05/02/2013

Summertime - Capítulo 13





Capítulo 13: When the lights went out...


- Ei, dá pra tirar a língua da boca da minha irmã? - Nick chegou na sala, tacando uma almofada em Joe e Demetria, que gargalharam. 
-
 Nick, vai ver se eu tô lá na esquina, vai amorzinho? - Demi disse rindo da cara de indignado do irmão. 
- Eu já falei pra vocês: Só passaram quatro dias desde quando eu
 autorizei isso aí – Ele apontou abanando a mão – Quando der uma semana, eu deixo você dar um selinho nela, dude. Mas só selinhos! 
Então a risada de
 Selena ecoou na sala. 
- Pobre iludido... - Ela ria junto com
 Demi e Joe, enquanto Nick fazia careta – Vai nessa, Nickzinho, vai nessa... 
- Ei, o que ela quis dizer com isso? - Perguntou com uma voz afetada, e os olhos de
 Demi arregalaram. 
- Ela não quis dizer nada, chuchu, a
 selly é maluca. - Disse entredentes, enquanto Jonas segurava o riso. 
- Ai, ai! -
 Nick já ia começar outro discurso, quando a sala fora invadida por um furacão, que atendia pelo nome de Miley. 
-
 Nick, porque você não cuida da sua vida ao invés de ficar controlando o casal docinho? - Ela disparou, mas antes que Lovato protestasse, continuou – Eu preciso da sua ajuda pra carregar minha sacolas. 
- Desde quando eu carrego sacolas pra patricinhas no shopping?
 
- Desde quando sou em quem pede, e desde quando tem um stand do Beatles Rock Band onde você pode competir enquanto eu me divirto. -
 Mi sorriu com todos os dentes, e Nick, assim como os demais da sala, ficaram boquiabertos – Acredite, Nicholas, eu só preciso da sua ajuda quando acabar. 
- Você vai me pagar uma coca? - Ele sorriu maroto, e a garota riu.
 
- Pago duas.
 
- Até mais galera, comportem-se, vou fazer compras! -
 Nick disse com uma voz afetada, e ele e Mi riram, antes de sumir do campo de visão dos demais. 

Assim que sairam, o silêncio pairou na sala por alguns segundos. 

- Ok, fui só eu que achei isso... Estranho? - Joe se pronunciou e as garotas riram. 
- Não mesmo. - Responderam juntas.
 
- Ah... E o que temos com isso, não é mesmo? -
 Jonas arqueou uma sobrancelha de um jeito malicioso, e Demi riu, mordendo seu lábio inferior. 
- Definitivamente nada.
 
- Ah, adoro segurar vela! -
 selly reclamou, fazendo os dois rirem – Se me dão licença, vou comer um doritos, porque ficar aqui já aumentou consideravelmente meu teor de diabetes! - Ela gargalhou. 
- Vá a merda! -
 Demi gritou, olhando por cima das costas do sofá, rindo alto. 
- Também te amo,
 docinho! - A amiga gritou de volta. 
- Que folgada! -
 Demi reclamou, ainda rindo, deitando o corpo por cima do de Joe no sofá. 
- Nem ligo... - Ele disse baixo, distribuindo alguns beijos no pescoço da garota, e sorrindo ao ver que ela estava arrepiando.
 
- Ela vai pagar e...
 
- Dá pra você ficar quieta? -
 Joe disse, mordendo o lóbulo da orelha de Demi, que riu baixo. 
-Ah, você vai ter que me calar... - Sorriu maliciosa, vendo
 Jonas rir e aproximar suas bocas.
Quatro dias. Exatos quatro dias desde que tudo estava as claras para Joe e Demetria. Quatro dias praticamente sem brigas – Pelo menos não as tradicionais e sérias. Apenas aquelas briguinhas bobas de sempre, porque por mais que estivessem juntos, ainda eram os mesmos. As coisas com Nick e o resto dos amigos estavam bastante fáceis, e de fato, o surgimento de um casal tão inesperado quanto esse, melhorou o relacionamento dos garotos com as garotas, e vice-versa. Eles não tinham mais tanta implicância em conviverem em harmonia. Cada qual a seu modo, obviamente.

Estavam os oito na sala de estar, comendo hot-dogs e bebendo. Uma chuva torrencial caía do lado de fora, impedindo que saíssem para curtir a noite francesa. 

- Ah! - Mi berrou, apertando o braço de Nick. Mais um trovão. 

