26/07/2013

Made of Honor (Mini Fic Capitulo 9)




Capitulo 9 – Operação Joseph Jonas, madrinha de casamento.

No dia seguinte, os amigos foram até o apartamento de Joe para começar a transformação dele em uma madrinha perfeita, trouxeram caixas com coisas, e estavam tomando café vagarosamente pois era um sábado de manhã.
-Cara eu estou chocado, o detetive que contratei pra saber se o Ian tinha algum podre não encontrou nada (Kevin)
-Você contratou um detetive? (Nick perguntou comendo um croissaint)
-Uhum, e o cara não achou nadinha, o cara é um santo, isso nunca aconteceu antes. (Kevin)
-Wow que bom que aconteceu comigo né? ( Joe disse ironicamente)
-Sabia que o cara já foi condecorado pela marinha? (Kevin)
-É e esta prestes a ser derrubado pela madrinha aqui ó (Nick fala dando um soquinho no braço de Joe que sorria fraco)
-O problema é que ela não vai esquecer esse cara (Joe)
-Então temos que destacar suas qualidades, fazer ela ver que você mudou (Nick)
-Mas eu mudei (Joe)
-Então, nós trouxemos aqui tudo o que você precisa para se tornar a melhor madrinha da face da terra (Kevin)
– Essas revistas são de noivas de mais de 18 países diferentes, com artigos de madrinhas. (Justin)
-E esse DVD eu peguei emprestado com a Alex, de quando ela foi madrinha do casamento da professora dela. (Nick)
--Wow, vocês realmente estão se empenhando nisso (Joe)
-É meu caro, nós vamos fazer de você, a madrinha perfeita. (Nick)
E o fim de semana se passou com os três ajudando Joe a se tornar uma madrinha perfeita. Ele se empenhou ao máximo e estudou tudo o que podia sobre tudo o que se deve saber para um casamento, desde as toalhas de mesa a musica. E na segunda durante o basquete os amigos testaram Joe fazendo perguntas pra saber se ele realmente tinha aprendido alguma coisa.
– Se alguém não poder comparecer no casamento? (Nick corria atrás de Joe)
-Tem que mandar o convite mesmo assim (Joe respondia ofegante por estar driblando com a bola)
-Fila de cumprimentos? (Kevin)
-Fila de cumprimentos? Bom se tiver cumprimentos é porque a Demi se casou e eu falhei e a perdi (Joe para com a bola e olha pros amigos)
-Isso aí rapaz, minha pergunta foi uma armadilha (Kevin disse rindo)
– Deveres básicos da madrinha? (Nick)
– Cuidar das damas, ficar com a aliança e proteger a noiva (Joe)
- Seus deveres básicos de madrinha? (Nick)
– Mostrar que amadureci, que assumo minhas responsabilidades, e infiltrado eu preciso destruir esse casamento. (Joe)
– O que acontece se você falhar nessa tarefa? (Nick)
– O Ian fica com ela. (Joe)
– E o que agente vai fazer? (Kevin)
– Roubar a noiva (Joe)
- E o que agente vai fazer? (Nick)
-Roubar a noiva (todos falam)
- E O QUE AGENTE VAI FAZER? (Nick)
– ROUBAR A NOIVA! (todos incluindo Joe gritam no vestiário)
No dia seguinte, Joe ligou pra Demi, que disse que iria comprar coisas pro enxoval do casamento e ver algumas coisas pra festa. Ele se ofereceu pra ir com ela e mesmo ela dizendo que não era preciso, ele cancelou tudo que tinha que fazer para acompanhá-la até as lojas.
– Não precisava cancelar seus compromissos pra vir comigo (Demi)
– Está brincando? Claro que precisava, a madrinha perfeita fica com a noiva até a entrada da igreja. (Joe)
-Você mudou rapazinho (Demi falou surpreendida)
-Claro que mudei (Joe)
Eles entram na loja e vão andando por entre os corredores de braços dados.
-Nossa, nem sei por onde começar (Demi)
- Agora pra escolher os tipos de louça que vai usar você tem que saber que tipo de recepção quer fazer e que tipo de pratos quer cozinhar (Joe falava andando pela loja e falando com Demi que ainda estava meio perdida) a olha aqui, não fica com medo de misturar e combinar não.
