14/02/2013

Summertime - Capítulo 16






Capítulo 16: The last Week of Summer

- Eu não consigo acreditar em tudo que aconteceu nessas férias! - Selena disse, jogando os pés no colo de Kevin. - E, por Deus, só falta UMA SEMANA! 
Todos concordaram com a cabeça.
 
- Realmente, essa viagem foi meio surreal... -
 Justin disse e Demetria riu. 
-
 Meio surreal? - ela fez careta, mudando o canal da televisão. - Você está sendo muito bondoso quanto a isso, baby. 
- Vocês já pensaram em como seria se tivéssemos continuado os mesmos? -
 Kevin fez cara de sábio, fazendo as garotas rirem. - É sério! 
- Acho que nunca tinha parado pra pensar nisso não,
 Jones! - Demi disse e sorriu, sentindo o beijo que Joe depositou em seu ombro. 

Todos, com exceção de Nick e Miley, estavam na sala, depois do almoço. Estavam com preguiça de fazer qualquer coisa, então resolveram ficar jogando conversa fora. Era a última semana na Riviera, mas já tinham aproveitado tanto que podiam se dar ao luxo de ficar sem fazer absolutamente nada por algumas horas. 

- Gente - Dani sentou-se corretamente, encarando as pessoas ao redor. - E se o Joe e a Demi ainda se odiassem? Será que o Justin e a Selena teriam se aproximado? Será que eu teria me aproximado do Kevin? Será que... Será que a gente se quer se falaria?

Capítulo 16: Do jeito que poderia ter sido

- O que diabos você ta fazendo aqui? - Demetria gritou para Jonas, que estava jogado no sofá, vendo um jogo de futebol na televisão. 
- Fazendo malabares com fogo, não reparou não? - ele riu, sarcástico.
 
-
 Jonas, se manda daqui! Essa tarde os garotos tem que SAIR porque a casa É NOSSA! - Demi disse séria - Esse era o combinado! 
- Eu não combinei nada com ninguém. -
 Joe disse calmo, percebendo que a garota em sua frente ficava vermelha de ódio. Ele amava fazer isso. Sabia que só faltava um pouco para que explodisse. 
- Combinou sim, merda! Tá escrito no papel da geladeira! Nessa semana a casa é só nossa na quarta feira! Por que você não age como um homem uma vez na vida e respeita isso?
 
Joe bufou, sentando-se no sofá.
 
- Eu saio daqui se você me fizer um favor.
 
- Eu não vou fazer nada pra você,
 Jonas. - Demetria rolou os olhos. 
- Então acostume-se à minha presença. - Ele sorriu, vitorioso, jogando o corpo pra trás de novo.
 Demetria xingou algo desconexo e o puxou pelo cabelo, fazendo-o gritar: - Outch! Mas que porra! 
- O que você quer, idiota?
 
- Puxar o cabelo não vale tão a pena quando a pessoa não ganha um chupão no pescoço depois -
 Joe resmungou e Demetria gargalhou. 
- Nem que eu estivesse muito louca.
 
- Você sabe que me quer,
 docinho - ele murmurou, e a garota bufou. 
- QUANTAS MIL VEZES EU VOU TER QUE FALAR PRA VOCÊ NÃO ME CHAMAR DE...
 
- Docinho? -
 Jonas riu. - Te acho tão sexy nervosinha, docinho. 
-
 Joe! O que diabos você quer pra sair daqui? FALA LOGO! 
- Nossa, pra que você quer tanto que eu saia? Vai trazer algum francês fedorento pra cá? - Ele riu.
 
- Melhor perfume francês forte do que esse bafo de cerveja, queridinho... -
 Demi sorriu vitoriosa, vendo a cara que Joe fez. - Só pra constar: isso está influenciando no seu corpo, dou dois anos para você estar super... 
- Cala a boca, eu não vou ficar gordo em dois anos. -
 Joe rolou os olhos. - Você é insuportável. 
Demi deu de ombros.
 
- Só estou sendo realista.
 
- Cala a boca! -
 Joe resmungou. 
- Fala logo o que você quer,
 Joseph, e vá se juntar aos demais losers! 
- Ah, sim! - Ele sorriu. - Só quero uma coisinha. Que você dê dois passinhos pro lado.
 
- Quê? - a garota exclamou, e
 Joe fez sinal com a mão. 
- Você tá bloqueando a TV.
 

Demetria tacou uma almofada na cara de Joseph assim que ouviu o que ele disse, fazendo o garoto gargalhar. Ele tinha feito com que perdesse todo aquele tempo? Mas isso não ficaria assim, isso ele podia ter certeza. Joe achou estranho Demetria não ter dito nada e partido escada acima, mas o pensamento logo lhe fugiu da cabeça quando o Chelsea começou a se aproximar da área.

- Amiga, se toca, eu já disse que não tem como você ser amiguinha de um daqueles losers! - Mi disse e selly rolou os olhos, entediada. 
- Por Deus,
 Miley! Não é como se eu fosse melhor amiga de infância do Justin, eu só conversei com ele por 15 minutos! 
- Inaceitável -
 Dani disse, fazendo a amiga bufar. 
- Inaceitável eu ter uma conversa?
 
- Não, inaceitável O
 function toUpperCase() { [native code] } NO NOSSO SOFÁ QUANDO O DIA É NOSSO! - Dani berrou, mas Joe mal se movimentou. 
- Shiu, tá atrapalhando meu jogo!
 
- Era pra você estar na praia com o restante da sua turminha, não é mesmo? - ela disse.
 
- Você não manda em mim,
 Danielle. - Ele rolou os olhos. - Fica quieta. 
- Mas por que você quer ficar em casa com um sol desses mesmo? Não tinha nenhuma biscatinha francesa pra você... -
 Mi ia dizendo quando foi interrompida. 
- Ele quer testar minha paciência, amiga -
 Demi disse, descendo as escadas. - Mas não vou cair nessa. 
Joe soltou uma sonora gargalhada no sofá.
 
