29/03/2013

My Best Friend ( Mini Fic Capitulo 22 Parte 1 - Último)

Lindos demais gente *-* morro de saudades dessas palhaçadas deles...




“No, I don't wanna love, if it's not you. I don't wanna hear the wedding bells prove then we can't try
One last time. But I don't wanna hear the wedding bells chime… “




Joe sentiu o celular vibrar em seu bolso, havia o esquecido no bolso da calça e a vontade se fez maior, pegou e o abriu, ainda dava tempo antes de Camilla entrar.
Era uma mensagem...

 “Sei que estou bancando a pessoa mais imatura desse mundo, mas não consigo falar olhando nos seus olhos, não é por eu ser falsa, é um medo estúpido que eu não consigo arrancar do meu coração. Sei que isso é em vão, não adianta fazer mais nada, mas eu preciso só te falar uma coisa que está entalada na minha garganta me sufocando, eu não suporto mais esconder, eu preciso colocar pra fora. Eu te amo! E sempre vou amar, quero que seja muito feliz, pra mim isso já basta. Demi.”

Joe sentiu o queixo tremer, olhou pra mãe e o que mais queria naquele momento era chorar no ombro dela...
No mesmo instante, a marcha nupcial ecoou pela igreja....
Ele sentiu a espinha arrepiar-se...
Queria sair correndo daquela igreja, mas suas pernas estavam travadas.

Camilla foi entrando devagar e em seu rosto a apreensão era visível.
Parecia incomodada!
Andava tão devagar com seu pai, que juravam que em certas vezes ela parava e parecia não querer continuar...

Quando chegou até Joe, ele demonstrando cavalheirismo veio pegá-la, plantando um beijo na testa dela, apenas por respeito, mas ambos estavam com nós gigantescos na garganta.
Camilla apertou a mão de Joe fortemente, ele a olhou apreensivo.
Ambos pareciam estar prestes a entrar num matadouro.
E ele, só conseguia imaginar se no lugar de Camilla, fosse Demi...

Logo o padre começou seu sermão.

- Aqui estamos na presença de Deus, para celebrar a união de Camilla e Joseph, dois jovens apaixonados...

- Não há nesse mundo, ninguém mais especial que você! (Demi)
- O q-que está querendo dizer? (Joe perguntou arregalando os olhos)
- Me mostra como u-um homem ama uma m-mulher? (Demi perguntou entre sussurros, puxando o zíper da calça dele pra baixo)
- N-não faz a-assim... (Joe sussurrou fechando os olhos)
- Por que não? E-eu quero... (Demi sussurrou mordendo o lóbulo da orelha direita dele)
- Por que e-eu não vou conseguir me segurar, n-não vou... (Joe)
- Não segure, deixe fluir... (Demi)

Joe sentia como as lembranças lhe matavam por dentro, como pequenos filmes que o faziam lembrar de Demi...

- SERÁ Q-QUE VOCÊ NÃO PERCEBE QUE E-EU NUNCA SOFRI PELO F-FATO DO WILMER ME TRAIR? E-EU SOFRO PELO FATO DE TE V-VER CASANDO c-com outra... (Demi exclamou chorando e soltando tudo que por anos havia guardado)

Não conseguia raciocinar sobre mais nada...
Até sua visão havia ficado turva.

Sei que estou bancando a pessoa mais imatura desse mundo, mas não consigo falar olhando nos seus olhos, não é por eu ser falsa, é um medo estúpido que eu não consigo arrancar do meu coração. Sei que isso é em vão, não adianta fazer mais nada, mas eu preciso só te falar uma coisa que está entalada na minha garganta me sufocando, eu não suporto mais esconder, eu preciso colocar pra fora. Eu te amo! E sempre vou amar, quero que seja muito feliz. Pra mim isso já basta. Demi.

- É por livre e espontânea vontade que estão aqui? (o padre perguntou)

Ambos permaneceram em silêncio, dentro da igreja os convidados olharam um pro outro em sinal de interrogação.

- Joe... (Camilla sussurrou)
- Q-que? (Joe)
- Preciso te contar uma coisa. (Camilla)
- O q-que? (Joe)
- E-eu te traí, ontem... (Camilla confessou arregalando os olhos)
- Q-que? (Joe perguntou não assimilando nada do que ela havia dito)
- Me perdoa, não acho justo que você se case comigo sendo que não fui verdadeira com você. Mas estamos quites, afinal de contas não está sendo verdadeiro com você mesmo casando comigo... (Camilla)
Não precisou mais nenhuma palavra...
O padre perguntou mais uma vez quando Joseph deu as costas, decidido.