Nesse momento ele pega alguns pratos e joga pro alto, começando a fazer malabares com eles, fazendo Demi se assustar e varias pessoas se juntarem ao redor para ver o show
-Isso é importante, mesmo com diferentes estilos e texturas o que você tem que fazer é mesclar a mesa e deixar ela viva com cor e delicadeza, esse é o objetivo.
- E aí quando você se der conta, no final do dia você vai descobrir... (ele termina os malabares colocando um prato sobreposto no outro em cima da mesa encaixando perfeitamente)... Combinações (Joe)
Demi estava de boca aberta enquanto todos o aplaudiam na loja.
-Obrigado pessoal, muito obrigado, vamos Demi? (Joe)
Ela foi andando ao lado dele perplexa subindo a escada rolante.
-Wow, eu não sabia que você fazia malabarismo, bom com as mulheres sim, mas não com a louça (Demi disse rindo)
-Você ainda não viu nada, tem que ver o que eu faço com roupa de cama (ele dizia rindo também)
Eles pararam em frente a uma loja de lingerie e Demi deu um sorriso de lado, daqueles que Joe amava ver, ela não sabia, mas ele achava que ela ficava muito sexy com aquele sorrisinho. E ele sabia que toda vez que ela o dava, era porque ia aprontar alguma, ou quando pensava coisas impróprias.
– Lingerie, perfeito. (Demi)
-O que? Não, não Demi eu não vou entrar aí com você, sem chance (Joe disse nervoso)
-Ah não Joe porque não? Olha quem melhor pra me ajudar nisso do que você? Você já tirou mais lingeries do que qualquer um que eu conheço, vamos... Por favor? Use seu dom para o bem (ela fez aquela carinha de cachorro pidão que o faria ir ao Alaska comprar um Husk Siberiano se ela quisesse e ele não resistiu)
-Está bem, vamos (Joe)
E assim eles entraram na loja e Demi foi logo pegar milhões de modelos para experimentar.
Ele ficou do lado de fora da cabine e estava ficando impaciente com o silencio.
-Então como foi lá com o conselho? (Joe)
-Ah foi tudo bem, eles autorizaram o casamento, a família do Ian é muito respeitada lá. (Demi)
-Ah que ótimo (Joe disse fazendo careta)
-Sabe Demi, eu tenho que te agradecer (Joe)
-Pelo que? (Demi falava de dentro da cabine)
-Por me convidar pra ser sua madrinha, eu sei que parece maluquice, mas, você abriu meus olhos e, mudou o conceito que eu tinha sobre casamentos (Joe)
Ela nesse momento saiu da cabine vestindo uma lingerie cor de vinho com detalhes em preto, cinta liga e até um chicotinho. Joe quase teve uma síncope ao ver sua pequena tão sexy. Ela sorria mordendo o lábio inferior olhando pra ele que contava ate 150 pra se controlar e não agarrar aquela mulher ali mesmo.
-E aí o que achou? Ficou bom? (Demi)
-Ficou... (Joe não sabia o que responder, estava embasbacado)
-Ficoooou... (Demi)
-Ficou... Fofo (Joe levou uma chicotada de Demi) AUCH! Que foi?
-Fofo? Eu não quero estar fofa na minha lua de mel Joseph (Demi)
-Ta bom, você está... perfeita (Joe)
-Bem melhor (Demi sorriu)
-Ótimo agora se veste o Lucy Liu (Joe disse a ela que gargalhou entrando de volta no provador)
Os dois saíram da loja rindo e alegres e Joe levava Demi para pegar um taxi pra casa.
-Você foi incrível hoje sabia? Obrigada por tudo (Demi)
-Não me agradeça eu fiz minha obrigação como madrinha (Joe)
-Eu vou sentir sua falta (Demi)
-Ei não se preocupe vamos nos ver em alguns dias Demi (Joe)
-Joe, eu não te contei, mas, bom os negócios do Ian são lá e, eu posso trabalhar com arte na Europa então, eu vou me mudar pra Escócia, depois do casamento, definitivamente. (Joe)
-Wow, bom, então, acho que só me resta dizer, boa sorte na Europa. (Joe)
Joe estava sem chão, não demonstraria no momento, mas nem sequer sabia quem era. Aquilo o derrubou, sentiu que tudo ia por água abaixo. Foi acordado de seu devaneio por Demi que o abraçava apertado e a abraçou de volta.
