18/04/2014

Sociedade Secreta - Capítulo 15 (Último/Parte 1)




Por meio desta, eu confesso: 
toda rosa tem seus espinhos. 

15. 

Questões de Formatura 

Quando finalmente cheguei em casa naquela noite, Brandon estava — esperem — não sentado no meu sofá. Provavelmente isso era bom. Ainda que eu soubesse que ele ia acabar vendo meu novo ornamento corporal, achei que era melhor esperar até: 

1) As casquinhas de ferida começarem a cicatrizar 
2) Parar de doer à beça 
3) Eu descobrir uma forma de explicar sem quebrar meu juramento. 

Meus pais iam ter um ataque quando vissem. Por sorte, eu não era muito de usar biquíni. Não é como se alguém fosse ter uma boa visão a não ser que me pegasse de calcinha. O que, agora que eu solidificara um compromisso com Brandon, realmente limitava as opções (não que eu estivesse reclamando). 
Tentei ir para a cama, mas estava ligada demais para dormir e pensei seriamente em ir até a Universidade Calvin e acordá-lo à meia-noite. Em vez disso, decidi trabalhar e comecei a estudar. Eu vinha negligenciando meus estudos desde o dia em que a primeira carta da Rosa & Túmulo chegara e precisava reverter essa tendência. As provas eram dali a uma semana e meia e eu tinha monte de trabalhos para escrever antes das provas finais. Consegui ler 64 páginas de GEP antes de adormecer (de barriga para baixo, é claro). Na manhã seguinte, fui acordada pelo som de batidas persistentes na minha porta, Eu a abri e encontrei Selena segurando um caixão preto de papelão do tamanho adequado a um membro da família dos terrier. 

— O que morreu? — perguntei esfregando os olhos. 
Ela o virou na minha direção. 
— Para você, noiva do Drácula. 
Dentro da caixa no formato de caixão havia duas dúzias de rosas vermelhas fenomenais e um cartãozinho de linho creme. 
Eu o abri. 

Bom trabalho, Boo. 
— Seu irmão 

George
Pequenas palpitações correram pelo meu corpo antes que minhas funções cerebrais mais elevadas pudessem sufocá-las e me lembrar que o nome do meu namorado em Brandon e que ele nunca me mandaria um presente tão macabro, ainda que perfeitamente adequado. 
Olhei para Selena. 

— Posso pegar seu vaso emprestado? 
Ela balançou a cabeça. 
— Querida, eu só vou dizer isso uma vez e depois podemos voltar ao nosso acordo de "não vamos falar sobre isso", mas o seu povo tem um gosto muito estranho. 
E então foi buscar o vaso (e ela podia falar alguma coisa? Não fazia nem duas semanas e havia sangue seco na nossa maçaneta. As pessoas da sociedade dela eram, se possível, ainda mais estranhas). 
Quando voltou, começamos a arrumar as flores juntas e não olhávamos nos olhos uma da outra. 

— Selena? — falei, e ela me olhou por cima de um botão de rosa. — Isso vai destruir nossa amizade? 
Ela engoliu em seco. 
— Deus, espero que não. 
— Não é justo, sabe — disse eu. — Você, pelo menos, sabe o nome da minha sociedade. 
Eu não sei nada sobre a sua. 
Ela sorriu maliciosamente. 
— É, mas quem disse que a vida é justa? 
— Afff — bati nela com uma folhagem. 
— Alegre-se, Demi — disse ela como consolação. — Quem precisa de revelações quando se tem rosas? 

É verdade. 
Maravilhei-me com a perfeição de cada uma das deslumbrantes rosas e tentei em vão ignorar as palpitações que continuavam a correr pela minha espinha como se eu não estivesse em um relacionamento sério. 
Eles claramente sabiam algo que eu não sabia. 
Brandon não apareceu no escritório da revista literária durante toda a tarde e três recados em sua caixa postal não produziram um único retorno. Na hora do jantar, finalmente consegui encontrá-lo do lado de fora do refeitório. 

