07/07/2013

Made of Honor (Mini Fic Capitulo 2)



Capitulo dois. – 10 anos depois


O tempo passou e Joe continuava o mesmo galinha de sempre. Tinha enriquecido graças a uma grande invenção e era um dos homens mais bem sucedidos do país. Tinha tudo o que queria na hora que bem quisesse e isso sem duvida era perfeito pra ele. Ele vivia conforme as regras que ele mesmo criou para não manter nenhum tipo de vínculo com ninguém. Bom quase ninguém, ele tinha Demi. Ela era a única estabilidade dele, era seu porto seguro. E mesmo que ele dormisse com mil mulheres, no outro dia ele sempre teria Demi.
Ela por sua vez, era uma mulher e tanto. Tinha se formado em história da arte na UNY e era uma das melhores restauradoras e curadoras do país. Era sempre requisitada para grandes trabalhos e era a curadora do Metropolittan, o museu mais famoso de Nova York. Tinha tudo que sempre sonhou. Ta que ela não tinha um namorado, mas tinha o melhor amigo do mundo. Ela tinha Joe, e pra ela a vida estava mais do que boa.
Depois de acordar na cama de outra desconhecida, Joe percebeu que estava atrasado. Pegou suas coisas e saiu correndo do apartamento da sua acompanhante e seguiu para o centro.
Antes deu uma parada na Starbucks como em todos os dias.
-Por favor eu quero um cappuccino com chocolate, muito creme e bastante caramelo e um mocca com creme e açúcar por favor. (Joe)
Na fila tinha uma moça loira muito linda e uma senhora logo atrás, trocou um olhar charmoso com a loira e após fazer seu pedido e ainda ajudou à senhora.
-Espera, me deixa colocar uma luva de copo pra senhora. (Joe)
-Obrigada querido (Senhora)
-De nada, dizem que o dono ganha 20 centavos por cada usada então ele deve estar podre de rico há essa hora (Joe)
-Serio? (Senhora)
-Acredite, é muito sério (Joe disse sorrindo)
A mulher loira o observava quando pegou seu copo e falou.
-Ih acho que peguei o seu sem querer (Mulher)
-Ah, não tem problema não, er... Tchau (Joe)
Ele Já no carro pode notar que no copo tinha escrito com caneta o nome da loira da cafeteria e o numero do telefone seguido de um "me liga"
-Oh Gloria. (Joe)
Logo ele saiu dali e foi em direção ao atelier da sua linda baixinha morena.
-Bom dia pequena! (Joe)
-Oi bonitão, bom dia! (Demi)
-Aqui, trouxe pra você, ta do jeito que você gosta e quentinho (Joe)
-Own, caramelo extra, você é um anjo sabia? (Demi disse provando a bebida com gosto)
-Sabia, por isso que você me ama (Joe)
- Convencido! (Demi disse rindo) mas eu te amo mesmo.
-huum é bom mesmo (Joe)
-Quer ver uma das obras que recebemos pra restauração? (Demi falava com os olhos brilhando)
-Claro (Joe disse sorrindo)
-Vem comigo (Demi)
Ela saiu o puxando pela mão até o fim da sala entrando por uma porta em outra dependência do atelier. Era uma estátua de Nossa senhora de Fátima feita em mármore que estava com uma parte suja e danificada pelo tempo, mas a outra metade estava reluzente de tão bonita. Parecia que ela havia começado a restaurar, e particularmente ele morria de orgulho dela, ela tinha o dom e fazia aquilo com tanto amor que achava que era por isso que era tão boa no que fazia.
-É linda não é? (ele acentiu) recebemos essa semana da Itália. É de uma igreja da Sicilia (Demi)
-Nossa Demi, ela é muito bonita mesmo, e você esta deixando ela ainda mais bela, parabéns querida. (Joe)
-Obrigada amor, vai ficar por aqui? (Demi)
-Não, vou falar com meu pai e resolver umas coisas, mas eu fiz reserva naquele restaurante que você adora (Joe)
-Você também adora (Demi disse rindo)
-É, pois é kkk então te pego às 13h? (Joe)
-Com certeza! Até mais tarde então (Demi)
Ele se despediu e foi fazer o que tinha que fazer.
Seu pai estava se divorciando pela quarta vez e estava de casamento marcado com a quinta. Isso era uma tortura para Joe, ver seu velho pai tendo que mendigar amor para mulheres sem futuro que só estavam interessadas em seu dinheiro.
Eles se falaram rapidamente por telefone enquanto ele resolvia algumas coisas burocráticas do seu banco.
Algumas horas mais tarde, ele e Demi já chegavam ao Cantina dil Mare, seu restaurante favorito.
– Então que regra é essa? (Demi)
– Sem segunda rodada (Joe)
– Não é a mesma regra do "só uma vez por semana?" (Demi)
– Não, essa regra vale de segunda a sexta. (Joe)
– ah, então na teoria você pode sair com uma garota no domingo a noite e na segunda sem quebrar a regra? (Demi)
– Isso ai, você entendeu direitinho. (Joe)
– Claro (Demi)