Todos riram ao ver Kevin cuspir a Coca, por causa do susto, mas apenas Nick sorriu ao sentir o braço arder um pouco com as unhas da garota. Ele estava adorando aquela chuva, mais dois ou três trovões ou raios, e teria uma Miley em seu colo. Riu sozinho do próprio pensamento. 

- Calma amiga, foi só um... Ah! - Dani dessa vez gritou, fazendo com que os amigos rissem ainda mais. Não tinha medo, mas o barulho realmente estava ensurdecedor. 
- Garotas... -
 Justin murmurou, encarando seu lanche – Joe, segura bem a Demi aí, se seguir a ordem, o próximo grito é dela! - Disse, rindo. Demetria chacoalhou a cabeça, enquanto Jonas a encarava. 
- Eu não vou gritar, é só um trovão... - Ela riu baixo, enquanto
 Mi a encarava de cara feia – Eu não preciso que me protejam. 
Joe arqueou uma sobrancelha, enquanto todos riam baixo.
 
- Ela não é um amor? -
 Joe disse rindo, enquanto Demi fazia o mesmo – Não quero mais você, vou proteger a selly. - Disse fazendo bico, e partindo pro outro lado da roda, arrancando uma risada alta da garota. 
- Vai lá, se a luz acabar eu dou uns beijos no
 Justin, né delícia? - Demetria piscou para Fletcher, enquanto todos riam muito. 
- Ah moleque, perdeu! -
 Justin disse, malandro, quando a luz piscou de verdade, por três vezes seguidas. 

E depois apagou de vez. 

- Ah, dá pra tirar a mão daí, Kevin? 
- Daonde? Minha mão tá no copo!
 
- Ei, de quem é essa mão?
 
- Eu to com medo!
 
- Dá pra todo mundo calar a boca e alguém achar uma vela ou coisa do tipo?
 
- Ah claro, porque eu carrego velas comigo
 all the time! 
- Cala a boca!
 
- Alguma alma pura pode acender a merda de um celular?
 
-
 Demi, você tá com seu celular? - A voz de Joe ecoou entre as demais. 
- Ela não pode falar, tá muito ocupada aqui comigo... -
 Justin disse e todos gargalharam.
- Ai
 Fletcher, como você é sexy! Isso, faz assim! 
- ALGUÉM ACENDE A PORRA DO CELULAR?

Selena acendeu a luz, entre gargalhadas. Joe abriu os olhos rapidamente, vendo que Justin e Demi estavam bem distantes, e percebendo que ele realmente estava checando, todos caíram na gargalhada. 

- Ai docinho, não acredito nisso! - Demetria dizia, entre risadas, enquanto ia ajoelhada até onde Joe estava. 
- Não quero papo com você.
 
- E quem disse que eu quero papo, chatinho? - Ela sussurrou, cruzando os braços no pescoço do garoto, que deu um sorriso torto perfeitamente lindo, fazendo-a sorrir junto.
 
- Ah, vão pra um quarto! -
 Kevin interrompeu, e tomou uma latinha vazia de Coca na cabeça. 
- Quer parar de dar ideia? -
 Nick disse, enquanto Dani ria. Joe mordeu o lábio de Demi, rindo baixo, e a puxou para seu colo. 

Nicholas olhou para o lado e viu que Miley abraçava as pernas, olhando para o nada. Sorriu brevemente, e chegou um pouco mais perto. 

- O que foi? - Ele perguntou baixo. 
- Nada. - A garota sussurrou, a voz quase inaudível.
 
- Ainda tá com medo dos trovões? -
 Nick perguntou. 
- Não, eu tô com dor de cabeça.
 
- Medo dos raios? - Ele insistiu, fazendo-a rir.
 
- Dor de cabeça. - Ela repetiu.
 

Então o garoto, timidamente, passou o braço por trás de suas costas, fazendo com Mi apoiasse o rosto em seu pescoço. A respiração quente da menina fez com que ele se arrepiasse, e ela fechou os olhos ao sentir o perfume de Lovato invadir seus pulmões. 

- Medo dos trovões. - Ela riu baixo, e ele também. 
- Sabia. -
 Nick disse rindo, apertando-a um pouco mais, numa tentativa muda de dizer que ele a protegeria. Ela entendeu o recado.
- Ah não, que saco, que chuva dos infernos! - Kevin reclamou, enterrando o rosto numa almofada – Vamos fazer alguma coisa? Vamos? Diz que siiiiiim! - Ele chacoalhava Justin como uma criança de cinco anos. 