- Como se eu me importasse tanto assim com você,
 Demetria - disse, olhando pra tela. - Se enxerga. 
Ela sorriu, caminhando até a cozinha.
 
- Eu já disse pra você não mexer comigo,
 Jonas - disse calmamente. 
- Cala a boca, tá nos pênaltis! - ele disse, e ela riu baixo.
 
- Eu sei - murmurou.

Esse pode ser o gol decisivo do jogo. Se o Chelsea não marcar, o campeonato é do Manchester. Se marcar, a torcida do Blues comemora. Partiu diretamente para o...

- MAS QUE PORRA FOI ESSA? O grito de Joe ecoou pela casa inteira. Demetria começou a rir descontroladamente, ainda com uma das mãos no quadro de luz da casa. Tinha assistido àquele jogo babaca por meia hora, mas sabia a hora certa de fazer Joseph ter uma síncope. Tudo que ouvia era um palavrão atrás do outro na sala, e eles começaram a ficar mais próximos da cozinha. Rapidamente, fechou o quadro de luz e sentou na bancada, tentando prender o riso. 
- FOI VOCÊ! - Ele entrou gritando, e a garota sorriu de canto, cínica.
 
- Tô limpa, oficial
 Jonas! - Colocou as mãos pra cima e ele a segurou pelos ombros. 
- Você vai me pagar muito caro! - disse entre dentes,
 Demi podia ver o ódio em seu olhar. Joe a soltou com força, fazendo a garota quase tombar de costas. Suas amigas já estavam por perto. 
- A culpa é minha que a luz acabou agora? - disse com cara de anjo, vendo
 Joe caminhar até o quadro de luz e subir a alavanca, fazendo com que todas as luzes da casa acendessem. 
Ele não respondeu. Apenas correu para a sala para ver a televisão.
 
- MANCHESTER UNITED É CAMPEÃO! - Ouviu o narrador gritar, e xingou mais meia dúzia de palavrões. Estava tão puto que nem conseguia raciocinar.
 
Viu
 Nick, Kevin e Justin entrarem na sala, cabisbaixos, e teve certeza que a porcaria do Chelsea tinha perdido. Sem pensar, correu até a cozinha, sentindo a fúria que percorria seu corpo. 
- NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO! - berrou, apertando o braço de
 Demi, que gemeu, mas não disse nada. 
- Eu te disse pra não mexer comigo...
 docinho - a garota soltou a palavrinha que ele tanto amava usar para irritá-la, junto com uma piscadela que o deixou furioso. Como ela conseguia ter aquela carinha de anjo o tempo todo? Filha da puta! 
- Você foi longe demais! - ele disse alto. - E vai me pagar caro por isso!
 
- Vai fazer o que? Me bater? - Ela sorriu com todos os dentes, sabendo que mesmo para
 Joe, que a odiava, aquilo não era uma possibilidade. 
- Dude, o que você ta fazendo? -
 Nick chegou na cozinha, acompanhado do resto da casa. 
- Fica fora disso,
 Lovato - Joe disse, com o olhar fixo no de Demetria. 
- Repito: você vai me bater, queridinho? - ela provocou, e
 Justin chegou perto dos dois. 
-
 Demetria, para com isso! - ele disse e puxou Joe pelo braço. - Você vem comigo. 
- Eu não vou pra porra de lugar nenhum! -
 Jonas disse baixo, mas com a voz quase falha. - Aliás... - Ele riu malicioso. - Vou sim. 

Joe disparou para fora de casa. Todos ficaram sem entender, Danielle brigava com Kevin no canto sobre “a culpa ser toda do Jonas”, e Demi fez um único movimento: levar a maçã à boca, como se nada tivesse ocorrido. Joe voltou - ela podia perceber sem se virar -, mas o estranho foi ouvir o grito de pavor que Miley deu. Pensou que ele estivesse com uma faca ou coisa do tipo. Quando virou o corpo pra olhar, viu que ele tinha uma lata de tinta em spray verde limão nas mãos. E suas sandálias Louboutin nas outras. Antes que conseguisse gritar algo, elas estavam totalmente manchadas com tinta de grafite. 

- EU VOU MATAR VOCÊ, GAROTO! - gritou, pulando da bancada e indo em direção a Jonas. 
- EU AJUDO! -
 Mi se solidarizou, e logo uma gritaria se instalou na cozinha. Justin tentava segurar Demetria, antes que socasse Joe, mas não deu muito certo. Todos discutiam em volta deles. 
- VOCÊS SÃO MALUCOS!
 
- VOCÊS QUE SÃO UM BANDO DE PATRICINHAS MIMADAS!
 
- ESSA É A PIOR VIAGEM DE TODAS!
 
- PODE TER CERTEZA QUE...
 
A gritaria cessou com o barulho de algo de vidro caindo no chão.
 
Joe segurou a testa, como uma cena que não havia acontecido tanto tempo antes, e sentiu o sangue escorrer.
 
- EU ODEIO VOCÊ!
 
Joe e
 Demetria gritaram juntos, fazendo todos arregalarem os olhos.

(...)

- PARA, PARA, PARA! - Joe gritou. - Não gosto de pensar em “como seria” - ele fez aspas com os dedos, abraçando Demetria pelas costas. - Eu gosto muito mais de como é agora - disse, e todos entoaram um “awnnn”, fazendo-o corar e Demi rir. 
- Eu também prefiro muito mais como está agora,
 namorado - ela sussurrou, fazendo Jonas sorrir abobalhadamente e beijá-la. 
- Eu gosto quando você me chama de namorado - ele disse, sorrindo.
 
- Eu gosto de ser sua namorada. - Ela riu.
 
