05/02/2013

Summertime - Capítulo 12







Capítulo 12: Unexpected


Joe definitivamente não estava esperando por aquilo. O murro certeiro de Nick em próximo a seu olho tinha o pegado desprevenido, sentia o rosto latejar. Segurou o nariz, completamente dolorido, sem conseguir esboçar nenhuma reação. 

- Eu vou te matar, seu traidor! – Nick gritava, e Justin rapidamente segurou o amigo – Me solta, Fletcher! 

Demi olhou assustada para o irmão, que se debatia contra o corpo de Justin, com o rosto vermelho de raiva. Abaixou rapidamente em frente a Joe, sentindo o coração dar cambalhotas dentro do peito. 

- Ai Meu Deus, você está bem? – Perguntou, sentindo os olhos arderem. Mas não esperou resposta alguma, virando o pescoço para trás – Nicholas, você tá maluco? – Berrou. 
- Eu não tô maluco porra nenhuma, você que deve ter ficado louca! – Ele tentava se soltar de
 Justin, enquanto Jonas punha-se de pé com ajuda de Dani e Kevin. 
- Dude, não vá... –
 Kevin segurou Joe, que encarava Nick com um olhar indecifrável. 
- Eu não vou fazer nada. –
 Jonas respondeu simplesmente. 
- Eu nunca esperei isso de você, dude! Porra, você é meu melhor amigo! –
 Nick gritava, ficando ainda mais nervoso com os braços de Justin em sua volta – ME SOLTA! 
-
 Nick, olha pra mim, por favor! – Demetria se aproximou do irmão, que virou o rosto – Deixa eu explicar... 
- Eu não quero falar com você! Meu assunto é com o
 Jonas! 
Joe passou a mão pelo rosto, sentindo o pouco de sangue que escorria de seu nariz. Respirou fundo.
 
- Solta ele,
 Justin. – Disse baixo. 
- O quê? –
 Demetria e Miley disseram juntas, e Joe segurou a mão de Demi quase imperceptivelmente. 
- Vai ficar tudo bem. – Ele disse baixo, apenas para que ela ouvisse.
 
-
 Joe, não... 
Ela dizia baixo, seu olhar era de dor, e isso deixou
 Jonas ainda mais inquieto. Não gostava de vê-la daquela forma. Sorriu com o canto da boca, brevemente, e aproximou-se de Nick. Viu, com a visão periférica, selly abraçar Demetria de lado. 
- Vamos conversar então, dude... –
 Joe disse calmo, medindo as palavras. Olhou firmemente para Justin, que hesitou em soltar Lovato, mas por fim o fez. Nick respirou fundo. 
- Você é inacreditável,
 Jonas. – Disse com desprezo – É a minha irmã, porra! – Nick disse e Demi ia abrir a boca para se manifestar, mas Kevin a repreendeu com o olhar. 
- Dude, eu sei, mas...
 
Joe ia dizendo quando
 Nick lhe acertou um soco na barriga, não com toda a força de antes, mas que ainda assim fez Jonas gemer. O próprio Lovato deu alguns passos para trás, piscando várias vezes, e sentindo a aproximação rápida de Justin. Joe levantou a cabeça e Demi correu para seu lado, sentindo as lágrimas escorrerem pelo rosto. 
- É... É melhor eu sair daqui, eu não sei mais o que eu tô fazendo! –
 Nick disse por fim e andou em passos largos em direção ao portão, sendo seguido por Miley. – Me deixa sozinho! 
Ele berrou, mas a garota não obedeceu, e continuou a segui-lo para o lado de fora.
- Me desculpa, me desculpa! – Demi tentava engolir o choro, passando as mãos trêmulas pelo rosto de Jonas, que estava sentado em uma cadeira de praia. Ele sorriu fraco. 
- Ei... – Disse, segurando suas mãos – Não é sua culpa. Pare com isso!
 
- Claro que é minha culpa! Se eu não tivesse um irmão tão idiota, você não teria... –
 Demi ia dizendo, quando foi interrompida. 
- Seu irmão não é um idiota. Ele é meu melhor amigo, e a culpa não é sua, nem minha. Acho que nem dele... –
 Joe disse olhando para baixo, e Demi tentou abraçá-lo de uma forma que não fizesse nada doer ainda mais. 
- Obrigada por não bater nele. Por mais que aquele idiota mereça, é claro...
 