Desceu do altar e de cabeça levantada foi andando no tapete vermelho, sentindo o coração acelerar compulsivamente e sua corrente sangüínea parecia ter aumentado.

- Meu Deus, aonde ele vai? (o padre perguntou assustado)
- Bom, não vai ter mais casamento. (Camilla afirmou tirando as luvas)
- Como não vai ter mais casamento? (os pais dela e de Joseph perguntaram na mesma hora, enquanto o falatório entre os convidados começava)
- Ué, não vai ter mais casamento. Mãe me empresta o seu carro? (Camilla pediu naturalmente, como se nada tivesse acontecido)

Dianna e Eddie se olharam pasmos...

- Eu não acredito em uma coisa dessas. (Selena afirmou chocada)
- Não era isso que queria? (Nick)
- Eu queria, mas também queria dar escândalos, nem precisei, foi tão fácil, tão rápido. Ah que porcaria de casamento, cerimônia mais chata que já vi em toda a minha vida! (Selena exclamou irritada e caminhando rumo a saída)
- Vai entender . (Nick afirmou pra si e balançando a cabeça)

Miley gargalhava enquanto cantava perto de Danny...

- Eu ganhei 300 pratas, hei hei! O Danny tem a menos na conta bancária dele 300 pratas, hei hei! Vou gastar no cabeleireiro, hei hei! Agora a Demi e o Joseph vão transar, hei hei! E 300 pratas o Danny vai me dar, hei hei! (Miley cantava entre gargalhadas)
- Posso te falar a real? Vou dar com gosto essas 300 pratas, hei hei!! (Danny)

“O fogo do amor se apaga, quando ele na verdade não existe. Mas o verdadeiro amor é aquele que começa como uma faísca e sem querer domina o teu coração pra sempre...”
Stéfanie Rodrigues Abreu.

Não precisaria Joe procurar muito, ele sabia exatamente onde encontrá-la...

Depois do enterro da avó de Demi, ela pegou nas mãos de Joe e foi andando com ele até a escola onde estudavam.

- Onde está me levando? (Joe)
- Já vai ver... (Demi)

Atrás da escola, havia uma árvore e ao lado dela outras árvores que estavam encavacadas e formavam uma espécie de caverna...

- Eu preciso te mostrar esse lugar, vem comigo. (Demi afirmou puxando Joe)
- O que tem aqui? (Joe perguntou abaixando-se entre as árvores)
- Esse é o local que eu venho quando estou triste, me faz bem e eu nem sei o por quê. (Demi afirmou tristonha)
- Talvez porque aqui você fique sozinha e, não existe remédio melhor pra tristeza, que ficar sozinho. (tirando do bolso uma chave)
- É verdade... (Demi afirmou observando o que ele fazia)

Joe com a chave, riscou entre as árvores as inicias D y J.

- Antes era o seu canto, agora será o nosso. (Joe)


Mesmo depois de anos, as mesmas iniciais permaneciam riscadas entre as árvores.



Estava satisfeita em te ter como amigo
Mas o que será que aconteceu comigo?
Aonde foi que eu errei?”


- Meu nome é Joseph Jonas e o seu? (Joe perguntou levantando do chão depois que amarrou o pano no joelho dela)
- D-demetria, Demetria Lovato. (Demi afirmou limpando os olhos)
- O seu nome é muito bonito. (Joe afirmou tímido)
- O-obrigada... (Demi)

“Às vezes me pergunto se eu não entendi errado...
Grande amizade, com estar apaixonado.
Se for só isso, logo vai passar!”

Com a pessoa mais especial, ou até mesmo aquela que não lhe é direcionada...
Mas sentir-se unido com quem o coração bate mais forte, tem um gostinho especial.
Uma sensação que somente os apaixonados podem descrever, somente àqueles que verdadeiramente o sentem!

E assim, aquela noite de concretização de um sentimento, fez com que os corpos se unissem na mesma proporção que os corações de ambos!
Desfrutando de um ápice arrebatador, de uma sensação inexplicável...
De um amor, que nem o tempo apagaria...

“Mas quando toca o telefone, será você?
O que estiver fazendo eu paro de fazer...
E se fica muito tempo sem me ligar.
Arranjo uma desculpa pra te procurar...
Que tola, mas eu não consigo evitar!”

Minha pequena linda!
Como posso estar com tantas saudades de você?
Nem me liga mais, não me manda e-mail, nem sinal de fogo... Por acaso está viva?
Ou então algum mal feitor roubou a minha amiga?
Sei que se formou, fico tão feliz por você! De verdade gostaria de estar aí pra te parabenizar pessoalmente
!

