18/03/2013

My Best Friend ( Mini Fic Cap 11 - Maratona)



Just one more hit, I promise I can deal with it, I'll handle it, quit it. Just one more time, then that's it. Just a little bit more to get me through this…”






Havia tirado uma coragem do fundo de seu âmago, mas precisava liberar-se desse sentimento que o afligia por anos, precisa tirar pra fora o que lhe sufocava...
Selena arregalou os olhos ao entender o que ele queria dizer.
Era ela?

Demi assistia um filme em sua sala, estava com diversos travesseiros e cobertas pelo chão.
Estava quase cochilando quando a campainha de seu apartamento tocou.

- Não é possível que eu não tenha um minuto de paz, não é possível! (Demi exclamou se levantando e puxando a barra da curta camisola preta pra baixo)

Abriu a porta e, Joe estava parado usando uma calça de pijama xadrez, uma regata branca, descalço calçava uma meia branca e, o travesseiro nas mãos.

- Não consigo dormir. (Joe exclamou respirando fundo)
- Posso saber o por quê? (Demi)
- Minha prima irmã saiu com um maníaco sexual. (Nick exclamou entrando no apartamento da amiga)
- Não acredito que está pensando nisso! (Demi afirmou fechando a porta)
- Pois acredite, ele vai se aproveitar dela, tenho certeza. (Joe falou deitando no sofá)
- Eles são amigos. (Demi)
- Sei bem isso aí. (Joe exclamou deixando Demi sem graça)
- É, quer uma coberta? (Demi perguntou fugindo do assunto)
- Quero, ah só pra te lembrar, quando eu estiver dormindo, me pega no colo e me leva até meu apartamento, ok? (Joe)
- Ah claro, te levo no colo e vou direto pro hospital pra tentarem colocar meu pulmão de volta no lugar. (Demi)
- Nada a ver, Loira. (Joe)
- Tudo a ver, então antes de dormir você volta pro seu apartamento. (Demi)
- Ou então durmo aqui, já que não tenho como tomar café da manhã em casa porque esqueci que precisamos fazer compras no supermercado e que alguém o prepare. (Joe exclamou rindo)
- Ah que amigo você, só vem por interesse. Magoou profundamente meus sentimentos. (Demi afirmou brincando)
- Pequena, sabe que eu te amo não é? (Joe)
- Sei bem esse amor, viu. (Demi)...
No restaurante o silêncio havia predominado entre Nick e Selena, A morena não sabia o que responder e Nick procurava qualquer buraco pra enfiar a cabeça dentro.

- Acho melhor irmos, está ficando tarde! (Selena exclamou indiferente)
- Vamos. (Nick afirmou suspirando e chamando o garçom para trazer a conta)

Rapidamente o garçom trouxe a conta e consigo a máquina de cartão de crédito.

- Obrigado pela preferência, tenham uma boa noite e voltem sempre. (o garçom exclamou sorrindo)
- Obrigada, estava tudo uma delícia! (Sel)
- Obrigado. (Nick)

Esperaram em frente ao restaurante, o manobrista trazer o carro de Nick.
Depois de uma gorjeta, ambos entraram no carro sem trocar uma palavra.

Nick havia se arrependido amargamente de ter falado com Selena, agora não só perdeu a chance de tê-la como namorada, como perdeu a grande amiga que tinha!
Foi esse medo que tomou conta dele por todos esses anos e, a coragem repentina o fez esquecer dessa possibilidade!
Como agiria agora com ela?
Como olharia na cara dela como se nada tivesse acontecido?
Por que ela não o quer?

- Entregue. (Nick exclamou estacionando o carro na frente da mansão de Denise e Paul)
- Obrigada pelo jantar, Nick! Tudo estava maravilhoso. (Selena afirmou sorrindo)
- Que isso, sempre que quiser voltar lá é só me avisar. (Nick exclamou sorrindo sem graça)
- Então é isso, tchauzinho. (Sel afirmou beijando a bochecha dele)

Abriu a porta, ia sair, mas acabou ficando parada e olhando o portão da mansão...
Voltou a olhar pra Nick e...

- Sabe de uma coisa, eu não tenho nada a perder. (Selena exclamou fechando a porta e puxando o rosto de Nick na direção do seu)
Nick explodiu de felicidade ao sentir os lábios de Selena procurando sua boca...
Tudo parecia ser imaginação, mas não era.
Nem tão pouco um sonho!
Ela estava ali com ele e compartilhando do mesmo sabor, da mesma sensação!
Era bom sentir o hálito de hortelã já que mascavam chiclete e, as salivas que se misturavam em leves toques de línguas que os faziam arrepiarem-se dos pés à cabeça!