-Vou sentir saudade (Demi)
-Eu também (Joe)
Ele fez sinal pra um taxi e a colocou nele.
-Nos vemos na Escócia em três dias madrinha (Demi disse sorrindo ao entrar no carro)
- É claro que sim (ele gritou acenando pra ela antes de partir, e levar seu coração junto com ela)
Passou o resto daquele dia péssimo, pensando no porque de ter sido tão babaca. A noite foi visitar seu pai, precisava conversar e sentiu vontade de vê-lo.
-Nossa, o que trás meu importante filho em minha humilde residência?
-Posso entrar? (Joe)
-Claro que sim (Paul)
Depois de muita conversa Paul já sabia do que estava acontecendo e estava sentado com Joe bebendo Wiski escocês.
-É, to sentado falando que perdi a garota perfeita pra um escocês bebendo Wiski escocês feito pela família do mesmo babaca que roubou minha garota, irônico dadas às circunstâncias. (Joe)
-Então é isso, você entregou os pontos. (Paul)
-Eu não posso ir, não posso ver a Demi se casar com outro, ela vai se mudar pra Escócia, eu já perdi essa (Joe)
-Conversa (Paul murmurou)
-Quem ama liberta, sempre (Joe)
-Dito por um covarde e utilizada por todos os covardes (Paul disse)
-Pai o casamento é em cinco dias, a Demi já está na Escócia o que mais eu poderia fazer? (Joe)
-Joe eu vou te contar uma estória, eu só amei de verdade uma vez na minha vida. Ela era a mulher mais maravilhosa do mundo, minha melhor amiga, mas eu era jovem e idiota e estraguei tudo... Da minha grande lista de erros esse foi o maior.
-E quem era essa mulher? (Joe)
-Era a sua mãe (Paul)
Joe o olhava perplexo, Paul não falava dela. Ele sabia que o pai sofria ainda pela morte de Denise, sua mãe.
-Eu tentei fazer ela me perdoar, mas ela me rejeitou, mas alguns dias antes de partir, ela me disse que sempre me amou, mas tinha medo de arriscar e sofrer novamente com meu modo de levar a vida (Joe)
-Mas pai porque você está me dizendo isso agora? (Joe)
-Porque eu não quero que você cometa o mesmo erro que eu Joseph, não quero que termine sua vida definhando em casamentos arranjados e divórcios mal resolvidos. Quero que você seja feliz meu filho, e a Demi é a sua felicidade, sempre foi, mas você demorou muito tempo pra perceber isso. (Paul)
-Pois é pai, mas agora eu a perdi (Joe)
-Perdeu coisa nenhuma Joseph, ela já se casou? (Paul)
-Não (Joe)
-Ela já disse sim? (Paul)
-Não (Joe)
-Então pare de ser um bebê chorão, entre naquele avião e traga sua garota de volta ou eu mesmo te dou umas belas palmadas (Paul)
Joe se levantou e abraçou seu pai apertado como não fazia há um bom tempo.
-Obrigado pai, eu te amo! (Joe)
-Eu também te amo meu filho, agora suma daqui, você tem que fazer as malas (Paul disse rindo) e a propósito, vou me divorciar de novo.
Joe sorriu abertamente, seu pai tinha razão, ele ainda tinha tempo. Ele correu pra casa e aprontou tudo para viajar no dia seguinte bem cedo. Ligou para os amigos que foram levá-lo ao aeroporto naquela manhã.
-Ok então vamos recapitular, você vai até lá, vai dizer o que sente e vai trazer a Demi de volta pra casa certo? (Nick)
-Exato, me desejem sorte, eu vou precisar. (Joe)
-Estamos com você irmão, força e coragem (Kevin)
-É conta com a gente (Justin)
-Valeu galera, de verdade. (Joe)
-Relaxa, ainda vou te cobrar com juros e correção quando você casar com a Demi (Nick disse rindo)
-É isso aí, rouba a noiva (Kevin)
Joe riu e se despediu dos amigos. Ele entrou naquele avião cheio de esperança e uma certeza: faria de tudo para trazer Demi de volta.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Galerinha, passando pra postar hoje em homenágem ao dia do escritor! parabéns aqueles que fazem nossas imaginações mais ferteis e nos inspiram na arte e na vida! 