- Ah, que nojo, já aumentou minhas diabetes de novo! -
 selly disse, fazendo todos gargalharem. 
- Fala sério, aposto que você e o
 Justin são super melosos um com o outro. - Demi desafiou. 
- Eca, jamais. -
 Selena riu. - Ser meloso é para os fracos. Os fortes curtem umas coisas mais picantes que isso. 
- NOSSA! -
 Kevin gritou, fazendo todos rirem. - Quer dizer então que vocês são o casal made in México? - disse, e todos gargalharam. 
- Estamos mais pra um casal
 made in vulcão - Justin se gabou, fazendo todos gargalharem. 
- Menos,
 Fletcher, quase nada, vai - Selena disse, fazendo Kevin se contorcer na cadeira. 
- Tá rindo do que, senhor “eu sou o cara mais lindo que você já viu?” -
 Joe sacaneou. - Pelo amor, hein Kevin, não foi assim que eu te ensinei... 
- Cala a boca aí, vai, docinho! -
 Jones soltou e todos riram. 
- Gente, isso é muito divertido! -
 Dani bateu palmas de uma maneira que fez Joe pensar em uma foca, e rir. 
- O quê,
 Dani? - Demi indagou. 
- Você namorando o
 Joe. O casal mais quente que pimenta Justin e Selena e bom... Eu e essa coisa aqui - ela disse, corada, fazendo Kevin rir. 
- Obrigado pelo coisa.
 
- Não há de quê - ela respondeu, rindo baixo.
 
- Pra ser mais perfeito, só faltava... -
 Selena começou a dizer, quando Miley entrou pela porta. 
- Gente, vocês não vão acreditar! Fiquei duas horas na fila do mercado, e quando cheguei lá, tava sem sistema pro meu cartão! QUE ABSURDO! - ela disse, enquanto todos riam baixo. - Do que vocês estão rindo?
 
- De nada -
 Justin disse, segurando o riso. 
- Só estávamos conversando sobre como teria sido, caso o
 Joe e a Demi ainda se odiassem - Dani disse naturalmente. 
- Ah... -
 Mi fez cara de pensativa, como se ainda calculasse a hipótese. - Estranho, não consigo mais pensar neles separados! - riu. - Vou pôr essas coisas na geladeira. 
Todos se entreolharam, tentando rir baixo, mas assim que
 Selena ia abrir a boca pra prosseguir, Nick desceu as escadas. 
- Cara, dormi demais! - ele disse, e
 selly bufou. 
- Nunca vou terminar meu raciocínio - ela disse e
 Fletcher riu baixo, beijando-a. 
- Alguém quer dar uma volta na praia? -
 Nick perguntou, mas todos negaram. Ninguém queria sair dali, e se saíssem, Selena mataria um a um com as próprias mãos. - Ok então. Qualquer coisa, tô no celular. 
Nick bateu a porta, e todos encararam
 Selena. 
- Acho que minha fala perdeu a graça de tão óbvia - ela disse e
 Demi riu, maliciosa. 
- Sei bem o que está pensando.
 
Kevin arqueou a sobrancelha, maroto.
 
- Declaro aberta a “Operação União do último Casal” - disse, e todos riram, batendo as mãos.

As coisas estavam bastante claras para aqueles seis amigos. Oito pessoas, quatro garotos, quatro garotas, a matemática é simples. Quatro casais. Não podiam ser três, Nick e Miley ficariam juntos nem que fossem amarrados. Tudo bem que todos desconfiavam que isso não seria preciso, afinal, assim como os demais, a estranha magia da viagem pra França também tinha os tornado bem amigos, o que facilitava o processo. 

- Ok, o que vamos fazer? - Joe fechou a porta atrás de si, certificando-se que Miley tinha realmente ligado o chuveiro no quarto ao lado - Precisamos de um plano. 
- Ou de vários, porque o
 Nick é meio lerdo... - Justin disse e os garotos riram. 
- Ei! Vocês tão falando do meu irmão! -
 Demi fez careta, segurando o riso. 
- Digamos que você é mais homem que ele,
 Demi - Kevin disse simplesmente, e todos o encararam. - Tá, não foi uma boa comparação. 
- Ainda bem que você sabe -
 Demi disse, e selly rolou os olhos. 
- Gente, cadê o foco? Tudo bem que a
 Mi demora três horas no banho, mas no ritmo que vamos, não teremos nada quando ela sair! 
- É, e o
 Nick pode voltar e estragar tudo. 
- Andei pensando em algumas coisinhas... -
 selly fez cara de intelectual. - Algo simples, como... Verdade ou desafio? 
- Ah, não! - todos disseram juntos.
 
-
 selly, isso só é solução se você está no pré e quer dar seu primeiro... selinho! - Joe fez careta e Justin riu. 
- Me diz que você não brincava de verdade ou desafio no pré! -
 Demetria indagou e Joe riu. 
- Com garotas da quarta série - se gabou, e a garota fez careta, dando um tapa em seu braço.
 
- Seu puto! - Ela riu, e ele a acompanhou.
 
- Ok, e se nós fizéssemos um encontro pra eles? -
 Dani disse, com os olhos brilhando. Joe fez careta de novo. 
- O que foi dessa vez,
 Jonas? - Selena bufou e Demetria riu. 
- Nada não.
 Joe ainda anda traumatizado com encontros - ela disse, rindo baixo. 
- Você devia estar também. - Ele fez bico.
 
- Não podia ter acabado de melhor forma, eu já disse isso pra você. - Ela sorriu, e
 Joe sentiu a nuca arrepiar. Como ela era boa nisso! 
- Bom, eu acho muito digno um encontro! -
 Selena concordou com Danielle. 
- Também acho! -
 Demi se manifestou. 
- Mas e se... -
 Justin interrompeu. 
- E se nada,
 Justin! Você não vai dar ideia melhor! - Selena disse e todos sacanearam Fletcher por pelo menos cinco minutos. 
- Patroa, deixa ele continuar, vai? -
 Joe riu e selly mostrou o dedo do meio pra ele. 
- Hoje, quando eu e a
 Demi acordamos, tava passando Friends na TV... - Justin disse, pensativo. - Era um episódio que a Phoebe e o Joey tentam juntar o Ross e a Rachel. 
- Nossa,
 Justin, genial! - Demi bateu palminhas e Kevin riu. 
- E o que eles fazem? -
 Selena perguntou. 
- Vocês sabem que se inventarmos um encontro pra eles, eles jamais vão aceitar. Só se for obrigado mesmo. Então no seriado, eles marcam dois encontros terríveis, pra que no final o Ross e a Rachel descubram que são perfeitos um pro outro.
 
