23/11/2012

Addicted - Capítulo 37






Capítulo 37

(
n/a: vão botando pra carregar, a musica é importante! Leave Out All The Rest – Linkin Park) 

'Joe, você ainda tá vestido assim?'
Falei já um pouco irritada. Já devia ser a quarta vez que eu entrava na sala e via Joe de boxer jogado no sofá. 
A festa em comemoração às Bodas de Prata dos pais de
 Miley seria em menos de uma hora. Eu já estava praticamente pronta, assim como Logan, só faltava Joe resolver se mexer do sofá, e confesso que eu já estava quase tirando ele dali a vassouradas.
'Demi, a festa é só daqui a uma hora!' Ele falou sem se mexer e eu bufei.
'Joe, eu já disse que a
 Mi pediu pra chegar um pouco antes. Vai, por favor, toma banho e vai se arrumar.' Pedi fazendo cara de criança e juntando minhas mãos.
'Odeio quando você faz essa cara, sempre funciona!' Ele se levantou balançando a cabeça e me fazendo rir. 'Também odeio quando você fala parecendo a minha mãe!'Joe passou os braços por minha cintura e eu espalmei minhas mãos em seu peito nu.
'A diferença é que nem a sua mãe teria tanta paciência.' Falei sorrindo e ele negou balançando a cabeça.
'A diferença é que eu não durmo com a minha mãe!' Ele me deu um selinho rápido e correu pro quarto.
'Idiota!' Falei alto e o ouvi dar risada já dentro do quarto.
 

'Já disse que você tá linda?'
 Joe comentou pela milésima ou bilionésima vez, e eu já estava quase procurando um buraco pra me esconder.
'Já,
 Joe. Quer parar de me deixar sem graça?' Falei dando um soquinho em seu braço e ele riu. Estávamos na entrada da casa dos pais de Miley, Kat estava com Logan no colo mais atrás, ele certamente dormiria no meio da festa então achei melhor leva-la para que ele não ficasse sozinho num quarto.
'Amiiiga!'
 Miley me abraçou já bem alegrinha.
'Miley, você já tá bêbada? A festa nem começou ainda!' Falei rindo enquanto ela abraçava
 Joe.
'Tô bêbada nada, lesada! Só estou... feliz!' Ela bebeu um gole do champanhe e eu olhei pra
 Joe que segurava o riso. 'Vem, vamos entrar. Essa festa hoje promete!' Ela me puxou pela mão e eu puxei Joe comigo.
'Cadê o
 Nick?' Perguntei olhando em volta.
'Ali, conversando com meu pai!' Ela apontou para os dois que conversavam animadamente.
'Uh, conversa de sogro e genro.'
 Joe falou com uma cara assustada e nós rimos.
'Você não precisa se preocupar com isso,
 Jonas.' Miley riu. 'O seu tá loooonge.' Ela abriu os braços e eu tive certeza de que ela já estava bêbada.
'Cala boca,
 Miley.' Falei dando um tapinha em seu braço.
Senti a barra do meu vestido ser puxada e olhei pra baixo encontrando
 Logan me olhando com um bico enorme.
'Diga, meu amor!' Falei me abaixando um pouco.
'To com fome.' Ele cruzou os bracinhos emburrado e eu sorri. Céus, meu filho é um faminto.
'O que você quer comer?' Perguntei e ele levantou os ombros. 'Mi, o que tem aí pra eu poder dar pra ele comer?' Perguntei a olhando e ela pensou por alguns segundos.
'Hm... eu sei que o prato principal de hoje a noite é penne, ele gosta?'
 
'Esse aqui é igual ao pai, amiga, o que derem ele come.'
 
'Hey, eu ouvi isso!'
 Joe falou se virando pra nós depois de pegar um copo de champanhe com o garçom. 'Deixa que eu levo ele lá.' Ele me entregou o copo, me deu um selinho e depois pegou Logan no colo o levando até a cozinha.