Joe sorriu, selando os lábios da garota brevemente.
 
- Eu nunca bateria no
 Nick, Demi. – Ele disse, tentando puxá-la para mais perto, e gemendo quando sentiu a musculatura da barriga contrair. 
Selena chegou correndo e
 Justin estava logo atrás dela. 
- Aqui,
 Demi. – Ela estendeu um kit de primeiros socorros para a amiga. Joe desatou a rir, ao ver o que Fletcher carregava. 
- Pra que diabos esse pedaço de carne,
 Justin? Eu não tô com fome, e não como comida congelada! – Ele disse e todos em volta riram, ainda que estivessem visivelmente preocupados. Principalmente Danielle, que estava completamente confusa. 
- Acabou o gelo na festa, então você vai colocar essa carne congelada no nariz! –
 Fletcher disse engraçadamente e Demi sorriu, ainda sem vontade de rir. Joe pegou a carne, fazendo graça, e encostou no nariz, contorcendo o rosto em uma careta. 
- Apanhei do meu melhor amigo, não revidei, estou todo dolorido e com um pedaço de CARNE na cara! –
 Joe gargalhou – Mais humilhante, impossível! 

Todos riram alto, especialmente Kevin e Justin. Joe sentiu-se um pouco melhor ao ver que Demi também ria, e sorriu. 

- Vamos melhorar a humilhação... – A garota sorriu – Vou cuidar de você. 
Disse, com um olhar divertido, e
 Joe riu, puxando-a para um beijo rápido. Então Dani desatou a rir. 
- O que foi, sua doida? –
 Demi olhou para trás. 
- É tão engraçado... Vocês dois juntos. –
 Dani ria e logo todos fizeram o mesmo. 
- Relaxa, no começo é meio assustador, mas depois você acostuma! –
 Jones disse e Demi tacou um rolo de esparadrapos em sua direção, fazendo-o gargalhar.
- Qual a parte do eu quero ficar sozinho, você não entendeu, Miley? – Nick perguntou com rispidez, enquanto a garota sentava ao seu lado, perto do mar. 
- Qual a parte do
 você está agindo como um idiota, você não entendeu, Nicholas? – A garota arqueou uma sobrancelha e ele bufou. 
- O que você quer?
 
- Nada.
 
- Então me deixa sozinho! –
 Nick respondeu, e Mi rolou os olhos. 
- Você poderia ser menos estúpido? O que eu fiz pra você? – Ela disse um pouco irritada, fazendo-o encará-la.
 
- Desculpe. Você não tem nada a ver com isso. –
 Nick disse ainda olhando para frente, e os dois ficaram em silêncio por alguns instantes. – Você sabia disso? 
Mi negou.
 
- Estou tão surpresa quanto você. – Respondeu baixo.
 
- Tenho certeza que quase todo mundo sabia! Porque aquele merda tinha que... –
 Lovato já ia começar o descontrole, quando Miley o encarou. 
- Não chame o
 Joe de merda. Você só está nervoso com ele. 
- Agora você vai defendê-lo? –
 Nick perguntou, olhando nos olhos da garota pela primeira vez. 
- É claro que não. Eu também estou muito preocupada com os dois,
 Nicholas. Joe e Demetria não é algo que possa dar certo sem que ninguém saia ferido... – Mi balançou a cabeça, reprimindo um sorriso – Mas nem por isso concordo com seu ataque pra cima do Jonas! E se ele tivesse revidado? Você tem noção do que você fez,Nick? 
O garoto parou e a fitou, incrédulo.
 
- Eu não acredito que eu tô tomando uma bronca
 logo de você! 
- Pode acreditar! –
 Mi disse séria, e o queixo do garoto caiu. 
- Quer saber,
 Miley? Não tô afim de conversinha, de sermão! Se você vai ficar aqui sentada, eu vou andar por aí! – Disse, levantando o mais rápido que conseguiu, e saiu em passos largos. – O que você tá fazendo atrás de mim? – Perguntou, colocando as mãos na cintura, e a garota riu alto, fazendo a expressão de Lovato, que beirava a ira, transformar-se em confusão. 
- Eu sinceramente não sei. –
 Miley ria – Acho que quero garantir que você não bata em ninguém, sabe como é... – Disse arqueando uma sobrancelha e Nick sorriu brevemente. 
- Pode ficar tranqüila, eu não vou atacar ninguém que
 não mereça! - Respondeu e Mi sorriu. 
- Prefiro ir junto, se não se importa... – Ela disse e
 Nick bufou. 
- Como se adiantasse dizer não! Mas você vai calada!
 