- Eu amei! -
 Selena sorriu. 
- Pra quem não queria me deixar falar... -
 Justin fez bico, e selly riu, beijando-o. 
- Tá, mas no seriado não dá certo! -
 Kevin disse. - Eu lembro do episódio. 
- Ok, mas o nosso vai dar! -
 Demi disse, decidida. - Somos muito fodas. Faremos tudo perfeitamente. Milimetricamente calculado. 
- Meio CSI esse papo...
 
- Cala a boca,
 Kevin! 
- Tá, beleza... -
 Demi sorriu, maliciosa. - Vamos arrumar um encontro terrível para a Miley. E o Nick vai tomar um bolo. 
- Encontro terrível pra
 Miley? Hmmm... O cara pode vir buscá-la a pé! - Joe riu. - Vamos arrumar um cara pobre que venha de ônibus! 
Todos riram da idéia, sabendo que ela fazia muito sentido.
 
- Foda é arrumar alguém pobre na Riviera Francesa! -
 Justin disse. 
- JÁ SEI! -
 selly deu um pulo da cama - Dani, como era o nome daquele ator que bonitão que veio na nossa festa? 
-
 Selena, é pra ela odiar o cara! 
- Eu seeeei! -
 selly rolou os olhos. - Mas ele é ator, durd! Ele pode ser bonito, mas pode estar fedido e atuar que é pobre! 
- BRILHANTE!
 
- Eu sei, sou foda.
 
- Quieta! -
 Demi riu. - Esse povo ta muito pretensioso ultimamente! Convivência com você, docinho? - Ela riu da cara que Joe fez. 
- Você vai pagar por essa hein?
 
- Adoro pagar meus pecados - respondeu, maliciosa.
 
- AI, JESUS, eu sou muito novo pra ouvir essas coisas! -
 Kevin fez cena e todos gargalharam, enquanto tentavam formular todos os detalhes do plano.

As garotas estavam na praia - tudo dentro do plano, é claro - e Miley estava com elas. Demi escondia-se embaixo do guarda-sol, tomando uma água de coco. Não era adepta ao bronze, enquanto selly e Mi tostavam sob o sol. Dani tinha ido dar um mergulho. Para voltar com algo de lá. 

- Gente, sabe o que eu tava pensando? - Mi puxou assunto. 
- Fala.
 
- Última semana, acho muito que devemos dar nossa última festa de arromba na Riviera!
 
Selena e
 Demi se entreolharam, empolgadas. Tinham pensado tanto na “Operação”, como diria Kevin, que tinham esquecido que uma festa de encerramento seria fundamental. 
- Seria perfeito,
 Mi! 
- Pensei em algo diferente dessa vez...
 
- Como assim? Algo com tema... Tipo baile de máscaras? -
 Demi perguntou empolgada. 
- Na verdade, não. -
 Mi riu da cara de decepção da amiga. - Temos uma praia quase particular aqui. E esse lugar é lindo! Já viramos bests do dono do quiosque, achei que seria bacana uma festa na praia!

Flashback...

As lágrimas escorriam pelo rosto de Demi, que estava parada, agora olhando para Brian, que ria a cada palavra da maldita carta da aula de literatura. Joe olhou para trás e seu olhar se encontrou com o de Demetria. Foi quando ele percebeu que ela estava chorando. Em meio segundo, deu mais alguns passos e puxou Brian para baixo do palco, dando um soco certeiro em seu rosto. O garoto caiu na areia. 
- Filho da puta! – Brian gritou e acertou outro soco em
 Jonas, que cambaleou. - Você vai ser só mais uma vítima na mão dela! 
Jonas nada respondeu, mas tinha raiva no olhar. Virou outro soco na barriga de Portman.
 
Demetria já estava ao lado das amigas gritando por socorro quando Ian também partiu pra cima de
 Jonas, derrubando-o no chão. Então Justin, Nick, Kevin e outros garotos conseguiram apartar a briga com algum esforço. 
- Eu disse que ia ter volta, vadia! – Brian gritava tentando se soltar dos braços de um desconhecido. – Me solta, porra! Eu ainda quero acertar uma no olho desse...
 
- Solta, deixa ele vir! –
 Joe provocava, chamando-o com o dedo, enquanto também tentava se soltar de Justin. 
-
 Joe, fica na sua! – Fletcher segurava o amigo com mais força. 
- Já chega vocês dois! –
 Demi gritou com os olhos vermelhos. – Você é podre, Brian. Muito pior do que eu esperava!

End Flashback.

- Ugh! - Demi chacoalhou o corpo. - Festas na praia me dão calafrios. 
- Ué, por quê? -
 Mi perguntou e Selena olhou pra ela. 
- Não se lembra da história da carta da aula de literatura que o Brian leu? - disse e
 Mi bateu com a mão na própria testa, envergonhada. 
- Ai, amiga, eu esqueci, desculpa! - disse para
 Demetria. - Mas no fim das contas, acabou sendo bom, vai? Você tá namorando seu loser agora! - Mi sorriu e as garotas riram. 
- Você tem razão. Acho que festa na praia vai ser uma boa mesmo! -
 Demi concordou, e Dani aproximou-se delas, acompanhada do tal ator-bonitão, que atendia pelo nome de Cory Sparks. De acordo com Justin, um nome meio gay. 
- Meninas, vocês não vão acreditar no que acabou de acontecer! -
 Dani parecia ofegante. 
- O que houve, amiga? Que cara é essa? -
 Selena perguntou como se estivesse muito preocupada, fazendo Demi se perguntar por que não as tinha carregado para o teatro. 
- Quase me afoguei!
 
- Mentira! -
 Mi jogou sua Elle de lado. - Você ta bem, amore? 
- Estou, porque encontrei com o Cory, ele me salvou! -
 Dani sorriu com todos os dentes, e o bonitão acenou para as garotas. 
- Por que eu acho que o conheço, mesmo? -
 Miley ergueu uma sobrancelha. 
- Porque você me conhece. - Ele sorriu. - Fui na última festa de vocês na mansão.
 