- S-sel. (Nick exclamou ofegante)
- Não sei qual sua intenção comigo, se quer casar, ter filhos ou então somente uma noite de prazer e nada mais. Mas te falo uma coisa, qualquer uma dessas opções têm que começar a partir de agora, porque está subindo um calorão que vai me fazer infartar. (Sel exclamou rápido e ao mesmo tempo em que se abanava)
- Quero casar, ter várias noites de prazer e milhares de filhos, topa? (Nick falou sorrindo)
- Ok, a primeira e a última me assustam, então vamos começar com a do meio, o que acha? (Selena perguntou piscando)
- E eu seria louco de recusar algo desse tipo? (Nick)
- Então acelera esse carro. (Selena exclamou mordendo o pescoço dele)

E por todo o caminho até o apartamento de Nick foram se provocando, entre beijos e passadas de mão que acabaram em uma deliciosa e inesquecível noite de amor!
A primeira de muitas...

Faltava apenas uma semana para o casamento de Joseph e Camilla, agora sim o desespero tomava conta de Demetria Lovato...
Estava com o
 Eu te amo entalado na garganta há anos, mas não conseguia tirá-lo de lá, aos poucos essas poucas palavras a sufocavam!

Todos iriam a uma renomada casa noturna da cidade, era como uma balada de despedida de solteiro, tanto pra Joseph quanto pra Camilla.
Demi estalava os dedos compulsivamente, era visível seu nervosismo.

- O que foi Dems? Não para quieta. (Miley)
- Eu não queria ter vindo, estou cansada e com sono. Trabalhei a semana inteira. (Demi afirmou dando qualquer desculpa)
- Por isso mesmo tem que vir, se divertir mulher. Esquece um pouco do trabalho e curta sua vida, é muito nova pra ficar em casa dormindo. (Miley)

Demi ficou quieta, olhou em volta e seu olhar parou em Joseph e Camilla, estavam se beijando.
Elafechou os olhos tentando apagar da memória aquela cena, mas ela parecia rebobinar-se e gritar em sua mente.
Arregalou os olhos na tentativa de impedir que percebessem seus olhos marejados, a sorte era que o local estava um pouco escuro...

- Tequila Dupla, por favor! (Demi pediu a um barman)
- Isso aí Demz, vamos esquentar essa noite. (Miley exclamou rindo e erguendo seu copo de Vodka)
- Eu preciso beber até cair, ficar jogada na sarjeta e que um caminhão passe por cima da minha cabeça. (Demi exclamou com a voz embargada)
- Hei, por que isso? (Miley)
- Por nada. (Demi sussurrou passando a mão no cantinho dos olhos) Uma dose dupla de Tequila não seria suficiente pra faze- la esquecer de seus problemas...
Não contente, pediu mais ao barman e, tossia a cada vez que virava tudo de uma vez.
Miley a acompanhava na Vodka e, a embriaguez das duas já começava a se fazer presente.

- Eu odeio quando ela bebe. (Joe exclamou sozinho ao ver Demi virando copos de bebida)

Saiu à procura de Selena, precisava arranjar uma maneira de conter Demi.
Toda vez que ela bebia daquela maneira, alguma confusão acontecia e, ela sempre saía magoada na história, ou com uma bela ressaca no outro dia.

- Ainda bem que achei vocês. (Joe exclamou alto para Selena e Nick que estavam sentados em confortáveis poltronas que tinham no local e trocavam calientes beijos.. UI KKKK)
- O que houve? (Sel)
- Vai falar com a Demi, ela está bebendo feito uma doida. (Joe)
- Eu já fui falar com ela e com a Miles, mas elas quase me espancaram. Fora que ninguém consegue segurar essas duas. (Nick)
- Eu vou lá, não quero ficar carregando nenhuma bêbada. (Sel exclamou se levantando)
- Eu vou com você. (Joe)
- Te espero aqui. (Nick afirmou dando um selinho nela)

Na hora em que os dois viraram, deram de cara com Wilmer, ex-namorado de Demi.
O jovem lançou seu sorriso irônico pra Joseph e mediu Selena de cima abaixo...

- Mas olha como esse mundo é pequeno. Quem diria que eu encontraria vocês por aqui? (Wilmer)

Joseph respirou fundo controlando seus ânimos, sentia um ódio indescritível de Wilmer.
Ele havia magoado demais Demi e isso o cegava de ódio, fora o que ele não admitia de maneira alguma, morria de ciúmes.