Selena e Demi voltaram correndo da cozinha, com uma garrafa de tequila fechada, copinhos e pedaços cortados de limão. Os olhos dos demais brilharam, entre vários comentários. 

- Essas são minhas garotas! Eu nem dou a ideia, elas já trazem pronta! - Jones riu. 
- Isso só prova que nós garotas somos muito mais avançadas que vocês, queridinho... -
 Selena jogou beijo no ar, enquanto as meninas riam e os garotos reclamavam. 
- Tá, então vamos encher a cara pra tirar o tédio e... -
 Joe ia pegar um copinho, mas Demi estapeou sua mão – Ei! Outch! - Ele reclamou, e ela riu. 
- O que vocês acham de um pouco do clássico “Eu nunca...” - Ela disse maliciosa, enquanto os garotos riam.

[n/a: Sabem que brincadeira é essa? A pessoa fala algo que nunca fez na vida, e quem fez, tem que beber hihi (6)]

- Lembrei da festa da Cora! - Dani desatou a rir, assim como as garotas. 
- Prefiro nem perguntar o motivo dessas risadas... -
 Justin disse fazendo uma careta, e selly sentou ao seu lado. 
- Melhor não perguntar mesmo. - Ela gargalhou – Ok, mas chega de falar de festas passadas, o que importa é o aqui e o agora! - A garota encheu calmamente cada um dos oito copinhos. - Prontos?
 

Todos concordaram rapidamente, cheios de olhares maliciosos e risadas. 

- Eu começo! - Dani deu um pulo, fazendo Nick rir. 
- Eu tenho a sensação de que a
 Danielle curte esse joguinho... 
- Quietinho,
 Nicholas! - Ela riu – Ok. Eu nunca colei nas provas de francês do colégio. 
- Mentirosa! -
 Selena, Mi e Demi gritaram juntas, fazendo a garota gargalhar. 
- Sou mesmo! Só queria ver se vocês estavam espertas! -
 Dani deu uma piscadinha – Bom, dessa vez é sério. Eu nunca peguei ninguém atrás da capela do colégio, acho pecado. 
Todos riram do comentário da garota, e
 Joe arqueou uma sobrancelha, levantando o copo e bebendo. Demi gargalhou, fazendo o mesmo. Em seguida, Justin, Selena eMiley. 
- Nossa, seus pecadores! Vocês vão pro inferno! -
 Kevin disse e todos riram. 
- Eu só acho um bom lugar, é seguro... -
 Justin deu de ombros. 
- Não é como se fosse dentro da sacristia e... -
 Joe ia falando, quando todos o encararam, fazendo-o rir muito alto – Ei, eu nunca peguei ninguém dentro da sacristia! 

Todos riram, mas ninguém bebeu mais. Nenhum deles havia chegado a esse ponto. 

- Ufa, se alguém tivesse tentado reproduzir a espécie numa igreja, eu parava por aqui! - Selena riu – Tá, eu nunca dormi com uma pessoa na mesma noite que a conheci. - Ela arqueou a sobrancelha, rindo para os meninos, que levantaram os copos rapidamente, sem excessão. 
- Não vale, você sabia que a gente ia ter que beber... -
 Nick reclamou. 
- Cada um no seu quadrado,
 Nickzinho! - Ela gargalhou. 
- Beleza, se é assim, minha vez então! - Ele disse desafiador, fazendo
 selly rir – Eu nunca tive um caso com nenhum professor. 

Todos encararam Selena abruptamente. A garota arregalou os olhos, tentando abrir a boca para falar algo, mas não conseguiu emitir som algum. 

- Tá maluco, Nick? Eu também nunca dormi com nenhum professor! - Ela despejou. 
- Eu disse
 ter um caso. - Ele seguiu, rindo. 
- Nem tive caso! -
 Selena rolou os olhos, impaciente – Você não devia acreditar em tudo o que ouve naquela merda de colégio, Lovato! - A garota disse séria, fazendo Nick engolir seco. 
- De-Desculpe. - Ele gaguejou. 
- E para sua informação – Ela cruzou os braços – Estagiários de Educação Física não são professores. -
 Selena gargalhou, sorrindo vitoriosa da cara de pasmo do amigo. Todos começaram a rir, ainda um pouco assustados com a revelação repentina, e Justin se movimentou rapidamente, desconfortável. Rolou os olhos, e encarou a garrafa. 
- Eu nunca peguei mais de seis garotas na mesma noite. -
 Fletcher disparou, e Dani deixou o queixo cair. 
- E você acha isso pouco? - Ela perguntou, fazendo-o rir. Então olhou para o lado, e viu
 Kevin e Joe levantando os copinhos – Puta merda! Quantas? 
- Dez. -
 Kevin disse, o rosto vermelho. Não que alguém fosse reparar no escuro quase completo. 
- Doze. -
 Joe fez uma careta, e Demi franziu a testa. 
- Insaciável,
 docinho? - Sussurrou perto de seu ouvido, fazendo o garoto rir baixo. - Quantidade não é qualidade. 
- Esquece o passado – Ele respondeu no mesmo tom – Quem importa agora é você.
 

