05/03/2013

Mini Fic - I Hate Everything About You (Parte 4)




“The kinky bitch...” 

‘Vai logo,
 Danielle!’ Demetria empurrava a amiga para fora do banheiro.
‘Calma, calma! Como é que eu estou? Meu cabelo tá legal?’ A menina insistia em se olhar no espelho.
‘Tá, tá ótimo! Vamos, vamos, vamos!’
 Miley também a apressou. As quatro amigas saíram do banheiro puxando Danielle.
‘Onde foi mesmo que ele pediu pra te encontrar?’
 Selena tentou lembrar. ‘Ah sim, do lado do ginásio. Ali ele!’ ela apontou para um menino que passava a mão nervosamente pelo cabelo.
‘Então, agora é com você, amiga.’
 Demetria segurou nos ombros de Danielle. ‘Não desperdiça essa chance, tá? Vocês sabem que se gostam, não façam besteiras! Agora vai lá, boa sorte!’ Abraçou a amiga.
Danielle caminhou lentamente até o menino, suas mãos suavam e ela tinha vontade de sair correndo dali. Observou o menino de costas e sorriu para si mesma.
‘Hey!’ ela o chamou baixinho.
 Kevin se virou e não pôde evitar um sorriso ao ver a garota dos seus sonhos bem na sua frente.

‘Espero que esteja indo tudo bem com o
 Kevin e a Danielle!’ Nick comentou, abraçando Miley. ‘Espero que nenhum dos dois faça besteira, dois cabeça dura juntos!’Demetria observou Joseph sentar na mesa em que estavam.
‘Cadê a Alex?’
 Ryan deu um tapinha no braço do garoto.
‘Ela não tava se sentindo muito bem e disse que ia à enfermaria.’
 Joseph sorriu forçadamente.
‘Eu vou beber água!’
 Demetria se levantou da mesa e saiu do pátio. 
Caminhou pelo corredor quase vazio até o bebedouro. Passou por uma porta e ouviu risinhos baixos, estranhou, já que aquele era o antigo laboratório de Biologia e ele geralmente estava vazio, mas preferiu ignorar. Quando estava voltando, passou pela mesma porta e novamente escutou risos, mas dessa vez acompanhados de uma voz feminina que ela teve a impressão de reconhecer. Chegou perto da porta e encostou o ouvido, mas não ouviu nada, a curiosidade falou mais alto e ela abriu uma brecha da porta. Dentro da sala estava Alex e um dos garotos do time de futebol do colégio, os dois cochichavam baixinho e abraçados, quando os dois se beijaram,Demi fechou a porta com cuidado.
‘Vadia!’ ela sussurrou, voltando para o pátio.
 

“We got almost there...” 

‘Demi...’
 Joseph abriu um pouco a porta e botou a cabeça pra dentro. ‘Posso entrar?’ Ele viu a menina confirmar com a cabeça e entrou na garagem.
‘Espera um instante,
 Jonas, eu estou procurando uma coisa!’ Ela disse, sem tirar os olhos da estante. Mexeu em alguns objetos, resmungando baixinho. ‘Ah, achei!’ ela sorriu, pegando um caixa. ‘Pode falar agora!’ Botou a caixa numa mesa e se virou para Joseph.
‘É que...’ Ele evitava olhá-la diretamente nos olhos e mantinha as mãos no bolso. ‘Eu vim te agradecer pela ajuda em Matemática.’ Ela ficou em silêncio, esperando que ele continuasse. ‘Ah, sim, eu errei só duas questões na prova!’ Ele sorriu um pouco sem graça.
‘Aaah, sabia que aquela aula ia servir pra alguma coisa!’ Ela sorriu, aproximando-se dele.
‘É, serviu pra saber que você não é tão inútil quanto eu pensava!’ Deu um sorriso sacana.
‘Imbecil!’ Ela bateu de leve no braço dele, rindo. Foi até a mesa e pegou novamente a caixa, depois foi até a porta da garagem. ‘Joseph, abre pra mim?’ ela pediu, sem conseguir soltar uma das mãos da caixa. Ele foi até ela e tentou abrir.
‘Não tá abrindo!’ Ele forçava a maçaneta.
‘Para de brincadeira,
 Jonas, abre logo, que a caixa é pesada!’ Ela disse, irritada.
‘Não é brincadeira, a porta está emperrada!’ Ele fez cara de desespero.
 Demetria botou a caixa no chão e também tentou abrir a porta, mas não obteve sucesso. ‘Cadê sua mãe?’ Joseph batia na porta.
‘Não está em casa, ela está de plantão essa noite!’ A menina andava de um lado para o outro. Ouviram o barulho de um trovão e as luzes se apagaram. ‘Ah, que ótimo!’ Ela gritou nervosa. A chuva começou a cair mais forte do lado de fora, a única luz que iluminava o local era a da lua, que entrava pelo pequeno basculante.