- Não tô nem aqui! – Ela fez sinal de zíper nos lábios, depois parou –
 Nick, me paga uma Coca? 
Lovato gargalhou. Não sabia se estava rindo de raiva ou de espanto, mas aquilo também fez
 Miley rir. Nem ela sabia o que estava fazendo. 
- Se você calar a boca, eu te pago uma na volta.
 
- Fechado! –
 Mi deu um pulinho, saltitando atrás de Nick.
- O que diabos vocês estavam fazendo todos lá no quintal? – Joe perguntou do nada e Kevin riu, sapeando os canais da televisão. 
- A gente ia fazer hambúrgueres, porque não tinha nada pro café da... –
 Jones parou no meio da frase e trocou um olhar de pânico com Dani. 
- OS HAMBÚRGUERES! – Gritaram e saíram correndo juntos, fazendo
 Joe, Demi, selly e Justin gargalharem. 
- Devem ter virado carvão... –
 Justin deu de ombros. 
- Você tá melhor? –
 Demi perguntou baixo, acariciando o rosto de Joe, que sorriu, assentindo. 
- Eu tô ótimo, linda... Relaxa! – Ele disse sorrindo fraco e deitando a cabeça no colo de
 Demetria. 

A verdade era que estava preocupado com o que estava por vir. Sabia que a reação de Nick, num primeiro instante, seria negativa, mas nem em suas piores hipóteses havia cogitado apanhar do amigo. Sentiu que Demi mexia em seus cabelos e sorriu, encarando a televisão e tentando engolir todo aquele sentimento ruim que tomava conta de seu corpo. Ela era tudo o que sempre quisera, mas Nick era seu melhor amigo. Aquela não era uma situação agradável de estar.

- São quase oito da noite, eu tô realmente preocupada! – Demi andava de um lado para o outro, e Justin a segurou pelos braços. 
-
 Demi, quer parar? – Disse, com a voz calma – Não vai acontecer nada! O Nick não tá sozinho! 
- É amiga, a
 Mi tá com ele, agora fica calma! – Selena a encarou, sorrindo – Pare de surtar, você quer deixar o seu... Namorado? Ficante? Peguete? – Selena riu e Demi fez o mesmo. 
- Não sei classificar... – Respondeu ainda rindo.
 
- Tá, você quer deixar o seu
 docinho ainda mais preocupado? – selly perguntou e Demi suspirou alto – Meu amor, a única coisa que você tem que fazer agora, é sentar nesse sofá e esperar que ele volte do banheiro com sua melhor cara de “tô nem aí”, ok? O Joe já sofreu demais por hoje. 
Demi sorriu obedecendo, enquanto
 Justin encarava selly de sobrancelha erguida. 
- Você daria uma ótima psicóloga... – Ele disse baixo e
 Selena riu. 
- Só se fosse pra enlouquecer meus clientes... Você me conhece. – Ela disse e os dois riram baixo, voltando os olhares para a televisão.
 
- Eu quero uma pizza! –
 Kevin disse de boca cheia, e Demi riu, vendo que Joe sentava em seu lado. 
-
 Kevin seu ogro, você tá comendo um sanduíche e pensando na pizza! – Disse e Jonas gargalhou. 
- Ei, pizza seria uma boa ideia... – Disse com a carinha fofa e
 Demi sorriu. 
- Tá, pizza pra você então!
 
- Ei, que folgado! Ele tá se aproveitando da sua boa vontade,
 Demi! – Kevin disse e tomou uma almofada na cabeça, entre risos. 
- Come teu sanduíche aí e cala a boca, dude! –
 Joe disse e Demi pulou de volta no sofá, deitando no colo de Jonas. 
- Hoje o docinho tá merecendo, né? – Ela sorriu e
 Justin fez cara de nojo, enquanto Danielle e Selena gargalhavam. 