— Onde você esteve? — perguntei enquanto ele saía do edifício com um sanduíche enorme embrulhado desajeitadamente em guardanapos. Ele me deu uma olhada, depois virou-se na direção da entrada de seu prédio. Tentei novamente, na esperança de que simplesmente — eu sei lá — tivesse sido atingido por uma súbita cegueira histérica? 
— Brandon? 
Ele olhou mais de perto para seu sanduíche (viu, talvez ele estivesse perdendo a visão!), e então o jogou na lata de lixo mais próxima e fez um sinal para mim. 
— Aqui não. 

Ah, Deus. Mais histórias de sociedades secretas? Como aqueles malditos tinham conseguido atingi-lo também? Brandon era... intocável. Não estava nem aí para o que eles diziam. Certo? 
Eu o segui até seu quarto e ele se sentou em sua cadeira de computador de encosto alto, na qual obviamente só cabia uma pessoa, e me inspecionou cuidadosamente. 
— Onde você esteve ontem? 
— Em Nova York — respondi. De alguma forma, ficar de pé diante dele me fazia sentir como se estivesse me apresentando a um juiz, Até os Coveiros nos haviam deixado sentar na nossa reunião. — Lembra-se de como eu disse há alguns dias que ia para lá... a trabalho. 
Ele assentiu e então respirou fundo. 
— Estava conversando com uns amigos e eles disseram que te viram num bar no domingo, dando uns amassos num cara. 

Caí sentada na cama. 
Merda. Merda merda merda de merda. 
Eu sabia que isso ia acontecer. Só queria que tivesse esperado até que o nosso relacionamento se solidificasse completamente. 
— O negócio é que — disse Brandon, inclinando-se para a frente e juntando as mãos até que todas as pontas de seus dedos se alinhassem perfeitamente — acho que sei o que você vai dizer. 
— Que foi antes...? 
— É. 
Viu? Eu disse que ele era um gênio. 
— E foi. 
— Humm — ele estudou as mãos, fazendo pequenas figuras redondas com os dedos. — Eu achei que sim. Queria falar logo com você, mas você não estava ontem à noite, então, em vez disso, passei a noite pensando a respeito. Muito. 
Uma náusea estranha surgiu no meu estômago, 
— Porém, pensar demais não é uma boa idéia, certo? — ri nervosamente. — Você vive me dizendo isso. 
— Talvez eu esteja errado — ele olhou para cima. — Porque o que finalmente decidi é que, apesar de realmente não ter direito de ficar chateado com isso, já que aconteceu antes de fazermos nosso acordo de termos um relacionamento monogâmico, ainda estou chateado. Isso faz sentido? 

Assenti, já que minha boca estava seca demais para falar. Eu ficaria furiosa se descobrisse que o Brandon havia ficado com outra pessoa milésimos de segundos antes de dormir comigo. Mas também, eu sou muito menos sensata do que ele. Certo? 
— E ontem à noite eu esperava que, quando perguntasse a você sobre isso, você dissesse: "Nossa, Brandon, isso é a coisa mais ridícula que já ouvi. Devem ter visto alguma outra garota. Eu só tenho olhos para você." — Ele apertou os lábios. — Mas você não teria dito isso, não é? 
Não, porque aconteceu. 
— Não posso mentir para você. 
Ele assentiu lentamente. 
— Certo. Foi o que pensei. Então, primeiro eu fiquei irado e depois pensei que não tinha o menor direito de ficar zangado, e depois pensei que isso era burrice e por que eu preciso ser lógico sobre se vou ou não ficar zangado, e aí fiquei zangado comigo mesmo por pensar que eu tinha o direito de ficar zangado sem nenhuma base lógica firme... Como pode ver, passou um certo tempo antes que eu tivesse resolvido tudo — ele encolheu os ombros timidamente. — Então, o negócio é que acho que não vou conseguir superar isso. Seria bom se conseguisse e seria tecnicamente a coisa certa a fazer, mas debaixo desse exterior lógico de matemática aplicada, eu sou... — ele deixou a frase morrer. — Mesmo que você não tivesse me feito nenhuma promessa, Demi, eu ainda queria acreditar que você estava se aproximando da minha forma de pensar. Não acreditar que, se tivesse dado um pouquinho mais de sorte no bar, você não teria nem vindo para casa. 
Todos esses verbos imperfeitos. Como se fosse assim. 
Engoli o nó enorme na minha garganta. 