Quase uma hora já tinha se passado e a luz ainda não tinha voltado.
 Demetria tentou ligar para a mãe, mas o celular estava sem sinal. Joseph andou até o colchão velho em que ela estava deitada e sentou ao seu lado.
‘Deita aqui,
 Joseph.’ Demetria sussurrou. O menino deitou de lado, ficando de frente para ela, e pôde ver seu rosto na meia luz. Ficaram um tempo em silêncio, ouvindo apenas os barulhos da noite do lado de fora da garagem.
‘Eu te odiava tanto.’ Ela falou, rindo, ainda olhando para
 Joseph.
‘E não odeia mais?’ Ele perguntou, aproximando-se um pouco.
‘Não sei, acho que não tanto, agora é um pouco!’
 Demetria sorriu fraco. ‘Lembra a primeira vez que a gente se viu?’ 
‘Lembro!’
 Joseph sorriu com a lembrança. ‘Eu tinha acabado de me mudar pra cá e nossas mães nos botaram pra brincarmos juntos. Você era toda chata, não deixava nem eu tocar nos seus brinquedos!’
‘Joseph...’ ela falou manhosa. ‘Eu não era chata, só não te conhecia. Aliás, acho que não mudou muita coisa depois que conheci!’
‘Só piorou!’ Riram.
‘Você era todo machista, ficava me perturbando o tempo todo.’ Ela fez careta.
‘O ódio era recíproco,
 Demi!’ Joseph sorriu.
Por alguns instantes, eles ficaram apenas se encarando em silêncio.
‘A gente cresceu!’
 Demetria finalmente comentou.
‘Eu percebi isso quando você entrou de biquíni lá em casa!’ Ele deu um sorriso torto, gostando da memória.
‘Pervertido!’ Ela bateu no braço dele, rindo.
‘O quê? Vai dizer que você não gostou de me ver só de bermuda? Eu bem vi sua cara,
 Demetria!’ Ele riu ao ver a menina ficar sem graça.
‘Eu estou com frio.’ Ela se encolheu, tremendo um pouco.
 Joseph se aproximou mais e a abraçou. ‘Eu tenho medo de escuro, sabia?’ Ela riu da própria confissão.
Joseph acariciou a bochecha dela, fazendo-a abrir os olhos e perceber o rosto dele próximo ao seu. Ele roçou o nariz no dela e a beijou levemente,
 Demi subiu a mão para a nuca do garoto e mordeu seu lábio inferior. Joseph puxou o corpo da menina mais pra perto e começou a beijá-la intensamente, deixando que uma de suas mãos acariciasse suas costas por debaixo da blusa enquanto a outra levantava a coxa dela, fazendo com que eles ficassem ainda mais próximos. Virou a menina, deixando seu corpo por cima do dela, e encaixou uma perna entre as dela. Demetria brincava com seus cabelos e os bagunçava sem culpa, provocando-o com alguns puxões, num pedido mudo por mais intensidade. Ele passou a mão pela barriga dela, chegando muito próximo de seus seios, mas decidiu descer um pouco e alcançar o cós da bermuda que ela vestia, abrindo o botão e descendo o zíper. ‘Joseph...’ Demetria o empurrou um pouco e ele caiu ao seu lado, entendendo o recado. ‘Eu sei, desculpa!’ Passou a mão pelo rosto, virando-se pro outro lado. Demetria fechou a bermuda rapidamente, imaginando o que teria acontecido em seguida, caso não tivesse o impedido de continuar. Fechou os olhos com força, tentando não imaginar seu corpo nu tocando o dele. 