- Ahhh... -
 Mi suspirou, com cara de tarada. 
- Bom,
 Danielle, só queria me certificar de que você tava bem. Acho que vou indo - ele disse. - Ah, se mudar de ideia sobre hoje à noite, me liga - Cory deu uma piscadinha e saiu correndo, sem camisa, pela praia. Todas olharam boquiabertas - sem ensaio algum - para o corpo perfeito dele. 
- Meu Deus do Céu, tô indo ali me afogar e já volto! -
 Miley exclamou e Selena riu, vitoriosa. 
Bingo. 
- O que ele queria com você hoje,
 Dani? - Demi perguntou, segurando o riso. 
- Ele queria que eu saísse com ele -
 Danielle respondeu, tímida. 
- E VOCÊ NÃO VAI? -
 Miley gritou. 
- Claro que não! Já ouviu falar em um certo
 Kevin Jones que atende pelo nome de meu ficante no momento? 
- FICANTE NÃO É NAMORADO! - A reação previsível de
 Miley fazia com que as meninas segurassem o riso. 
- Na verdade, ele te achou bem gata, amiga. Eu posso ligar pra ele e dizer que você... -
 Dani nem conseguiu terminar a frase. 
- Fechadíssimo, manda o bonitão me buscar às 20h!
- Cara, não acredito nisso! - Kevin entrou na sala onde Nick e Joe jogavam sinuca, e Justin esperava sua vez. 
- Ótimo, podemos em jogar em pares agora? -
 Fletcher bufou e Joe riu, posicionando-se para sua jogada. 
- O que aconteceu,
 Kevin? - Jonas perguntou e Justin pareceu cair em si, olhando pra cara de Jones, do que ele estava fazendo. 
- Lembram da Maureen? -
 Kevin indagou. 
- Não. - Os três responderam em uníssono e
 Kevin riu. 
- A gostosa que o
 Joe agarrou aquele dia que ele queria irritar a Demetria! 
- Ahhhhh. A Maureen. -
 Joe fez uma careta, lembrando do dia. 
- Então, ela me ligou... Querendo sair comigo. -
 Kevin fez cara de cãozinho abandonado. - Mas eu tenho a Dani, nem vai rolar. 
- Ah, nosso garoto está entrando num compromisso! -
 Nick sacaneou, e Kevin mostrou o dedo. 
-
 Nick, já que você é o único solteiro da turma, eu acho que você deveria quebrar esse galho e levá-la pra sair pra mim. - Kevin disse simplesmente, e Lovato levantou a cabeça, confuso. 
- Por que você não diz pra ela que não pode?
 
- Porque eu não sei dizer não pra garotas... Vou oferecer você em troca. - Ele riu.
 
- Não sei se quero. -
 Lovato murmurou. 
- Qual é, para de ser gay,
 Nick! - Joe resmungou. - A Maureen... Bem, pelo que eu lembro, era bem gostosa! 
- Ei, olha o respeito,
 cunhado! - Nick fez uma voz afetada e os garotos riram. 
- Sério, ela é gostosíssima,
 Nick! Eu lembro! - Justin incentivou. 
- Tá bom, vai! -
 Nick disse, errando uma bola. - Eu passo pra pegá-la? 
- Não precisa, eu marco pra vocês no restaurante. -
 Kevin sorriu de forma angelical, e fez com que Justin quase cuspisse o refrigerante. 
- Ok. Melhor assim.
- Fala, docinho - Joe atendeu o telefone, e Demi riu. 
- Tudo certo com meu irmão?
 
- Tudo no esquema. Ele acha que vai encontrar a Maureen -
 Joe riu. 
- Quem diabos é Maureen? -
 Demi sussurrou do outro lado. Joe não entendeu por que ela estava fazendo aquilo, talvez só quisesse dar um ar de seriado policial à conversa. 
- Por que você tá sussurrando? - ele sussurrou de volta, e a garota riu.
 
- Quem é Maureen? -
 Demi disse um pouco mais alto. 
- A garota amiga do
 Kevin... - Joe parou a frase. 
- Que você agarrou? Lembro da vaca - ela disse baixo, e
 Joe não estava vendo, mas tinha certeza que tinha rolado os olhos. 
- Ei, já passou isso, ok? - ele disse. - Além do mais, ela nem sabe de nada.
 
Demi riu.
 
- Somos muito maldosos. A
 Mi já tá de encontro marcado com o Cory. E ele já sabe direitinho como agir. 
- Beleza! -
 Joe comemorou. - Ah, por que você ta sussurrando mesmo? 
- Porque é sexy. - A garota riu. - Porque a
 Miley tá aqui, óbvio. Melhor eu desligar. 
- Ok, não fique demais no sol, se você se queimar eu não terei como me vingar de você essa noite. -
 Joe disse maroto e a garota gargalhou. 
- Cala a boca, vai. - Ela ainda ria. - Beijos, amor!
 
- Beijo, linda.

Estava tudo certo para a “Operação União do Último Casal”. Miley estava deslumbrante, tinha usado todas as marcas possíveis e um salto finíssimo que com toda certeza não seria bom para o lugar que estava indo. selly teve dó e vontade de rir ao mesmo tempo, mas ficou quieta. Nick tinha se arrumado pra encontrar a gostosona no restaurante, mas ainda estava na sala vendo TV com os caras, porque não teria que buscá-la. O interfone tocou e Joe correu, rindo baixo, presumindo que seria o tal Cory-Nome-de-Gay-Sparks. 

- Miley! - ele gritou. - O tal do Cory tá aí! 
- Ai, meu Deus! - Ela ajeitou o vestido curtíssimo preto que usava. - Estou um arraso?
 
- Até eu sairia com você, amiga -
 Demi disse, rindo. - Vai lá, arrasa o coração do gatão Cory! 
Mi desceu as escadas e os quatro garotos viraram o pescoço pra olhar. Estava deslumbrante.
 Kevin abaixou o rosto para não rir e estragar tudo, mas presumia que ela ficaria muito puta. 
- Wooo-Wow! -
 Nick disse, e Demi cutucou Dani para que visse a reação dele. - Você está linda - disse, meio corado. 
Mi sorriu largamente.
 