O barulho da porta abrindo foi discreto, mas todos ouviram. No fundo, estavam disfarçando com risadas o pânico em que estavam. Miley entrou primeiro, e em seguida,Nick. A garota andou calmamente até o sofá, mas virou para trás e olhou sugestivamente para Nick, que fitou os próprios pés. Em seguida, começou a caminhar na mesma direção que ela, mas passando direto para as escadas. 

- Dude! – Joe disse alto, e Demetria sentiu que por um momento, seu coração havia parado de bater. Suas mãos gelaram na mesma hora. – A gente pode conversar agora? 
- Eu não tenho nada pra falar com você,
 Jonas. – Nick respondeu baixo e com firmeza, e virou as costas. 
- Eu vou até lá! –
 Demi levantou num pulo, e antes que alguém pudesse se manifestar, já estava subindo as escadas.
- Nick, preciso falar com você. 

Demi disse entrando no quarto e dando de cara com o irmão deitado de bruços na cama, com a cabeça enterrada em travesseiros. Ele murmurou alguma coisa ininteligível, fazendo-a rolar os olhos. 

- E eu não vou sair daqui enquanto isso não acontecer. 

Disse, firme, e sentou em uma cadeira. Nick levantou a cabeça e sentou na cama, tentando arrumar o cabelo bagunçado. Demi teve que reprimir um sorriso vitorioso que iria se espalhar em seu rosto. Pelo menos ele havia aceitado a conversa, o que já era meio caminho andado. 

- Fala. – Ele disse, encarando a cama. Demetria puxou a cadeira pra mais perto, ponderando as palavras. Sabia que se desse um sermão logo de cara, ele a expulsaria do quarto, e era um fato que Nicholas era mais forte que ela e a tiraria carregada se fosse preciso. 
- Por quê você fez aquilo? Digo, porque você bateu no
 Joe? – Ela cuspiu as palavras, sem saber exatamente por onde começar. O rosto de Nick levantou, já adquirindo sinais de raiva. 
- Como
 porque? Francamente, Demetria! – Nick se colocou de pé, quase em um salto – Você é minha irmã! Ele tava te agarrando, aquilo não faz sentido! 
- Desde quando você liga pra quem eu agarro ou deixo de agarrar? –
 Demi perguntou, impetuosa, mas permanecendo sentada. 
Nick gargalhou, sarcástico.
 
- Desde quando o IDIOTA do meu melhor amigo resolve ser o cara que você agarra... Ou que agarra você, foda-se! –
 Nick fez careta – Demetria, pelo amor de Deus, você ODEIA o Joe! 
- Eu não odeio o
 Joe. – Demi disse baixo, tentando manter a calma, coisa que considerava que seria impossível – Não era você quem sempre quis que nós nos déssemos melhor e... 
- ... Uma coisa é vocês se tratarem decentemente, outra é aquele merda com a mão na tua bunda! –
 Nick disse, ficando cada vez mais vermelho. Demi riu, também já ficando irritada. 
- Para de chamá-lo de merda, de idiota! Você não percebe que o único idiota aqui É VOCÊ? –
 Demi berrou, apontando o dedo para o irmão – Puta merda, Nick, você nunca foi assim! Eu tô feliz! O Joe me faz feliz, porque você tem que estragar isso? 

Os gritos da garota ecoaram por todo o corredor. Os outros tinham resolvido que ficariam no andar debaixo, mas Jones não pode deixar a curiosidade de lado, e subiu alguns degraus da escada. Sorriu ao ouvir o que Demi havia dito, mas o silêncio que seguiu a frase o deixou perturbado. 

Nick encarou a irmã, que tinha lágrimas nos olhos. Mas ele a conhecia como ninguém, sabia que aquelas eram lágrimas de raiva. A segurou pelos ombros. 