A garota sorriu largamente, sentindo um arrepio na espinha, quando Joe finalizou a frase com um beijo demorado em seu pescoço. 

- Eu nunca peguei a Tess Baker! 

Kevin gritou do nada e os olhos, principalmente das garotas, arregalaram. Nick fez uma careta absurda, sentindo o rosto praticamente em chamas. Levantou o copinho, enquanto todos o encaravam. 

- A TESS? - Mi e Dani gritaram em uníssono, enquanto Joe rolava de rir. 
- Dude, eu vou te matar! -
 Nick apontava para Kevin, que gargalhava também. 
-
 Nick, meu amor, meu irmão, QUE NOJO! - Demi riu com as mãos na cabeça – Eu não acredito, Nicholas! Aquela garota é simplesmente NOJENTA! 
- Ei, em minha defesa, eu tava MUITO CHAPADO!
 
- Aquela ali nem chapado... -
 Justin ria – Dude, a garota tem bigode! 
- Mentira! Mentira! -
 Nick ficava cada vez mais irritado e envergonhado, enquanto todos riam dele. 
- Claro que tem! -
 selly disse, boquiaberta – Nick, amigo, só Deus pode te salvar. Ninguém merece! - Ela gargalhou, e todos começaram a sacanear o garoto, que não sabia onde enfiar a cara. Lembrou mentalmente de fuzilar Kevin quando tudo aquilo acabasse. Ou algo mais dolorido.
O álcool entra, a verdade sai. Depois de umas brincadeirinhas sem sentido, muitas risadas e muita tequila, estavam todos consideravelmente bêbados, e a coisa começou a baixar o nível e esquentar. 
- Eu nunca transei com duas pessoas ao mesmo tempo. -
 Mi disse, encarando firmemente Justin, que engoliu seco. 
- Nem eu, pra mim é só a partir de três. - Ele gargalhou, deixando a menina sem resposta. Antes que alguém se manifestasse, virou mais um copinho.
 
Danielle riu, e tentando levantar, caiu no colo de
 Miley, fazendo todos rirem. 
- Jesus, eu estou muito bêbada! - Ela olhava para o nada, fazendo
 Joe e Demi gargalharem. - Eu nem queria ir ao banheiro mesmo... - Deu de ombros, rindo como uma louca. 
- Eu tenho medo de você,
 Dani. - Joe disse, e a garota riu. 
- Ah, você acostuma! -
 Demetria se apressou em dizer. 
- Ok, já que eu não consigo levantar... - A garota lançou um olhar malicioso - Eu nunca transei com ninguém que está aqui nessa roda, nessa viagem. -
 Dani sorriu com todos os dentes, fazendo com que Demi apertasse as unhas no braço de Joe, involuntariamente. 

De repente, todos, sem exceção alguma, olhavam para ela e Jonas. Demi movimentou os dedos, sinuosamente, até perto do copo. Sentiu Joe apertar sua cintura. 

- Você quer me ver morto? - Ele sussurrou, a voz fraca de pânico em seu ouvido. 
- Deixa de drama, não vai acontecer nada... - Ela riu baixo – Eu te protejo. - Respondeu no mesmo tom.
 

O garoto sorriu, mas ainda atordoado com a menção que Demetria fazia em levantar o copo, começou a pensar em modos ágeis de correr dali caso Nick tentasse matá-lo. Nunca tivera medo do amigo, mas depois da reação dele quando soube dos dois, ficara com um pé atrás. 

- Quer dizer que ninguém aqui transou com ninguém? - Dani continuou, rindo. 
-
 Danielle, lindinha... - Kevin disse baixo – Eu acho que você bebeu demais... - Ele a encarou de perto, nervoso. 
- Foi só uma pergunta, ué. - Ela fez bico.
 
