas Renee ainda estava na fase da raiva.
— Você está desconfortável com ficar com ele, Demi? Tudo bem se você estiver. — Selena disse.
— Eu não posso imaginar porque eu estaria desconfortável sobre a partilha de um quarto extremamente pequeno, com um cara que eu conheço por apenas meia hora e que continua fazendo comentários assustadores. Não posso imaginar por que eu teria um problema com isso.
— Se você quiser, Renee e eu podemos trocar. Eu vou ficar com ele e Renee pode ficar com você. — Selena disse.
— Por que ele não pode ficar comigo? — Miley lamentou.
— Porque você vai estuprá-lo em seu sono. — eu disse.
— Você não pode estuprar quem está disposto, Demi. — disse ela, piscando.
— Você é nojenta.
— Que tal tirar no palito? — Selena disse.
— Nós ao menos temos palitos? — Miley disse. — Que tal fazer números ou algo assim? Aqui. — ela disse, pegando um bloco de notas da UMaine que alguém tinha deixado no balcão da cozinha, junto com uma caneta. — Eu vou escrever nossos nomes e nós vamos colocá-los dentro... — Ela agarrou meu boné de beisebol que eu descartei antes.
— E Joe vai pegar. Lá vai. Problema resolvido.
Minha porta se abriu e Joe saiu com outro sorriso em seu rosto.
— Vocês não estavam falando de mim, não é?
Como se ele não soubesse. 
Revirei os olhos quando Miley escreveu cada um de nossos nomes em pequenos pedaços de papel e jogou-os no meu boné. Ela colocou a mão sobre a parte superior e sacudiu-o.
— Escolha um. — disse ela, empurrando o boné no rosto dele.
— Tudo bem. — disse ele, enfiando a mão e puxando um pedaço de papel dobrado. 
Miley lentamente desdobrou-o. Nós todos esperamos quando ela fez uma pausa dramática.
— Demi. — disse ela, virando o papel para que todos pudessem ler o meu nome em preto e branco.
— Merda. — eu disse.



-----------------------------------------------

Então?? gostaram do primeiro capítulo ??? >.<
Espero que sim ............... então, sobre o apelido "Missy" é que no idioma original  ela diz: "―There must be a mistake" e ele brinca se fazendo entender que esse era o nome dela, dai ele dá um apelido para "diminuir" o nome. Só explicando para o caso de alguém não ter entendido. ^^

Bom... espero mesmo que tenham gostado ... Logo Logo tem mais >.<

COMENTEM!!!!!



10 comentários:

  1. Eu AMEI o primeiro capítulo,mal posso esperar pelo próximo
    POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  2. Jubs mulher. Ta perfeito. Mesmo preferindo a outra fic essa também é perfeita
    Posta logo

    ResponderExcluir
  3. PERFEITO!!!
    Amei hahahaha
    prevejo altas brigas

    POSTA LOGO
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. bebê adorei tudo *-*
    esse joe kkkkkkk
    aí aí perfeito
    poosta logo
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Ai, amei amei amei! Posta logooo <3

    ResponderExcluir
  6. É bem legal, acho q vai rolar muita coisa cara e já estou imaginando as confusões que sra. Demetria irá se meter ao lado do Joe shsbjs
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Até para se fazer uma adaptação precisa ter talendo
    e isso minha Jujuba tem de sobra
    bom primeiro capitulo Jubs tô orgulhosa
    uma boa autora sabe a hora de uma mudança de rumo
    beijos te lovely

    ResponderExcluir
  8. Nossa ta muito divo!
    Posta logo"
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Amei o capítulo
    Demi e Joe no mesmo quarto ( acho que a casa vai expolodir )
    Posta logo bjs

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!