- Demi, eu amo você. Eu sou seu irmão mais velho, eu estou fazendo isso pra te proteger! – Disse, um pouco mais baixo. E Jones já não conseguia ouvir mais nada. 
- Pra me proteger do que,
 Nicholas? – Demi deixou uma lágrima escorrer, e ele respirou fundo. 
- Eu conheço o
 Joe tão bem quanto conheço você. Eu convivo com ele, mais do que eu convivo com você, inclusive! – Nick respirou fundo - Demetria, o Joe é um cara legal, mas porra, você sabe muito bem que ele nunca quer nada sério! Quantas garotas ele já comeu naquele colégio, hein? – Ele dizia sério, tentando conter o impulso de abraçar a irmã, que chorava – QUANTAS? 
- Eu não sei, que merda! –
 Demi soltou dos braços de Nick, enxugando as lágrimas com as costas da mão. 
- Eu já vi muitas meninas chorarem por ele. Já vi todas as desculpas que ele inventa pra se livrar delas, eu sei do que ele é capaz! Eu não quero que você sofra,
 Demi! – Nick disse, a abraçando, mas a garota mantinha os braços do lado do corpo, sem conseguir reagir. – Fala alguma coisa! – Pediu, aflito, vendo que a irmã não se movia e que o silêncio era cada vez mais assustador. 
Demi respirou fundo, e encarou
 Nick nos olhos. 
- Ele não vai fazer isso comigo. – Disse baixo, quase em um sussurro. Percebeu que
 Nick ia dizer alguma coisa, então continuou falando – E o único que está me machucando aqui, é você. 
Disse por fim e correu para fora do quarto, fazendo com que
 Lovato finalmente derrubasse a maldita lágrima pelo rosto. Demetria correu até o fim do corredor e bateu sua porta com força.

A sala entrou em silêncio profundo, nem as respirações eram ouvidas. Ninguém sabia o que havia se passado no outro andar, mas estavam apreensivos. Ao ouvir o baque da porta, Joe levantou rapidamente, sem nem pensar. 

- Dude, não é melhor que você... – Justin tentou dizer, mas Jonas o ignorou. 
- Já esperei tempo demais.
 

Subiu as escadas rapidamente e parou diante do quarto de Nick. A porta estava aberta, e ele não enxergou ninguém lá dentro. Rapidamente, correu a distância do corredor até o quarto de Demetria. Não bateu na porta, que estava destrancada. Demi tomou um susto e tentou limpar o rosto, que tinha marcas do rímel preto manchado. Pela primeira vez em sua vida, Joe desejou estar em dois lugares ao mesmo tempo. Queria consolar Demetria e sim, queria encher Nick de porrada. Mas engoliu essa segunda vontade, caminhando rápido até a cama da garota, e sem dizer nada, a tomando em um abraço apertado e silencioso. Afagou seus cabelos e começou a ouvir soluços da menina. 

- Eu não acredito nisso! – Joe segurou o rosto vermelho de Demi entre mãos, e sentiu a raiva subir. – O que diabos o Nick... Eu vou até lá, eu vou... – Jonas ameaçou levantar, mas Demi o puxou pelo braço. 
- Por favor, não... – Disse baixo, tentando fazer com que sua voz saísse normalmente – Só fica aqui comigo. Não me deixa sozinha, por favor... – Ela pediu e
 Joe sentiu que seu coração tinha sido quebrado. Era algo estranho, protetor. Demi deitou na cama e Joe fez o mesmo, a abraçando e mexendo em seus cabelos. 
- O que aconteceu? – Ele perguntou baixo, e
 Demi respirou fundo. 
- Eu não quero falar sobre isso, desculpe.
 
- Tudo bem. – Ele sorriu fraco, ficando em silêncio.
 
Aos poucos,
 Demetria sentia que melhorava gradativamente sua situação. Ainda doía, e muito, lembrar das coisas que o irmão tinha lhe dito, mas afastou o pensamento, porque Joe estava ali, e ela simplesmente se recusava a acreditar. 
- Ei... –
 Demi sussurrou, sentando na cama e esfregando os olhos. Joe fez o mesmo, mas não tinha sinal algum de sono. – Promete que você nunca vai me decepcionar? 
Joe sorriu, confuso, e aproximou sua boca da dela.
 
- Por que a pergunta?
 
- Só prometa.
 
- Eu nunca vou te decepcionar. Prometo.
 

Disse e sentiu-se aliviado quando viu um sorriso tímido no rosto de Demi. A segurou pela nuca, beijando-a calmamente, mas de uma forma estranha, seu corpo todo parecia ceder e seu coração tinha a sensação esquisita de que tinha aquecido. Preferiu não lutar contra isso, afinal sabia que era perda na certa. Deixou as preocupações de lado ao sentir os dedos frios da garota em sua nuca, o que provocava arrepios. Suspirou pesadamente quando Demi desfez o beijo, e abriu os olhos. 