- Qual é, não vai levantar esse copo? -
 Nick levantou o olhar, que estava fixo na mão da irmã, e a encarou – Eu fecho os olhos pra ficar menos constrangedor. - Ele riu, estava bêbado, mas parecia ser sincero. Joe e Demi se entreolharam, rindo, e viraram os copinhos. - Eu vi isso! 
Nick disse, fazendo uma careta.
 
- Você trapaceou, disse que ia fechar os olhos e... -
 Demi dizia, divertida, quando algo que simplesmente ninguém esperava, aconteceu. 

Justin e Selena trocaram um longo olhar cúmplice, e em seguida, em perfeita sincronia, viraram seus copinhos de tequila, dando uma risada alta no final. 

- O que... O que... Vocês...? - Nick estava com os olhos arregalados, fazendo selly rir muito mais. 
- Meu queixo acabou de abrir uma cratera no chão. -
 Demi disse, jogando o corpo pra trás, totalmente pasma. 
- Ok, vocês estão brincando, né? -
 Miley disse, olhando para Justin, que negou com a cabeça. 
Quando todos começaram a falar ao mesmo tempo, bombardeando-os com perguntas,
 Selena teve um acesso de riso ainda pior, o que fez Demetria rir. 
- CALA A BOCA TODO MUNDO! -
 selly berrou – Nós bebemos porque é verdade. 
- E vocês estão esperando o que pra contar essa história pra gente? -
 Kevin deu um pulo, fazendo as garotas rirem. 
-
 Kevin, amor, prenda o gay aí dentro, tudo bem que já passou da meia noite e... 
-
 Selena Gomez, foco por favor! - Mi berrou. 
- Tá, tá, não posso nem mais terminar uma piadinha...- Ela fez bico – Vai lá
 Fletcher, conta pra eles! 
Ela deu um tapinha nas costas de
 Justin, que abriu a boca indignado. 
- Por que eu?
 
- Porque a culpa é toda sua. - Ela riu e ele também.
 
- Tá, tá.

Justin's P.O.V ON 

Flashback.
Eu acho que a maioria de vocês sabem que eu sempre tive uma queda pela Selena. Isso nunca foi novidade pra ninguém, muito menos pra ela. Sempre achei que ela queria alguma coisa, mas nunca tive coragem de perguntar, afinal, ela sempre estava ocupada demais com os casos lamentáveis dela...

- Ei! Olha como fala dos... 
- CALA A BOCA
 Selena! - Todos gritaram. 
- Ignorantes. - Ela rolou os olhos, fazendo
 Fletcher rir.

Continuando... A gente sempre se deu bem, mas nunca achei que pudesse rolar mais nada. Semana passada, depois que o Joe e a Demi foram pegos no flagra, e aquela confusão toda, a gente ficou conversando de madrugada na piscina, falando disso. Conversa vai, conversa vem, resolvemos rachar uma garrafinha de Smirnoff Ice, nada demais, rachamos mais duas depois disso. Então eu me aproveitei do fato de que eu estava completamente lúcido, mas podia alegar que estava bêbado, e resolvi levar a conversa pro lado mais... pessoal. 
-
 selly... Você já pensou em ficar com algum de nós? - Perguntei, e ela me encarou, a testa franzida. 
- Com um dos garotos daqui?
 
- Ou com as garotas... - Ri, sentindo as mãos suarem.
 
Ela deu uma risada alta, tomando um gole da garrafa.
 
- Essas eu peguei, não tem mais graça. - Disse, séria, e eu gargalhei. - Tá, falando sério... Não sei, acho que nunca parei pra pensar nisso.
 
- Acabei de dar a oportunidade pra você pensar pela primeira vez. - Sorri da maneira mais sedutora que consegui.
 
- Por que você não diz primeiro quem de nós você pegaria, enquanto eu penso? - Ela sorriu, duas vezes mais maliciosa. Droga.
 
- Hummm... - Fingi pensar muito na hipótese, enquanto ela mantinha os olhos fixos em meu rosto.
 
- Você. - Respondi firmemente.
 
Os olhos de
 Selena arregalaram. 
- Eu? - Sua voz saiu baixa. Assenti com a cabeça.
 

Encarei apreensivo, esperando qualquer reação. Se ela não gostasse, eu fingiria não lembrar de nada no dia seguinte. Então ela abriu um sorriso enorme e lindo, e eu sorri sem nem saber porque. 

- Boa escolha, Fletcher. Porque eu já tinha escolhido você.

Justin's P.O.V OFF.