- Obrigada.
 
- Bom encontro com o Cory-Gay,
 Mi! - Justin disse e Joe riu. 
- Gay é você! - ela respondeu, rindo.
 
- Não é o que a
 Selena acha - Justin se gabou e selly arqueou a sobrancelha. 
- Cão que ladra não morde,
 Fletcher - disse, desafiadora, e ele sorriu. 
- Veremos.
 
Miley caminhou rindo (de
 Justin e Selena) e xingando (o caminho de pedras que era horrível pra andar de salto) até o portão. Ao abri-lo, encarou um Cory lindo como sempre, porém vestido... De bermuda, camiseta e chinelos? 
- Nossa, caprichou! - Cory aproximou-se para cumprimentá-la. - Não sei se mereço tudo isso...
 
"Ok, Miley, respire. Pelo menos ele é gatíssimo!"
Cory a abraçou e
 Miley xingou a si mesma por ter dito "respire". Ele estava suado e nojento. Ninguém merecia aquilo, ninguém. Mas uma coisa sua mãe tinha lhe ensinado: uma dama jamais comenta algo assim, então sorriu amarelo. 
- Vamos? - perguntou, delicada.
 
- Claro! É melhor irmos mesmo, o ponto mais próximo é a dois quarteirões. - Cory respondeu simplesmente.
 
- Ponto? -
 Miley elevou um pouco a voz. - Ponto de quê? 
"Diga táxi, diga táxi..." 
- De ônibus, ué! - Cory riu baixo da cara de choque da garota, puxando-a pela mão enquanto contava qualquer história boba sobre "como seu carro tinha quebrado".
Nick partiu para o restaurante pouco tempo depois. Estava feliz de encontrar a gostosona da Maureen. Tudo que precisava era de uma noite longa de diversão com uma bela garota. Esse negócio de único solteiro da casa estava começando a irritá-lo. É claro que podia optar por se unir a outra solteira da casa, mas isso seria meio óbvio - e convenhamos, bem difícil, tendo em vista que ela também tinha um encontro e estava linda. O tal cara do nome gay tinha sorte, mas ele também. Maureen era um belo passatempo. 
- Boa noite, senhor. - Uma moça bonita dos olhos verdes veio atendê-lo. - Posso ajudá-lo?
 
- Claro. Eu tenho uma mesa reservada em nome de
 Nicholas Lovato. 
A garota sorriu, checando.
 
- Mesa para dois, não? Me acompanhe, por gentileza.

Miley não poderia estar mais irritada. Tudo que conseguia pensar era que preferia ter sido atropelada pelo carrinho de cachorro quente que cruzava a rua do lado de fora. Aquele cara era gato, mas não valia nem um pouco a pena. Estava de bermuda, suado, a fez andar de salto e pegar ônibus, e como se não bastasse, tinha a levado para comer hamburguer e milk-shake num dinner anos 50 em que a procedência da comida era bastante duvidosa. O cheiro de gordura lhe dava voltas no estômago, e só pra completar, ele comia de um jeito terrível e falava de boca cheia. Era como se alguém tivesse entrado em sua mente e tirado de lá seu pior pesadelo, pra usar contra ela mesma. 

- Gata, vou tirar água do joelho. 
Cory disse e levantou.
 Mi sacou o celular no mesmo instante, ligando para Demi. - Fala, gatinha. - Demi atendeu quase rindo, presumindo o que viria. Todos estavam com ela, comendo pizza. 
- Me mate. Mas tem que ser AGORA! -
 Mi gritou, enfurecida. - Esse é o pior encontro EVER! 
- Do que está falando, amiga? -
 Demi fez voz de confusa e Joe chacoalhou a cabeça, falando "malvada", apenas mexendo os lábios. 
- Esse Cory é horrível! Ele é nojento, ridículo, ele... Ei, olha por onde você anda, mulher de patins! Se derrubar milk-shake no meu vestido eu te processo! -
 Mi gritou, totalmente afetada, e Demi acabou rindo do outro lado. 
- Não entendi nada. Achei que o Cory fosse um bom partido...
 
- Eu também! Eu preciso me livrar dele e desse lugar antes que eu tenha um derrame! -
 Mi sussurrou e Demi sorriu, maliciosa, fazendo um sinal de positivo para os outro cinco. 
A primeira parte do plano estava completa.
 
- Amiga, fuja! Fale que vai ao banheiro e fuja! - Incentivou.
 
- Na verdade ele está "tirando água do joelho" agora mesmo -
 Mi disse com nojo, fazendo Demetria pensar no ator brilhante que Cory devia ser. 
- Que palavreado horrível, amiga! -
 Demi riu. 
- Vá à merda! -
 Mi bufou. - Tô fora daqui.
- Ok, gente, esse é o momento! - Demi desligou o telefone, tomando um longo gole de refrigerante. - A Mi vai fugir de lá! 
- Yey! -
 Dani exclamou. 
- Maravilha! -
 Justin disse. - Então temos que cair fora daqui agora! 
- Mas eu nem acabei de comer minha pizza... -
 Kevin reclamou de boa cheia, e selly acertou um tapa em sua cabeça. - Outch. 
- Vá comendo isso,
 Jones! - ela disse, jogando o celular na bolsa. - Tudo certo na sala de jantar? 
- Tudo perfeito! -
 Dani sorriu. - Jantar japonês super chique, com muito saquê! - A garota sorriu, maliciosa. 
- Você não era assim, amiga! -
 Demi chacoalhou a cabeça e elas riram. 
- Tá, o caseiro já sabe o que tem que fazer, não? -
 Joe perguntou. 
- Tudo certo. Os dois entram juntos! -
 Kevin disse, engolindo sua pizza tão rapidamente que teve medo de engasgar. 
- Fechado. Vamos cair fora daqui. -
 Joe sorriu, puxando Demetria pela mão, com o restante dos amigos atrás deles.
- Alô. 
-
 Nick? - Kevin perguntou e ouviu Lovato bufar. 
- Claro que sou eu. Cadê sua amiguinha gostosa, porra?
 