- Mundo pequeno mesmo, como está Wilmer? (Selena falou cumprimentando-o por educação)
- Bem e você pelo que vejo, cada vez mais linda. (Wilmer)
- Obrigada. (Selena)
- E você Jonas, quanto tempo não te vejo. (Wilmer)
- Pois é, Valderrama (Joe)
- Ouvi falar que vai casar, até que enfim vai sair do pé da Demi hein. (Wilmer exclamou sorrindo debochado)

Joseph respirou fundo e segurou a vontade de mais uma vez dar um soco na cara dele, não iria se rebaixar mais uma vez.
Não mesmo!
Saiu de perto do rapaz e foi em direção da noiva, o nervoso já era visível na expressão de seu rosto.

- Que foi, amor? (Camilla)
- Nada. (Joe)
- Como nada, olha como está com cara de bravo! (Camilla)
- Já disse que não foi nada, é difícil entender? (Joe exclamou ríspido)
- Seu estúpido. (Camilla falou irritada e saindo de perto dele)
- Inferno. (Joe sussurrou pra si)

No meio da pista, a atenção era toda em cima de Miley e principalmente de Demi.
Dançavam empolgadas chamando a atenção...
Estavam curtindo música por música, exagerando bastante em seus passos de dança.
Joe espumava de raiva, já estava quase indo pegar Demi pelos cabelos, queria de fato matá-la!
- Para de dar show, Demetria. (Selena exclamou chegando perto da loira e a pegando pelo braço)
- Me d-deixa, sai daqui. (Demi afirmou embriagada e se soltando de Selena)
- Deixa ela e-em paz, deixa ela se d-divertir sua chata. (Miley exclamou gargalhando)
- Se divertir? Vocês duas estão dando um vexame, parecendo duas vadias! (Selena exclamou brava)
- S-ser vadia é l-legal, pelo menos alguém nesse m-mundo vai reparar em mim! (Demi)
- Pare de falar besteiras, as duas vão comigo agora mesmo! (Selena)
- E-eu não vou, sou maior d-de idade e ainda uso camisinha e tomo anticoncepcional! Q-quer um também? (Miley exclamou rindo)
- Melhor ficar quieta, Miley. (Selena)
- E-eu também não vou, q-quero beber e dançar que n-nem doida, e-eu mereço ser feliz. É s-só isso que q-quero! (Demi exclamou com a voz embargada)
- Querem saber de uma coisa? Que se dane, façam o que quiser, a vida é de vocês e não sou eu que estou bancando a vagabunda. Lavo minhas mãos por vocês. (Selena afirmou revoltada e saindo de perto das duas)
Demi e Miley deram de ombros, quando começaram a dançar, Wilmer se aproximou das duas.

- Cada vez mais bela e sexy, nem posso acreditar que essa linda garota já namorou comigo. (Wilmer exclamou sorrindo)
- Wi - Wilmer? (Demi)
- Em pessoa! (Wilmer)
- Meu D-deus, Wilmer quanto t-tempo! (Demi exclamou abraçando-o e quase caindo devido à bebedeira)

Miley apesar de estar bêbada, sabia que não seria nada bom a presença de Wilmer enquanto Demi estava daquele jeito.

- Dems, v-vamos sentar? (Miley)
- N-não quero, vou dançar e o W i- Wilmer vai dançar c-comigo! (Demi exclamou sorrindo e rodeando os braços no pescoço dele)
Joseph bufou observando os dois...

- Sabe Demi, me deu uma vontade louca de beijar sua boca... (Wilmer exclamou esfregando o nariz no pescoço dela)
- B-beija Jo... b-beija. (Demi sussurrou de olhos fechados, confundindo-o com Joseph)

E assim o fez, colou os lábios no de Demi que afoita tratou de devorá-lo no beijo.
Segurou forte no cabelo de Wilmer e respirava ofegante entre o beijo...

10 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! Postaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Está divinoooooooooooooooooo!
    Postaaaaaaaaaaaaaa!
    To dando um surtoooooooooooooooooooooooo!
    Posta logoooooooooooooooooooooooooooooooo!

    ResponderExcluir
  2. vish.........eles se beijaram,
    com certeza,o joe vai morrer mais a ainda de ciúmes
    postaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    logooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    ~lê eu viciada~
    beijos >.<

    ResponderExcluir
  3. MEEEEEEEEEEEEU DEEEEEEEEEEEEEEEUS !!!! AMEI ... POSTA MAIS PELO AMOR DE DEUS ><

    ResponderExcluir
  4. I DON'T BELIEVE! posta logoooo maissss! bjinhos...

    ResponderExcluir
  5. carambaaaaaaaaaaaaaaaaaa! posta maisss! kisses...

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!