- Ownnnn! - As garotas disseram juntas, enquanto os meninos riam. 
- Isso foi absurdamente fofo! -
 Demi sorriu. - Vocês são uns gostosinhos e eu vou mordê-los. - Disse, depois fez uma careta – Tá, isso soou meio estranho. 
- Ok, a parte gay da história já foi contada, mas quando é que vocês... -
 Nick perguntou, e selly o interrompeu. 
- Ontem. - Ela disse, envergonhada.
 
- Onde? Que horas? Como que ninguém viu? Como ninguém ouviu? -
 Mi disparou em perguntas, e todos riram. 
- Respira,
 Cyrus. - Justin disse, e a garota mostrou o dedo do meio. 
- Ontem quando a gente sumiu da balada, não lembro que horas eram, no meu quarto e CHEGA! -
 selly escondeu o rosto, e Justin a abraçou de lado, rindo. 
- Vocês estão juntos? -
 Demi perguntou. 
- Estamos? -
 Selena perguntou, sorrindo meio idiota. 
- Por mim, estamos. -
 Justin sorriu de volta. 
- Então estamos. - Ela riu, e as garotas começaram a emitir sons graciosos enquanto os meninos riam.
 
- Muita informação. -
 Dani arregalou os olhos, fazendo Selena rir – Preciso da minha cama. 
Ela levantou, cambaleando, e segurou a cabeça.
 Kevin levantou num pulo. 
- Eu te ajudo. - Disse baixo, e a garota sorriu, aceitando.
 
- Quem diria... -
 Demi disse baixo, rindo – Meu irmão do lado da Mi, o Kevin ajudando a Dani, a selly e o Justin juntos... - Ela sorriu, sem terminar a frase. 
- Tudo culpa nossa. -
 Joe riu, mordendo o ombro da garota. 
- Tá parando de chover... -
 Mi disse aleatoriamente. 
- Acabou a tequila. -
 Nick virou a garrafa, com cara feia. 
- Eu to morrendo de fome e não tem comida. -
 Demi fez bico, e Joe riu. 
- Padaria 24 horas? - Ele sorriu de canto, e a garota riu.
 
- Só se for agora!
- Eu quero levar essa padaria comigo pra Londres! - Joe disse, voltando para o carro que tinham alugado. Demi riu. 
- Eba, vou ganhar pães de graça! - A garota riu, andando rápido sob a garoa fina.
 
- Quem disse? Pra você é mais caro! -
 Joe mostrou a língua, depois riu da cara de indignada de Demetria. 
- Que absurdo! Vou comprar a padaria antes de você, e não deixar que você pise nem na minha calçada! - Ela fez bico, e
 Joe riu, abraçando-a pela cintura, fazendo com que tirasse um pouco os pés do chão. - Não quero papo com você. 
- E quem disse que eu quero papo,
 docinho? - Ele sussurrou, fazendo a garota rir alto. 
- Pare de roubar minhas frases! - Ela disse baixo, sentindo alguns beijos em seu pescoço. - Sabe o que eu quero levar pra Londres comigo?
 
- O que? -
 Joe encostou a testa na dela, sorrindo. 
- Você. -
 Demi deu uma piscadinha, e Jonas riu. 
- Mas eu já ia pra Londres de qualquer forma...
 
- Argh,
 Joe! Estragou toda a magia da minha cantada! - Demi disse, e os dois gargalharam. 
- Eu só fui realista.
 
- Insuportável.
 
- Chatinha.
 
- Cala a boca, por favor?
 

Demi riu, mordendo o lábio de Joe, e sentindo que ele a prensava contra a porta do carro. Passou a língua devagar em seus lábios, e ela não hesitou em dar passagem para que todos aqueles sentimentos estranhamente bons a entorpecessem. Bagunçou os cabelos úmidos de Jonas, enquanto ele apertava sua cintura e subia a barra de sua blusa sutilmente. 

- Acho melhor a gente sair daqui... - Joe respirou fundo, e Demi riu. 
- Concordo.
 

Joe sempre se via pensando no poder que aquela garota exercia sobre ele. Chegava a ser ridículo, ele não conseguia controlar os próprios atos quando estava perto dela. Bastava um toque, um beijo, e o mundo parecia resumir-se a uma só pessoa: Demetria. Sempre ela, por todos os lados e por todos os cantos.

- They love to tell you "stay inside the lines", but something's better on the other side... 