Kevin tampou o fone para rir.
 
- Ela não chegou? - perguntou despreocupadamente.
 
- Não. Eu tô esperando há uma hora, isso é humilhante! - disse, batendo os dedos na mesa. Os garçons já olhavam pra ele, tinha certeza que todos já presumiam o bolo que tinha levado.
 
- Não acredito, dude! -
 Jones disse. - Só tinha ligado pra avisar que íamos sair, você tá sem chave, né? 
- Estou. Mas o caseiro ta aí, não?
 
- Acho que vai estar aqui sim. Ele vai comprar algo no mercado. Hm, espera aí na linha, vou tentar ligar pra Maureen.
 
- Ok. Anda logo.
 
Kevin tirou o telefone do ouvido, ficou rindo com
 Justin por dois minutos e pegou o telefone de volta. 
- Dude, você não vai acreditar!
 
- O que foi? -
 Nick perguntou, nervoso. 
- A Maureen teve que viajar com os pais pra Nice e esqueceu de avisar!
 
Jones tirou o telefone do ouvido, rindo do sonoro palavrão que
 Lovato soltou do outro lado da linha. 
- Tô indo pra casa.
 
- Beleza. Qualquer coisa, me liga.
 
- Senhoras e senhores! Segunda parte da Operação... Concluída! - disse, animado.
Miley entrou em casa e jogou-se no sofá. Achou estranho ninguém estar ali, mas não eram obrigados a ficar esperando-a, pensou, e então ficou quieta. Estava morta de fome, não tinha conseguido engolir nada naquele encontro imbecil, então tirou as sandálias e correu para a cozinha. A porta estava trancada. 
- Ué! – Forçou a mesma, sem sucesso – Mas que droga!
 
Estava pronto par air atrás do caseiro, quando ouviu alguém mexer no trinco da porta da entrada. - Oi? –
 Nick disse, confuso. – Você não tinha que estar no encontro com o gay lá? – Ele riu, e por mais estranho que fosse, ela o acompanhou. 
- Antes ele fosse gay –
 Mi murmurou, mas alto o suficiente para que Nick ouvisse – e risse. 
- Acho que não fui o único que se deu mal essa noite – ele se aproximou. Quando viu que
 Mi ia lhe perguntar o que tinha ocorrido, continuou: – Tomei um bolo da Maureen. 
Mi fez cara de espanto, depois ambos desataram a rir.
 
- Perfeito – disse, sarcastica.
 
- Ao menos temos a nós mesmos –
 Nick sorriu um pouco corado, depois que percebeu que aquilo tinha soado como uma cantada. – Quer comer alguma coisa? – consertou. 
- Bem que eu queria, mas a porta tá emperrada! –
 Miley fez bico e Nick sorriu. 
- Deixa eu dar uma olhada.
 
Nick girou a maçaneta da porta com tanta força que quase caiu quando ela abriu de vez, fazendo
 Miley gargalhar. 
- Eu juro que tava emperrada! – disse, levando as mãos à cabeça.
 Nick riu. 
Os dois entraram na cozinha, e não havia nada demais lá, apenas um envelope vermelho perto de um rádio.
 Miley abriu e o leu em voz alta.

“Coloquem o CD para tocar e corram para a sala de jantar. Vocês vão entender (e nos amar por isso!). Ass: Todo mundo!”

- Tenho medo! – Mi arqueou a sobrancelha e riu. Lovato a acompanhou, apertando o botão do rádio. 
“Two is better than one” começou a tocar, e eles se olharam, confusos.
 Mi suspirou – amava aquela música – e caminhou até abrir vagarosamente a porta da sala de jantar. 
- Wow. – Foi o que
 Nick disse, entrando e vendo a decoração com luz baixa, as barcas japonesas, as velas... E então entendeu tudo. Virou-se de frente para onde Mi estava, mas ela encarava as velas, estupefata. Ele sorriu, e quando ia tomar coragem para dizer alguma coisa, ouviu o grito histérico e agudo da menina, dando um pulo para trás. 
- FORAM ELES! AQUELES AMIGOS DA ONÇA ME FIZERAM TER O PIOR ENCONTRO DA MINHA VIDA! ME FIZERAM ANDAR DE ÔNIBUS COM UM CARA FEDORENTO! APOSTO QUE ELE NEM ERA FEDIDO! E EU FUI PARA AQUELE DINNER HORRÍVEL E... Por que você está sorrindo?
 
Ela parou de gritar e
 Nick riu baixo, tirando as mãos dos bolsos e aproximando seu rosto do dela. 
- Algo me diz que essa noite pode ficar muito melhor. – Ele colocou uma mecha de cabelo de
 Mi atrás da orelha. – Só você querer. – Ele sorriu, tímido, e Miley achou que nunca tinha visto nada tão fofo na vida. Sorriu largamente, colocando suas mãos no pescoço de Nick. 
- Agora só depende de você.
 

Nick sorriu sentindo um misto de adrenalina e uma felicidade estranha naquela frase. Roçou o nariz no dela, que fechou os olhos, ainda sorrindo. Beijou-a sem pedir permissão – e soube que tinha feito o certo. 
Pela janela, Bob, o caseiro, sorriu, pegando o celular para avisar os seis amigos malucos do novo casal.

- Eu ainda não entendi porque estamos dando uma "festa de encerramento" na terça, se vamos embora só domingo! - Nick disse, confuso, enquanto carregava caixas de enfeites. 
-
 Miley, manda seu homem calar a boca! - Selena disse, rindo. - Já expliquei mil vezes que era o dia que dava pro best do quiosque dar uma patrocinada! 
Os oito amigos - quatro casais, na matemática correta - estavam organizando a praia para aquela que seria a última festa da viagem pra Riviera. Muitas pessoas haviam sido convidadas, incluindo Cory, que segundo ele mesmo "apareceria muito cheiroso". Tinha ficado lindo, como sempre, até os garotos tinham pegado o jeito na organização de festas badaladas no melhor estilo high society. Não precisaram de muito esforço com essa, afinal, era uma festa na praia, então as garotas tiveram muito tempo para se embelezarem o quanto quiseram. Os garotos foram antes para o local, e aos poucos, elas foram chegando.
 