Logo o garçom chegou para anotar os pedidos.
- Então o que vão querer? (garçom)
- Vamos querer o camarão ao molho branco e salada verde com queijo e crouton e o Strogonoff de camarão (Joe)
-tudo bem senhor com licença (garçom sai)
-Como você sempre acerta? (Demi)
-Simples, eu te conheço como ninguém (Joe disse sorrindo)
Joe sempre sabia o que a morena iria comer, parecia até que lia seus pensamentos. Eles eram perfeitos juntos, só Joe que não percebia isso.

Eles estavam discutindo sobre a garota com a qual Joe dormiu na noite anterior e não se lembra o nome é "Katherine, Kathaline ou alguma coisa do tipo". Os seus pedidos chegaram e eles começaram a degustar.
– E ai o que ela disse? (Demi perguntou com a boca cheia, fazendo o moreno rir.)
– Ela ficou chateada (Joe)
– Mais você foi sincero (Demi)
– Eu fui... Eu sempre sou (Joe disse com carinha de cachorro quando cai de caminhão de mudança)
– Eu sei, mas você usa isso de escudo. (Demi)
– Eu devia mentir tipo o Jacob Ben Israel e enganar qualquer mulher? (Joe)
– Não, não seja como o Jacob ele é nojento (Demi)
– Ele te cantou uma vez (Joe)
– E foi no funeral do meu pai Joe (Demi)
– Ta legal, ele não era conhecido pela sensibilidade. (Joe)
– É, enfim... (Demi deixou a frase em aberto, deixando Joe curioso).
– O que? (Joe)
– Nada (Demi)
– Humm... Eu conheço esse nada ai, ele quer dizer alguma coisa né? (Joe)
– Enfim, sabemos que não é preciso mentir para ganhar uma mulher (Demi mostrou seu copo de café que estava escrito Glória e o numero do telefone.)
– Não quero perder isso aqui não, posso guardar? (Joe perguntou tomando o copo da mão da morena que dava um sorriso triste para o rapaz a sua frente.)
– Há e outra regra, a das 24h, eu só posso ligar depois de 24h é pra não parecer que eu to desesperado. (Joe)
– A ta (Demi falou perdendo o interesse na conversa.)
Quando saíram do lugar onde almoçaram, foram em direção a uma padaria, onde serviam a melhor sobremesa do mundo. Na opinião deles.
– Uma fatia de torta de maçã? (Demi)
– Não, a gente comeu isso da ultima vez (os dois estavam na fila e Demi tentava descobrir o que Joe iria pedir.)
– Bolinho de limão com creme? (Demi)
– Não to a fim de comer isso hoje não (Joe sorriu para a tentativa frustrada da mais baixa, que estava com um bico adorável. (Joe)
– Muffin de laranja e amora? (Demi)
– A qual é Demi? Ta perdendo o jeito. (Joe)
– Eu sei, eu sei... Ta, ta, ta já sei... Brownie com cream cheese? (Demi)
– Você é boa nisso garota (Joe)
Eles fizeram um high-five e seguiram na fila para comer. Como os dois tinham o resto do dia livre, decidiram ir a uma loja de antiquário, escolher o presente de casamento do pai de Joe.
– O que você acha desse? A gente pode dar esse (o rapaz encarava uma travessa de porcelana fina, enquanto a morena olhava umas bolsas de couro.)
– Joe eu não vou a mais um casamento do seu pai. (Demi)
– Demi, por favor? (Joe)
– Leva uma das garotas com quem você ta saindo (Demi)
– Eu não levo a festas de família e nem a casamentos. (Joe)
– Ah é eu tinha esquecido essa regra... Deixa uma impressão ruim. (Demi)
– Deixa mesmo (Joe disse enquanto a morena encarou uma bolsa pequena feita de pele de...)
– É pele de jacaré mesmo? (Demi perguntou ao vendedor.)
– Filhote de jacaré (o vendedor a respondeu.)
– Você devia se envergonhar disso meu senhor (ela cuspiu essas palavras junto com a bolsa que foi parar nos peitos do homem. Joe riu da cena que Demi fez.)
– Olha... Oi meu garotão, vem cá garoto lindo vem (ele se abaixou e ficou fazendo carinho na barriga de um filhote de bulldog) eu te amo garotão... Te amo, te amo...
– Devia tentar dizer isso pra uma pessoa (Demi falou olhando Joe brincar com o cachorro.)
– O que? Pessoa? Mais isso é uma pessoa né fofão? Tchau. (Joe)
Despediu-se do cachorro e correu até a morena que estava saindo de perto dele.
– Demi, vamos ao casamento, ele vai se casar e eu tenho que ir porque ele é o meu pai e eu gosto muito dele. Todo mundo sabe que ele não ta nem ai pra dinheiro e elas não amam ele, é ridículo, é de partir o coração, eu nem sei o que dizer pra ele. (Joe)
– Se alguém está cometendo um erro, não cabe a você interferir, basta dizer "Estou feliz que esteja feliz". (Demi)
– Estou feliz que esteja feliz? (Joe)
– Isso (Demi)
– Ta legal, eu vou dizer isso pra ele... Olha eu te prometo que é a ultima vez que eu te peço pra ir, depois eu arranjo outra pessoa pra ir aos próximos. Por favooooor! (Joe)
Ele pediu com uma cara fofa, que Demi se viu em um beco sem saída. Sorrindo ela abaixou a cabeça e chacoalhou odiando o que ia dizer.
– É a ultima vez (Demi)
– Obrigada, obrigada mesmo (o rapaz pulou e deu um abraço apertado na morena baixinha que retribuiu sorrindo abertamente).