Demi cantava baixo enquanto batucava nas pernas. Joe achava aquilo simplesmente adorável, sorriu sem tirar os olhos da estrada, a visibilidade estava horrível. Não era nem de longe a melhor cantora, mas sua voz já o fazia sorrir. Ela o encarou, percebendo que sorria. Os dois riram, e continuaram cantando, juntos. 

- I want to run through the halls of my high school, I want to scream at the top of my lungs! 
-
 I just found out there's no such thing as the real world, just a lie you've got to rise above! 

Começaram a rir, ao perceber que estavam cantando alto demais. 

- Nossa, seu agudo foi ótimo, quase acreditei que o John Mayer estava do meu lado... - Demi riu, fazendo o garoto corar. 
- Quem é esse cara? John Mayer não é nada perto de
 Joe Jonas! - Disse, presunçoso, e a garota teve um ataque de riso. 
- Esqueceu a humildade em casa, né?
 
- Nada, eu sou super modes...
 

O carro parou de andar. A chuva caía mais forte do lado de fora, e estavam passando por uma rua coberta de lama. 

- Merda. - Disseram juntos, mas suprimiram a vontade de rir. 
- Perfeito, sem sinal... -
 Demi mostrou o visor do celular, e Joe fez uma careta. - Sai daí... 
Demetria soltou o cinto, fazendo sinais para
 Jonas, que a encarou de sobrancelha erguida. 
- Ahn? - Ele riu.
 
- Vai empurrar o carro,
 Joseph. Eu dou partida. - Disse, numa voz tediosa. 
Então
 Jonas começou a rir, chacoalhando a cabeça. 
- Tá bom, já tô lá nessa puta chuva empurrando o carro
 só porque você quer. - Disse, ainda rindo. 
- Mas que saco,
 Joe! Você é um homem ou um rato? Vai querer que eu empurre? - A garota disse, um pouco irritada, e Jonas parou de rir. 
- Você tá gritando porque? - Ele mudou de expressão, parecia repentinamente nervoso – Então eu tenho que enfrentar essa chuva só porque a patricinha não pode esperar um pouco dentro da porra do carro? - Dessa vez ele quem gritou.
 
- Patricinha? Não querer ficar parada no meio do nada com o carro atolado nessa puta chuva é ser PATRICINHA? -
 Demi passou a mão pelos cabelos, indignada – Tá bom, Joseph, tá bom. Você não quer empurrar, foda-se. Eu empurro. 

Demetria disse decidida, alcançando a maçaneta para abrir o carro. Joe chacoalhou a cabeça, numa risada cínica, e segurou-a pelo pulso. 

- Pára de ser ridícula, como se você fosse mesmo conseguir empurrar um carro! - Ele falou com desdém. 
- Eu vou fingir que não ouvi isso,
 Jonas. - Demetria bufou – E eu só vou empurrar esse carro, porque não tem um HOMEM aqui dentro que faça isso por mim! 
- Eu vou mostrar pra você se tem homem ou não aqui... - Ele disse, destravando a porta.
 
Demi deu um pulo, passando a perna e o braço por cima dele, batendo a porta com força.
 
- Eu não preciso mais da sua ajuda! Eu não quero mais que você empurre essa merda de carro, EU vou fazer isso! - Ela gritou, tentando voltar para seu banco, e assim, sair.
 
- Você não vai a lugar nenhum! -
 Joe a segurou pela cintura, puxando-a pra trás. 

Demi caiu em seu colo, com rosto quase colado no seu, as pernas prensadas nas suas. A respiração pesada da garota começou a falhar perto de seu rosto, e num impulso, ele a segurou pelas costas e apertou seu corpo contra o dela, como se pudesse fundi-los num só. Sem pedir permissão alguma, colou a boca na dela, num beijo voraz, rápido, mal conseguia respirar. Demi arranhava insistentemente sua nuca, enquanto suas mãos passeavam por baixo da camiseta que ela vestia. Ela mordeu o lábio de Jonas, fazendo com que um gemido escapasse. 

- Tentando me mostrar que é um homem? - A voz dela saía falha e abafada, enquanto distribuía beijos e mordidas no pescoço do garoto. 
- Não... - Ele disse, fechando os olhos e sentindo arrepios que percorriam toda a extensão de seu corpo, enquanto
 Demi mordiscava sua orelha – Isso você já sabe. - Ele apertou sua cintura com força, puxando a regata de Demetria para cima. 
- Então o que você quer provar? - Ela sussurrou, encarando-o com a luz mínima que vinha do lado de fora.
 Joe sorriu de lado, o sorriso preferido da garota. Demi mordeu o lábio, também sorrindo. 
- Eu vou provar que eu sou
 seu.