Alguém tampou os olhos de
 Joe, e ele sorriu. 
- Alexa? - provocou, e ela riu, beliscando-o. - Outch! Hm, a garota mais linda da Riviera?
 
Demi sorriu, fazendo com que ele virasse de frente.
 
- Errado. A garota mais linda do mundo! - Riu, presunçosa, e
 Joe a abraçou. 
- Pretenciosa.
 
- Realista. - Vem cá então, dona
 garota mais linda. - ele sorriu, puxando-a para seus braços. 

Ela tinha razão. Estava realmente deslumbrante com seu short jeans e uma bata branca despojada. Jonas a achava cada dia mais bonita, como se isso fosse possível. 

- Você é linda, sabia? - disse, finalizando o beijo, e a menina sorriu, derretida. Era engraçado o quanto tinham se tornado melosos. 
- Sabia! - Ela riu da careta que
 Jonas fez. - Sou uma delícia mesmo - gargalhou. - Humildade ficou em casa? - Joe riu. - Mas sou obrigado a concordar. - Sorriu, malicioso, beijando o pescoço de Demetria. - Delícia. 
Demi riu, tocando seus lábios no de
 Joe, quando Danielle chegou, afobada. 
-
 Demi! Demi! Te achei finalmente! Eu acho que acabei de ver o... 
- Ah,
 Dani, peraí... - Demetria ignorou. - Te procuro em cinco minutos. Tô no meio de um momento aqui. 

Joseph riu vitorioso, beijando-a. Estavam apenas os dois ali, a festa estava lotada, mas não naquele local. Demi sentiu a água gelada tocar seus pés, e deu um pulinho, instintivamente, fazendo Joe rir, sem cortar o beijo. Quando pararam, tempos depois, ele a encarou, o jogo de luzes da festa e da lua a deixavam ainda mais perfeita. Era a hora, sentiu-se mais do que pronto. 

- Demi... - disse baixo, quase inaudivel. - Eu te... 
- Ah, meu Deus! -
 Demi interrompeu, espantada. 
- Calma, deixa eu terminar... - ele riu, tímido.
 
- B-Brian. - Ela gaguejou.
 
- Quê? -
 Joe a soltou. - Eu sou o Joe! - disse, furioso. 
Antes que
 Demi conseguisse falar algo, Jonas ouviu palmas e uma voz bem conhecida atrás de si. 
- Se não é meu casal preferido... - Brian debochou, aproximando-se de
 Demetria. - Surpresa, gatinha.

-------------------------------------------------------------------
Oie gente , VOLTEI =))) 

como foi o carnaval e vocês ??? o meu foi MUITO BOM , mas senti falta de vocês , muitas mesmo =))) 

Amei os comentários =))) estou muito contente XD 

eita , a coisa vai ficar feia agora =// 

bom , amanhã eu posto mais =)) 

bjsssssssssss



♥ 6 comentários para o próximo ♥




12 comentários:

  1. posta logo, ou melhor, teria como voce postar o link do blog da menina dona dessa fic? obg (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. posta plis to mt curiosa com e curiosa e
      Viciaaaaaaaada

      Excluir
  2. Perfeito!

    Brian... Canalha! O que ele faz aiii?

    Posta logo... Tbm senti sua falta!

    ResponderExcluir
  3. oi bebê,que saudades !!
    meu carnaval foi legal bebê,eu viajei pra minas gerais.
    ta muito perfeito o capitulo,niley finalmente <3
    fu*** brian na ária,que saco,sempre
    quando tudo ta tando certo,sacanagem.
    posta logoooo,doida para saber o que
    esse doido,vai fazer.
    beijos >.<

    ResponderExcluir
  4. Hey linda, tudo bem?
    Selinhos para você http://fixaheart-jemi.blogspot.com.br/2013/02/selos-indicacoes-novidade.html
    Parabéns pela fic maravilhosa!
    xoxo

    ResponderExcluir
  5. nossa, morro de rir com essa fic hahahha
    ai, o que esse brian idiota quer agora hein? '-'
    posta logooooo, xx

    ResponderExcluir
  6. perfeito esse cap! <3
    finalmente niley >< huahuaha
    e e e oque esse brian ta fazendo aí em? ;@
    posta logo bjs

    ResponderExcluir
  7. DIVULGA?
    http://demilovatofashionblog.blogspot.com.br/
    DEMI LOVATO FASHION BLOG

    ResponderExcluir
  8. Awwnt amei sua divã !
    Pode passar no --> ‎http://soonhelovatic.blogspot.com.br/
    Beiijos <3

    ResponderExcluir
  9. http://jeminileydileyforever.blogspot.com/
    Divulgaa
    E POSTA LOGO PQ TO FIKANDO DOIDA

    ResponderExcluir
  10. AAAAAAAAAAAAAA KOÉ! Logo na hora que o Joe ia dizer que ama a Demi esse babaca tem que aparecer? affe.. não disse que ia começar a desandar? só não acerto na loto meu bem UHASUDHSAUASHDUSAD

    ain o Joe ta tão fofo nessa fic, pelo menos uma vez ele tem que ser o idiota da relação né? pq é sempre a Demi que toma na cabeça todas as fics kkkkkkkkkkkkkkk
    ai mulher posta logo que to me colicas ja kkk
    saudades daqui.. ando mega sem tempo pra comentar, mal tenho pra ler aushduasdhasudh mas não abandono esse blog nunca.. ele e meu xodó, o primeiro realmente decente que li de todos que leio hoje..portanto POSTA LOGO! u.u kkkkk beijoooooooos amooor

    ResponderExcluir
  11. Ta lindoo !! Vc ta sumida ! Posta logo ! Bjs...

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!