Ta acabando galerinha =/ estamos estudando o que vai rolar aqui no Blog pra vocÊs depois da mini, em breve novidades ;)

bju nas crianças!


24/07/2013

Made of Honor (Mini Fic Capitulo 8)




Capitulo 8 – Chá de Panela

No dia seguinte Joe e os amigos estavam reunidos na casa dele para ajudá-lo a terminar os enfeites do chá de panela de Demi que ele estava organizando. Faziam milhares de cestinhas com mimos para dar as convidadas. Depois de terminar eles sacanearam o amigo, pra variar.
- Eu vou pra um clube de Streep matar minha fome e depois arrumar uma briga (Kevin disse já indo em direção a porta)
- Me liga quando voltar a ser macho Joe (Justin disse rindo e saindo também)
-Pode deixar machão (Joe disse rindo)
-Olha de fazer cestinha pra outra coisa é um pulo hein (Nick disse rindo antes de abraçar o amigo e sair) a gente se vê depois.
-Valeu caras! (Joe disse suspirando assim que eles saíram)
Joe ficou acordado até tarde naquela noite, no dia seguinte seria o chá de panela de Demi. Ele estava ficando sem tempo e precisava mostrar pra ela que isso era um erro. Mas como? Era isso que o atormentava.
No dia seguinte, todas as amigas de Demi estavam em sua casa para o chá de panela. Tudo estava lindo e impecável, fazendo todos ficarem surpresos.
-Oi Joe (Miley que havia acabado de chegar o cumprimentou)
-Oi Miley, tudo bem? (Joe)
-Tudo ótimo, aliás, Joe parabéns, está tudo lindo, esse é o melhor chá de panela que eu já fui (Miley)
-Oh, Obrigada Miley, que bom que você gostou (Joe)
Nessa hora Danielle se aproximava deles com sua famosa garrafinha e parecia que estava prestes a desmaiar.
-Eu acho que você deveria comer alguma coisa (Joe disse a ela preocupado)
-Relaxa eu estou bem Joe (disse Dani e logo depois correu para o banheiro)
-Meu Deus, a mulher faz de tudo pra caber em um vestido (Joe disse pra Miley balançando a cabeça negativamente olhando o caminho que Dani fazia)
-É ela faz sim (Demi)
Joe se virou automaticamente ao ouvir aquela voz doce atrás de si. Ela estava linda em um vestido azul soltinho, maquiagem leve e cabelos soltos. Com aquele sorriso perfeito que o fazia suspirar e aquele perfume maravilhoso que o fazia esquecer até do próprio nome. Ela se aproximou e o abraçou apertado e ele teve que se segurar pra não a agarrar ali mesmo.
-Oi (Demi)
-OI (Joe)
- Essa festa acabou com a sua regra de que nenhuma mulher pode entrar na sua casa né? (Demi)
– É de vez em quando é bom quebrar uma regrinha. (Joe)
- Eu estou muito impressionada (Demi disse sorrindo)
-Obrigado, estou fazendo o que posso (Joe)
-Olha experimenta isso aqui (ele pega um canapé da bandeja e entrega a Demi que come)
-Huum, o que é? (Demi)
- É regue... Leva pimenta, queijo, pulmão de cordeiro picado, e glândula pituitária de vaca, especialidade escocesa, indicado pelo Ian. (Joe falava e andava e a cada coisa que ele dizia dava mais nojo em Demi que cuspiu o canapé num guardanapo e jogou fora antes que ele se virasse parando ao lado de Miley outra vez)
-Gostou? (Joe)
-Uhum (ela sorria fingindo ter gostado)
-Eu já volto (Demi saiu de perto dos dois)
-Ela está realmente feliz Joe, estávamos preocupadas que você não desse conta, mas você surpreendeu, parabéns! (MIley disse sorrindo)