- Obrigada. Por tudo, Joe. – Ela sorriu. 
Joe beijou sua testa carinhosamente, e a abraçou. Encarou o relógio na mesinha, que marcava duas horas da manhã.
 
-
 Demi, acho melhor eu ir... Já tá tarde! – Ele sorriu forçado, e Demetria sorriu verdadeiramente ao perceber esse detalhe. 
- Dorme aqui comigo? – Perguntou, manhosa, e
 Joe sentiu aquela sensação estranha de novo. Desistiria de entender. 
-
 Demi, o Nick vai... – Jonas ia dizendo, tentando parecer convencido de suas próprias palavras, mas ela o interrompeu. 
- Eu só quero acordar abraçada a você. Só isso.
 

Disse, sincera. Era tudo o que realmente precisava, o perfume de Joe, seus braços largos e o calor de seu corpo perto do seu. Não estava realmente pensando em nada além disso, só queria sentir-se segura. Queria que seus olhos fossem a primeira coisa que visse ao acordar, depois daquela confusão toda. Chacoalhou a cabeça, deixando de lado os pensamentos progressivamente idiotas e melosos, e encarou Jonas, que sorria. 

- Só porque você implorou... – Ele disse fazendo bico, e a menina gargalhou. 
- Implorei? – Ela riu – Vaza da minha cama,
 Jonas! 
- Ah, é assim? – Ele disse segurando o riso – Eu vou mesmo!
 
Joe levantou, e a garota desatou a rir, o puxando de volta.
 
- Volta aqui!
 
- Pede com jeitinho... – Ele disse malicioso, e os dois riram alto.
 
- Você vai me deixar aqui sozinha e indefesa? –
 Demi disse, fazendo biquinho, e Joe pulou de volta na cama, a abraçando e rindo. – Há, eu sou uma conquistadora nata! 
Disse, brincando, e
 Joe gargalhou. 
- Fica quietinha, vai... – Murmurou, e os dois riram, jogando o edredon por cima de suas cabeças.
Era praticamente uma da tarde quando Joe e Demetria acordaram. Não voluntariamente, já que Danielle e Selena tacaram dezenas de almofadas nos dois, gargalhando feito loucas. Jonas foi para seu quarto, tomar um banho e mudar de roupa, e Demi fez o mesmo, enquanto as garotas tagarelavam em sua cama. 
- Pega uma blusinha pra mim? –
 Demi pediu e Dani tacou uma regata preta em sua direção. Ela sorriu, colocando-a. – E o Nick? 
Perguntou, sentindo um nó na garganta.
 selly deu de ombros. 

- Não sei. Bom, ele não estava lá embaixo quando acordamos, e ninguém sabia de nada. 
Demetria ia perguntar mais alguma coisa, mas resolveu não fazê-lo. Pegou as amigas pelas mãos e desceu as escadas, vendo
 Justin com cara de pânico. Então viu queJoe e Nick estavam frente a frente, no meio da sala, a uma distância mínima. Miley, Kevin e Justin estavam mais adiante, observando apreensivos. Rapidamente, Demi correu e puxou as amigas com ela. 
- Vocês não estão brigando, não é? – Perguntou, sua voz estava falhando e odiava quando isso acontecia.
 Dani apertou sua mão com um pouco mais de força, tentando frear a amiga que ia se meter entre os dois. 
-
 Demi. – Joe olhou para o lado, sorrindo fraco – A gente só está conversando. 
- No meio da sala com essas caras de assassinos? –
 Selena se intrometeu – Gente, se vocês se socarem eu vou chamar a polícia, juro! 

Nick rolou os olhos. 

- Eu não vou socar ninguém. – Respondeu baixo, e logo os outros três estavam perto das garotas. 
- Vocês podem ir, eu garanto que não vai acontecer nada e... -
 Joe tentava dizer, mas fora rapidamente interrompido. 
- Não preciso que ninguém vá embora. A conversa aqui é rápida,
 Jonas. 
Joe levantou as mãos ao lado da cabeça, como quem se rendia.
 