“Porque eu só vivo pensando em você!
E é sem querer, você não sai da minha cabeça mais...
Eu só vivo acordada a sonhar, imaginar nós dois.
Às vezes penso ser um sonho impossível, uma ilusão terrível.
Será?”


E ele não estava errado...
Seu coração havia lhe guiado até aquele local.
A magia do amor teria unido os dois?
Ou a linda amizade que aos poucos se transformou em um sentimento arrebatador?
Mas seu coração ficou apertado, quando viu sua pequena chorando enquanto dedilhava aquelas mesmas iniciais que ele havia feito há alguns anos!

“Hoje eu pedi tanto em oração.
Que as portas do seu coração se abrissem pra eu te conquistar...
Mas que seja feita a vontade de Deus!
Se ele quiser, então, não importa...
Como ou onde, quando eu vou ter seu coração!
-“

 E-eu preciso desabafar, t-tudo está preso dentro de mim a anos, e-eu preciso colocar pra f-fora... (Demi)
- Então desabafe... (Nick)
- E-eu amo o J-joe, amo da m-maneira mais pura, desde q-que eu tinha seis anos, e-eu amo o cheiro dele, o g-gosto, o sorriso, o j-jeito de bebê, c-como ele me trata, a-amo tudo! M-mas eu só posso me c-contentar com a a-amizade dele, nada m-mais... (Demi confessou aos prantos)

“Eu faço tudo pra chamar sua atenção...
De vez em quando eu meto os pés pelas mãos.”
“Engulo a seco o ciúme...
Quando outra apaixonada quer tirar de mim sua atenção!”

“Demi sorriu sem graça, seu olhar automaticamente foi na direção de Camilla.
Morena, alta, bonita e a tal que carregaria no dedo anelar esquerdo, uma aliança que teria gravado o nome de Joseph...
Uma vadia desgraçada que tinha ousado beijá-lo na boca e, outras coisas mais.
Burra com certeza era, Demi tinha convicção quanto a isso.
Mas o fato era que se sentia um nada perto dela, Demi não era morena, preferência de Joseph, não era alta nem com salto agulha de Drag Queen e, jamais carregaria aquela aliança no dedo, a tão sonhada aliança.
Sua rival era uma linda mulher, aquela que roubaria sem dó nem piedade seu melhor amigo, seu grande amor...”

“E assim o fez, colou os lábios no de Demi que afoita tratou de devorá-lo no beijo.
Segurou forte no cabelo de Wilmer e respirava ofegante entre o beijo...
Joseph virou um copo de Vodka quando se deparou com aquela cena...
Não podia acreditar naquilo, não queria ver aquilo!
Fechou as mãos querendo bater em alguém, aliás, queria bater em Wilmer, e principalmente em Demi”

O coração apaixonado é bobo...
Sorriso seu e ele derrete todo.
O teu charme e o teu olhar!
Tua fala mansa me faz delirar!”

- Às vezes é engraçado se deparar com o fato de como o coração nos leva ao lugar certo. (Joe)

-------------------------------------------------------------------------------------------



AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, primeira parte postada, agora depende de vocês se o final rola hoje ou não, até a 00h quero mais que 24 comentários diferentes, se rolar eu posto o final hoje, senão só no domingo, pois amanhã tenho compromisso o dia todo e a noite eu vou sair com a galera aqui. Bom é isso meninas!

Bjo nas crianças!






10 comentários:

  1. O QUEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
    Comenta meu povo pelo amor de DEUS
    segundinha faltam 22 rumo ao final
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VEM A KAROOOOOL, VEM A KAROOOOL ♪
      AUHSDUSHDSUADHSAUHSADUASHDUASHDAUHSD
      saudades de tu mulher.. é isso ae, quero comentarios.. gostou da primeira parte do capitulo?
      eu amo esse final, e lindo demais *-*

      Excluir
    2. oucht se eu gostei
      tô gritando e dançando o quadradinho de oitoooooo
      kkkkkkkkkk ♪eu adoroooo ♪ eu me amarrooooooooo
      Gente faz uma Karol feliz e comenta aiii que eu tô sentido que esse final vai ser bafonicoooOOoO
      ♪Poxa vida,UOUUUUUUUUUUU

      Excluir
  2. AHHHHHHHH MEU DEUS MULHER POSTA LOGO!!!

    ResponderExcluir
  3. ta pfto !! qro o final logo , posta ainda hj pfvr

    ResponderExcluir
  4. Porrrr favor posto logo hj.... vc deixaria mtmtmtmt gente feliz de acordar amanha e abrir sua fic e ver q o final ja foi postado :)))) pleeesee!!

    ResponderExcluir
  5. MEU DEUS QUE COISA MAIS PERFEITAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  6. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!