‘Demi, você tá aí?!’ a voz de
 Dianna surgiu do outro lado da porta, despertando os dois.
‘Mãe!’
 Demetria se levantou rápido e viu a mãe abrir a porta. ‘Eu achei que estivesse emperrada!’ Ela olhou a porta sem entender.
‘Ela é ruim pra abrir por dentro! Só precisa de um pouco de jeito.’ A mãe da menina riu. ‘Joseph?’ ela olhou confusa para o menino ao vê-lo se levantar.
‘Ah, ele veio falar comigo ontem à noite e acabamos ficando presos aqui!’
 Demetria explicou e Joseph concordou silenciosamente.
‘É melhor eu ir pra casa, minha mãe já deve estar louca!’
 Joseph passou a mão pelos cabelos bagunçados e sorriu para Demetria. ‘Tchau!’ ele acenou, saindo da garagem.
‘Vem, filha, vamos tomar café antes que você se atrase para o colégio!’
 Dianna abraçou a filha e elas subiram. 




By : Cah Kerouls

-------------------------------------------------------------------------------


OIEEEEEEEEEEEEEEEE MINHAS AMORASSSSSSSSSSSSS =)))))))))))))))) HOJE ESTOU FELIZ , VOCÊS SÃO LINDOSSSSS , EU AMO CHEGAR AQUI E LER OS COMENTÁRIOS ... É O MÁXIMO VER QUE VOCÊS GOSTAM =))))) 

BOM AMORES , TÁ AI O CAPÍTULO =)) 

BJSSSSSSSSSSSSSSSS PIPOQUINHAS =))


♥ 6 COMETÁRIOS PARA O PRÓXIMO ♥


15 comentários:

  1. HEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEY!!!!!!!!!!! PERFEITO SERIO MESMOOOOO POSTA PLEASE!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ai ,cada capitulo e mais perfeito q o outro!!!!!POSTA LOGOOOOO!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. VDD CARA, TA DEMAIS VC É INCRIVEL POOOOSTA

    ResponderExcluir
  4. BOM!!! Vou parar de te encher aqui, vou pro show dos Jonas agr *O* BJS GATA!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. OMG sua intensão é me matar do coração? Porque se for quase conseguiu com esse capítulo.
    Perfeito, perfeito, perfeito!!
    POSTA LOGO!

    ResponderExcluir
  6. Adoorei, sério mesmo, continua que esta D-I-V-I-N-O.
    posta logo hein, bjs;

    ResponderExcluir
  7. Ela trancados o_O
    Tá muito perfeito,
    Dani toda toda pro
    Kevin kkkkkkk.
    Posta logoo,
    Bebê,beijos
    <3<3<3<3<3

    ResponderExcluir
  8. <3 Posta logooooooooooooooo Socorro \o/ ansiedade

    ResponderExcluir
  9. OMG *-*
    Essa fic ta ficando cada vez
    mais PERFEITA <3
    Posta logooo
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Ta perfeita*-*
    Posta logo!
    Bjs...

    ResponderExcluir
  11. ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooown *------------------------------------* eles se beijaram, ta me lembrando o inicio de Summertime =D ausdhasudhsaud morri com esse gente.. QUERO MAAAAAAAAAAAAIS!

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!