- Eu não acredito no que você fez, dude! –
 Nick chacoalhou a cabeça – Eu nunca esperei isso logo de você! 
- O que eu fiz,
 Nick? Eu não fiz nada de errado! – Joe dizia, aparentemente calmo – Eu não planejei isso, simplesmente aconteceu! E eu não estou nenhum pouco arrependido. 

Demi tentou sorrir, mas o misto de sensações que tomava conta dela não permitiu. Achava que teria um colapso, seria eternamente grata pela mão de Danielle e pelo abraço de Kevin, que era a única coisa que a mantinha em pé. Sua mente desviou por alguns segundos, e quando voltou ao foco, Nick já gritava. 

- Caralho, com tantas meninas nessa merda de lugar e você tinha que escolher justo a minha irmã? – Ele gritou, visivelmente transtornado, e então respirou fundo, deixando transparecer toda a decepção em seu olhar. – Você era meu melhor amigo. 
Joe sentira os olhos arderem, não queria acreditar que aquilo estava acontecendo. Encarou
 Lovato nos olhos, respirando fundo. 
- Como assim eu ERA seu melhor amigo?
 
- Isso mesmo que você ouviu! Depois de tudo o que você fez... – Dessa vez
 Joe interrompera Nick, agora já perdendo o controle. 
- Eu não fiz metade do que eu devia ter feito com você,
 Lovato! Talvez se eu tivesse revidado seu soco, você não estaria falando tanta merda agora! – Joe gritou, eNick o encarou, incrédulo. 
- Você acha que eu GOSTEI de bater em você? Porra, dude! Quem você pensa que eu sou? –
 Nick gritou – Eu te conheço, Joe! Você pode estar curtindo agora, mas vai passar outra gostosa e você vai esquecer da Demetria! E aí, você acha que EU tenho que deixar isso acontecer? 
- Você tá maluco, dude! –
 Joe também gritava – Eu não sou esse putão que você tá dizendo! 
Nick gargalhou.
 
- Quantas vezes eu te ajudei a fugir de meninas no teu pé? Quantas vezes eu vi você pegar quatro na mesma noite? –
 Nick parou, chacoalhando a cabeça – E não era com qualquer garota! Até tua ex, que todo mundo achava que você gostava, você traiu! 
- PUTA QUE PARIU, a
 Demetria não é qualquer uma! – Joe berrou, interrompendo – Sabe qual é a diferença? A diferença é que eu gosto da tua irmã! De verdade, e até demais! Você acha que eu me senti bem quando descobri isso? Quando eu percebi que era ela quem eu queria? – Joe disparou a falar, deixando Nick completamente pasmo – Eu posso realmente ter feito Londres inteira sofrer, e eu admito isso! Mas eu nunca faria isso com ela, Nick! E se um dia eu fizer, vou ser eu quem vai pedir pra você me bater, porque eu vou ter perdido a única que eu realmente quis! E com ou sem sua aprovação, eu não vou... 

Joe parou de falar, percebendo o silêncio absurdo que a sala estava. Olhou para o lado, e viu Demetria dois passos adiante dos demais, com um sorriso quase infantil no rosto. 

- Você não vai...? 

Ela o incentivou, e Joe aproximou-se, com as mãos nos bolsos. Não sabia como aquilo tinha simplesmente escapado de sua mente. Tinha esquecido totalmente que tinham seis pessoas além dele e Nick na sala. Mas já era tarde para ficar com vergonha. Sorriu, a encarando. 

- Eu não vou deixar você. – Ele disse baixo, e a garota sorriu, pulando e o abraçando. 
- Isso foi perfeito! – Ela disse baixo, mas todos da sala ainda podiam ouvir – Você derreteu meu coração,
 docinho. – Demi disse rindo e olhando nos olhos de Joe, que sorria idiotamente, aproximando a boca da dela. 
- EI! –
 Nick berrou – O que vocês pensam que estão fazendo? – Disse, sério. – Eu ainda não terminei a conversa aqui! 
-
 Nicholas, cala a boca! – Demi dizia, fechando os punhos, e ele arqueou uma sobrancelha. 
- Os
 Lovatos são violentos, huh? – Ela apontou para as mãos de Demi, e Selena prendeu o riso – Dois minutos. 
- Argh! –
 Demi deu um passo pra trás, murmurando algo que ninguém entendeu. 
- Você pode ter “derretido” o coração dela... –
 Nick disse fazendo aspas – Mas eu tô de olho em você! – Disse, dando uma piscadinha, e o queixo de Jonas caiu. – Eu fui um idiota, dude. Cuida bem da minha irmã. 
- QUE? –
 Demi interrompeu, incrédula. 
- Acho que esse cara gosta de você, baixinha. –
 Nick disse sorrindo – E se vocês estão felizes... Quem sou eu para dizer não? 
- Meu irmão idiota e ciumento? –
 Demi fez bico e Nick riu. 
- Me desculpa,
 Joe. – Nick falou baixo, olhando para os pés. Jonas sorriu. 
- Você tá falando sério, dude?
 