-Obrigada mais uma vez Miley (Joe disse sorrindo e Demi já voltava com mais duas mulheres)
-Dianna! Nossa há quanto tempo, a gente não se vê desde a Páscoa não é? (Joe a cumprimentou com um beijo no rosto)
-É você dormiu com a nossa empregada (Dianna disse com um sorriso cínico deixando Joe sem graça)
-Ah ela te contou é? Não sabia que ela falava nosso idioma (Joe disse sem graça)
-E essa é a vovó Sue, lembra dela Joe? (Demi disse sorrindo)
-Claro que lembro, olá vovó Sue (Joe disse sorrindo para a senhora)
-Você é o tarado não é? (vovó)
-Ah ela se lembra (Joe disse mais sem graça ainda)
-É ela se lembra sim (Demi disse rindo)
De repente Selena chega e puxa Demi pra perto das outras mulheres.
-Olha chegou esse pacote pra Demiz la da Escócia ( ela entrega o pacote a ela que sorri)
-É do Ian (Demi diz suspirando e arrancando um coro de “Own” das mulheres, fazendo Joe quase vomitar)
Ela sorri abertamente ao ver o que era na caixa. Uma flor muito bela
-Olha tem um bilhete (Selena pega e começa a ler)
- “Demetria meu amor, este é um botão do cardo selvagem, uma flor escocesa extremamente rara, eles só florescem durante 4 horas antes de morrer, aceite em sinal do meu amor, estou com saudades, do seu Ian” olha ele não é perfeito? (Selena disse olhando debochadamente pra Joe e novamente se fez o coro de “Own”)
-Ele me disse que correria todos os campos da Escócia para conseguir uma pra mim, e ele conseguiu ( Demi dizia suspirando ao olhar a flor)
-Nossa ele é mesmo um príncipe querida (Dianna disse)
-A animadora chegou (Selena disse e todos se reuniram na sala)
Uma mulher apareceu carregando um enorme baú, ela ficou no centro da sala enquanto todos se reuniam em volta do sofá esperando para ver o que ela faria.
-Olá pessoal, eu sou Sharon, e que bom ver todos aqui. (a mulher falava)
– A ideia foi minha sabia (Joe sussurrou no ouvido de Demi e mais uma vez a morena se arrepiou) Eu sei que você adorou ela do chá da irmã da Danielle.
– Antes de começar eu gostaria que todas inspirassem bem fundo. (Sharon continuava falando enquanto os dois conversavam entre si.)
– Ela não estava no chá da irmã da Danielle, porque a Danielle não tem irmã (Demi disse confusa)
- Ela não tem irmã (Joe falou pensativo e finalmente se tocou que Selena havia armado pra ele)
– E agora respirem bem devagar... Muito bom isso mesmo (todas as mulheres seguiam o que a animadora falava e fazia) é muito importante abrirmos o nosso terceiro olho, e nos concentrar no nosso primitivo que existe no nosso interior antes que eu apresente os objetos do prazer. (e abriu o baú revelando milhares de brinquedinhos sexuais.)
Demi ficou chocada com aquilo, olhava para Joe e ele sabia que ela estava brava, conhecia aquele olhar.
– Esses objetos do prazer são usados melhor quando estamos no nosso estado tântrico de meditação, e eu vou mostrar pra vocês como ativar intensamente o chacra sexual... (ela continuou, as mulheres estavam parecendo se divertir, mas a cara de Demi denunciava o contrario).
– Todos esse itens estão a venda senhoras, olha eu trouxe uma calcinha comestível, você está com carinha de fome pode ficar com ela (a mulher deu a calcinha para Dani que sorriu pegando)