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ta aí o segundo meninas, adorei os comentários de vocês, eu não to respondendo por que como vocês sabem meu navegador está com problemas e por aqui pelo Mozila é uma droga, alias tudo ta uma titica aqui nesse PC, enfim, meninas obrigada pelo carinho e compreensão, de verdade é importante pra mim.

Então até a próxima galera e desculpe a Demora, mas essa semana foi complicada.

Bju nas crianças!



12 comentários:

  1. Oie meninas
    hj não tô muito animada para meu comentários ridículos mais enfim...
    Sinto que a Demi vai sambar na cara da sociedade nessa fic ai eu adoroooo né...
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Primeira!
    Eu acho...
    Le comemorando debaixo das cobertas >.<
    Eu estou amando... Eu ri muito imaginando a cara de cachorro do Joe kkkkkk sério! Eu ja vi esse filme e simplesmente amo de paixão e sei que essa versão Jemi vai ser um sucesso! *Viciada
    A Demi e essa bolsa de pele de jacaré kkkkkkkkkk!
    Quero só ver esse casamento... Oooh promete fortes emoções!
    Beijos e Posta Logo <3<3<3<3<3<3

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkkkk eu lembro do que ele fez com o cachorro no filme! É muito bom!
    Esse capitulo foi lindo, postem logoo
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Adorei o Capitulo. Faz Maratona por favor.
    Posta logo!! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Aaaa que perfeito
    Já deu para sacar que
    a demi tá apaixonada pelo
    Joe...aí deus ~que fofo~
    Tá perfeito lindas
    Posta logooo
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. A demi é apaixonada pelo Joe! Omg.
    Posta logo, bjao.

    ResponderExcluir
  7. nossa o tempo passou rapido.

    ai ai, ta muito bom e essa fic estar em 2 lugar na minha lista de fics pq em primeiro e paradise fics

    mais essa e muito boa tambem

    tomara q tenha jemi logo

    ate mais

    by:gabi

    ResponderExcluir
  8. Essa história tá muitooo boa. To amaaandooo

    A Demi tá apaixonada e o galinha nem enxerga. acho q ele só vai perceber qnd aparecer um cara que seja uma ameaça pra ele.

    Postaaa logooo pleaseee



    ResponderExcluir
  9. Ameeei!!
    Até agora não sei de que filme que é e que as meninas estão falando tanto, dormi por 10 minutos hahahah'
    Geeente, esses dois são muito fofos juntos, porque o Joe não percebe que a Demi é a garota certa pra ele??
    Poha, porque ele prefere ficar dormindo com todas aquelas vadias??
    hasuhsus' estressei agora
    E tive um ataque de fofura imaginando a carinha de cachorro pidão dele, OWNT!!
    Poste loogo u.u
    Beeijos honey :3

    ResponderExcluir
  10. Posta.. PLEASE!!!!!

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!