— Ajudaria saber que foi isso que me fez entender que eu queria ficar com você? 
— Beijar outra pessoa? — ele avaliou a idéia. — É, faz com que eu me sinta um pouco melhor em relação a mim mesmo. Mas, Demi, isso não basta. Porque não é só isso, sabe ? Você passou a semana toda tão distante. Como se agora que podemos dizer que estamos juntos, tivesse me tranqüilizado por algum tempo. E eu sei — ele levantou a mão — que você tem coisas para resolver e sei que não é algo que tenha permissão para comentar, mas quando eu acordei no seu quarto naquela manhã, você estava chorando tanto — seu cenho se franziu, como se estivesse se lembrando com sofrimento. — E se recusou a me contar o que havia acontecido. Você simplesmente desapareceu. Perdeu seu emprego, mas não foi para mim que você se voltou em busca de consolo. Isso não é um bom sinal. 
— Eu não queria consolo naquela hora, Brandon — tentei explicar. — Queria ação. Eu o procurei depois. Você foi maravilhoso. 
— Eu realmente não quero ser a última coisa em que você pensa. 
Fechei os olhos e as lágrimas que vinham se acumulando caíram pelas minhas bochechas. 
— Brandon... 

Ele então virou de costas, provavelmente porque não estava disposto a me ver chorar.
 — O negócio é o seguinte, Demi. O que toda essa história de ficar pensando me fez perceber é que estive me enganando no último fim de semana no seu quarto. Eu não queria só um título grampeado no nosso relacionamento. Queria um relacionamento. Esperava que, se o chamássemos assim, você começaria a tratá-lo como tal. Mas desde aquela primeira manhã você não fez isso. E talvez nunca o faça. Você pode não beijar outros caras em bares agora, mas só isso não faz de você minha namorada. 

E aí ele me disse que não queria mais me ver e que, apesar de sempre ter gostado de mim e esperar que um dia pudéssemos ser amigos, não podia permitir que nosso relacionamento continuasse a ter nenhuma das interações das quais usufruíra desde 14 de fevereiro. Desculpem pelo resumo. Suas palavras de verdade foram muito brutais para guardar na minha mente. Eu as extirpei naquela noite com grandes quantidades de Finlândia sabor manga. Selena me abraçou enquanto eu chorava e naquele momento acreditei que nem todas as sociedades secretas do mundo conseguiriam realmente ficar entre nós. 
O negócio é que eu acho que sabia que ia acabar nisso. A quantidade de merda que Brandon podia agüentar de mim tinha limite. 



-------------------------------------------------------

Oiiie =) 
A primeira temporada ta acabando ... kkk não rolou mt Jemi, paciência pessoas, na segunda temporada as coisas começam a mudar ^^ eu vou começar a segunda temporada amanhã, ou domingo u.u rsrsrsrs

Hoje termina ... tem mais 2 partes ^^ GO GO!

COMENTEM !!!


5 comentários:

  1. Já???
    Tem segunda para animar minha alma.
    Mais por favor

    ResponderExcluir
  2. esse Brandon....aí aí
    tá perfeito u.u
    posta logooo
    beijos bebê <3

    ResponderExcluir
  3. SEGUNDA JA??? MDSSS QUERO JEMI LOGO PF <3

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!