- Mas Que festa do prazer seria completa sem... (tirou do baú um colar) o colar sensação fosforescente? (Sharon)
-Ooooh (falaram as mulheres ao mesmo tempo)
São incríveis, e para vocês hoje são dois por um, aqui está um para você vovó. (a mulher deu um para a avó de Demi que olhou para Joe decepcionada e saiu pisando firme em direção a varanda enquanto Selena dava um sorriso diabólico pra Joe)
– Mais como eu uso isso? (vovó Sue perguntava enquanto Joe ia atrás de Demi na varanda)
– Demi tudo bem? (Joe perguntou assim que alcançou a morena.)
– O meu sonho sempre foi ter um chá de panela perfeito desde que eu tinha 10 anos, você sabia disso? (ela perguntou com a voz embargada.)
– Não (Joe)
– E por incrível que pareça imaginar a minha avó usando um colar sensação fosforescente não fazia parte dele (ela terminou de falar e Joe não agüentou e começou a rir.)
– Não tem graça Joseph (Demi)
– Tá, desculpe (Joe parou de rir na hora.)
– Faz ideia do quanto isso é importante pra mim?... Ai essa mulher aparece e... Transforma tudo em... (Demi)
– Olha foi culpa da Selena, ela armou pra mim... (Joe)
-Joe para! Não arruma desculpas (ela saiu andando e ao chegar à porta falou)
-Eu não devia ter te pedido pra fazer isso, você nem sequer acredita em casamento (Demi)
-Mas eu posso (Joe falava olhando pra ela que negou com a cabeça)
-Eu preciso ir (Demi)
-Demi, espera... (Joe)
E ela se foi, o chá terminou e Joe depois de arrumar a casa ligou para Nick para contar o que havia ocorrido.
– Nossa, essa Selena não é mole não hein? (Nick falou do outro lado da linha)
– Pois é, o meu objetivo era mostrar pra Demi que eu amadureci e que ela nem conhece esse cara direito... E que eu sou a pessoa certa pra ela. Só que isso não aconteceu. (Joe)
– Mais você ainda é a madrinha né? (Nick)
– Não sei, acho que ela me dispensou. (Joe)
– Deixa disso, como é que alguém é dispensado de ser madrinha? (Nick)
– Sei lá (Joe)
– Quer saber, eu tive uma idéia, nós temos que transformar você na melhor madrinha do mundo. (Nick)
– Tá, e como vocês pretendem fazer isso? (Joe falava rindo)
-Nós temos nossos meios, tudo o que você tem que fazer é aprender com os melhores (Nick)
-Ta bom então, amanhã quero vocês aqui pra me dizer como vão fazer essa proeza (Joe)
- E estaremos, não se preocupe nós vamos te transformar na melhor madrinha que esse país já viu, então declaro aberta a operação Joseph Jonas, madrinha de casamento (Nick disse rindo)
---------------------------------------------------------------------------------------------------

Ta ai galera  mais um, e sinto dizer que está acabando gente, só faltam mais quatro capítulos =/

E também tenho que dizer que devo ficar um tmepo sem escrever, comecei a trabalhar essa semana, o que  vai tomar bastante meu tempo, e também começo a faculdade, que tomará mais ainda. Mas juro que tentarei dar um final digno a MBF nesse meio tempo, e tentarei escrever coisas novas. Peço apenas a compreensão e paciencia de vocês porque será devagar, mas deve rolar.

por favor comentem, pq fico mega triste ao ver que vocês não comentam na história. Vamos comentar galera, to sentindo falta de um monte de gente aqui. Enfim é isso, amo vocês!

Bju nas Crianças!