Ele disse, e Demetria sentiu que se o mundo acabasse ali, ela morreria indescritivelmente feliz. Não teve tempo de responder muita coisa, Joe a calou num beijo calmo, porém quente, que faria qualquer uma enlouquecer. Demi desabotoou rapidamente os botões da camisa que ele vestia, sem separar o beijo, que acelerava cada vez mais o ritmo. Assim que a camisa tomou um rumo desconhecido por ambos, Jonas começou a beijar a barriga nua de Demi, subindo devagar até próximo ao sutiã dela, soltando-o sem dificuldade. Demi o encarou, soltando um pouco o peso nos joelhos, enquanto desabotoava a bermuda que Jonas vestia. Ela fez uma careta, e os dois riram percebendo que tirar aquela bermuda seria quase uma operação impossível. 

- Banco de trás? 

Demi sugeriu, e os dois foram pra lá em poucos segundos, enquanto Jonas já se desfazia da bermuda, com a embalagem do preservativo em mãos. Demetria ficou por cima, beijando seu peitoral bem definido, sentindo a excitação bastante evidente embaixo das boxers de Joe. Ele apressou em tirar o short que ela vestia, e em poucos minutos, as únicas peças de roupas que faltavam, tinham ido parar no chão. Joe mordeu o lábio, investindo devagar e colando a testa na da garota. Os dois estavam ofegantes, as respirações misturadas, e conforme o ritmo aumentava, deixavam escapar alguns gemidos altos demais, e vez ou outra, Demi sussurrava seu nome, o que para Joe, era a coisa mais excitante do mundo. 

- Joe... - Ela sussurrou, e ele sorriu, olhando-a fixamente. 
- O que? - Sua voz saiu baixa e rouca.
 
- Me diz que você é meu... - Ela apertou as unhas em suas costas, com força, enquanto mordia o lábio.
 
- Eu sou seu. -
 Jonas disse baixo, mas com um olhar intenso no dela. Ela sorriu. 
- Diz do jeito que eu
 quero ouvir. 

Joe sorriu largamente, apertando-a ainda mais contra si. 

- Eu sou seu, docinho.


------------------------------------------------------------------------

BOM , não era minha intenção postar outro hoje , mas como já tinha os comentários e por que a ALÊ ( MINHA BEBÊ ) pediu , eu postei =))

espero que gostem do capítulo =)))))))) 

bjssssss minhas amoras !!! 


♥ 6 comentários para o próximo ♥



7 comentários:

  1. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa perfeitooo,casal ta tudo formandooooo <3
    momento,niley,nelena,e kanielle, e claro jemi <3
    perfeitooooooooooooooooooooooooooooooooooooo,
    posta logooooooo,
    beijos bebê do meu
    coração,sabe que eu te amo,né !!!
    >.<

    ResponderExcluir
  2. P-E-R-F-E-I-T-O!!
    Simplesmente eu amo quando o Joe chama a Demi de ''Docinho'' ou vice versa!!
    postaaa maisss.....

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA QUE PERFEITO!
    morri com este cap.. tava me escangalhando de rir do "Eu nunca" eu VIVO fazendo essa brincadeira com meus amigos e SEMPRE tem altas revelações aushduasdhsaudhasdusahduashdasudhsaudhasudhsdusahduashduashdasudhsaudhasuda

    amei demais.. os casais começando a se formar.. que lindo.. esse verão será nesquecível pra todos eles, pq eles vão voltar totalmente diferentes do que foram.. só quero ver cmo vai ser na escola com Jemi.. pq ali entre amigos é facil, agora com o resto do mundo é que são elas uahsduashdsaudh

    ResponderExcluir
  4. Cara, eu ri demais na parte que a luz apagou e ficaram reclamando de quem era a mão e sei lá o que ALSJSLAJSLAKSKLA esse jogo foi demais e... QUEM DIRIA? Selly e Justin. OMG! Essa não esperava, e eles desfarçaram bem. Enfim, coisa mais fofa foi esse final, não é? Essa fic ta incrível. Posta logo Juh, beijão

    ResponderExcluir
  5. PERFEITO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  6. Meu esses dois ainda me matam! Hahahahahaha perfeito perfeito perfeito! Posta logo!
    Bia

    ResponderExcluir
  7. ameiii esse cap!!! jemi ainda vai me matar hahahha
    posta logooooooooo, xx

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!