- Nunca falei tão sério em toda minha vida.
 

Jonas ficou em silêncio, em seguida abriu um sorriso maior que o próprio rosto. 

- Aaaaah, dá aqui um abraço, Nickzinho! – Joe o puxou com a voz afetada e os dois gargalharam, assim como Demi. – Obrigado, dude. Você não vai se arrepender! 
Joe piscou e puxou
 Demi pela mão, encostando os lábios nos dela. 
- Eca! Não! Não! –
 Nick interrompeu de novo – Demais pra minha visão! Uma coisa de cada vez, argh! 

Ele disse engraçadamente e todos gargalharam, derrubando-o no sofá sob um montinho sufocante. Demi encarou Joe, que ria sem fôlego, e sorriu largamente, sentindo que talvez ele fosse muito mais do que ela pensava. Tudo aquilo era inesperado, mas aquele era o sorriso, o olhar, o garoto que tinha realmente conseguido mexer com ela. Como nenhum outro jamais conseguiria.

-----------------------------------------------------------------------------

Oie brigadeirinhos da Juh !!! kkkk Como vão ?? espero que bem =)

Gostaram do capitulo ?? \o/ eu amo esse cap. lindo não ? kkk 

Bom guys , como eu disse , tinha 4 vagas para afiliações , AGORA tem apenas uma ( A princípio) ... as pessoas que já pediram tem uma semana para me por na lista de afiliados ... a partir de hoje ^^ assim que me botarem eu boto tbm =)) É só me avisar aqui =) e resta mais uma vaga ... quem quiser é só deixar o nome do blog e o link =)) 


Me voy !! kkk (lembrei de RBD) , enfim , bjsssssss meus amores XD



♥ 6 comentários para o próximo ♥



   

7 comentários:

  1. kkkkkkkm Tipo eu pensei que o Joe ia bater no Nick mais fiquei boquiaberta quando... Quando o Nick bateu no Joe.. Mais gostei que ele aprovou! Um irmão mto ciumento kkkkk!

    Posta logoooooooooooo!

    ResponderExcluir
  2. ai, ainda bem q o nick aprovou jemi! hahahah perfeito esse cap!
    posta logo, xx

    ResponderExcluir
  3. juh tambem amei o capitulo! eu fiquei loka quando o nick deu aquele soco no rosto e na barriga do gatinho [ou melhor, gatão] do joe! me deu uma vontade de entrar na fic, e eu mesma arrebentar a cara do nicholas, mas depois [ja no final do capitulo] quando o nick pediu desculpas a minha raiva sumiu. ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh os hambúrgueres kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! amei, amei, amei!
    esse povo sao umas comedia. ''me paga uma coca?'' me acabei de rir com isso.
    ahn? nick pagando coca pra mi ta me parecendo mais um casalsinho.
    gente, muito fofa aquela ''conversinha'' da demi com o nick. e muito engraçado a demi e o joe na cama no quarto da dem's.
    esse capitulo foi fodasticamente foda [han?].
    perfect MINHA diva.
    beijossssssssssssssssssss e posta logo

    ResponderExcluir
  4. Que capitulo perfeito !!!!! Eu amei o Nick ciumento e cuidadoso com a Demi ! Foi lindooo! Posta logo, por favor !!! Bjs...

    ResponderExcluir
  5. Eu amei esse capitulo o Nick e lindo e Joe tb !!! Posta logo !!!

    ResponderExcluir
  6. MORTA FEAT ENTERRADA.. O QUE FOI A DECLARAÇÃO DO JOE? UAHSDUSHDSUADHSAUDSAD AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI! alias amo sempre, juh não brinca em serviço aushduashduasdhsa

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!