'Então, como andam as coisas entre vocês?'
 Miley perguntou quando sentamos no sofá.
'Tudo bem, por quê?' A olhei sem entender e ela deu de ombros.
'Hm... bem em todos os sentidos?' Ela respondeu com outra pergunta.
'Quer ser mais direta,
 Miley? Pergunta logo o que você quer saber!' Miley sempre fica fazendo rodeios, ao invés de perguntar logo.
'Vocês já transaram?' Ela falou baixo e eu ri levemente. É, ela estava bêbada.
'Nop.' Falei simplesmente olhando algumas pessoas que tinham acabado de chegar e a mãe de
 Miley os cumprimentavam.
'Você não tá preparada ainda?' A olhei e balancei a cabeça.
'Não é isso. É só que... ainda não surgiu a oportunidade certa.' Dei de ombros vendo a mãe de
 Mi fazer um sinal para que ela fosse até lá.
'Então aproveite essa festa, aqui tudo pode acontece-er!' Ela cantarolou e se levantou me deixando sozinha no sofá. Ri comigo mesma sem acreditar nas coisas que ela podia dizer quando bebia.

Fiquei algum tempo no sofá olhando as pessoas que chegavam enquanto eu tomava o champanhe. Senti o sofá ao meu lado afundar e quando olhei para o lado me deparei com um par de olhos verdes me encarando.
'Hey!' O moreno falou simpático e eu sorri desviando meu olhar. Céus, os olhos dele eram totalmente hipnotizantes. Observei as pessoas que enchiam a casa enquanto sentia o par de olhos verdes ainda me encarando. Ótimo, era tudo que eu precisava!
'Erm... você é a
 Demi?' Ele falou interrompendo meus pensamentos e eu o olhei tentando reconhecer seu rosto de algum lugar.
'Sou.' Falei em duvida e o olhei durante mais alguns instantes. 'Desculpa, eu não lembro de você.' Acabei falando e ele sorriu.
'Eu sou o Jason, o primo da
 Mi! Faz tanto tempo que a gente não se vê.' Ele falou meio sem graça e eu abri um pouco a boca tentando falar alguma coisa.
Ok, até onde eu me lembrava Jason era o primo magrelo chato da
 Mi que ficava nos importunando quando éramos um pouco mais novas. O pai dele acabou sendo transferido pra Nova York e ele foi junto, para minha felicidade e de Miley.
'Tá falando sério?' Falei ainda sem acreditar e ele soltou uma gargalhada.
'Eu mesmo, acho que mudei um pouco.' Ele ficou um pouco sem graça. Um pouco? Amigo, você ficou extremamente gostoso!
 
'Jason, você mudou muito!' Falei sorrindo. 'Você voltou de Nova York?' Perguntei ficando mais a vontade e engatamos uma conversa sobre o novo emprego dele e como ele havia sido transferido novamente para a Inglaterra.

Realmente ele tinha mudado bastante, de chato (e magrelo) ele não tinha mais nada, muito pelo contrário, agora ele era super simpático e inteligente. Conversamos e rimos durante mais de meia hora, ficávamos lembrando das coisas que fazíamos quando éramos mais novos, ele vivia grudado em
 Miley, apenas para nos encher o saco. Coisas de meninos.
'Na verdade naquela época eu era meio apaixonadinho por você, por isso que eu te enchia tanto o saco.' Ele confessou corando um pouco e eu procurei um buraco para enfiar minha cabeça.
'Jason, você devia tratar melhor as garotas por quem você se apaixona!' Falei sorrindo totalmente sem graça.
'É, já aprendi a lição!' Ele riu.
Vi
 Miley se aproximar de nós sorrindo com mais um copo de champanhe na mão.
'Erm.. Jason, posso roubar a
 Demi rapidinho?' Ela falou sorrindo e ele assentiu.

'Que foi?' Perguntei sem entender quando ela me puxou pro outro canto da sala.
'O Jason ficou gostoso né?' Ela soltou uma risadinha olhando o primo ainda sentado no sofá.
'Miley, você me chamou aqui pra isso?' Perguntei um pouco indignada. Qual é, meu papo com o Jason tava legal.
'Ah, não, não!' Ela balançou a cabeça como se espantasse os pensamentos impuros com o proprio primo. Pobre
 Nick! 'Demi, pelo amor de Deus, eu não aguento mais olhar a cara fechada do Joe e ele perguntar de cinco em cinco minutos "quem aquele cara pensa que é pra fazer a minha garota sorrir daquele jeito?" ou então "Mi, eu vou quebrar a cara do seu primo, blábláblá"" Ela imitou a voz do Joe me fazendo rir.
'Ai céus, não acredito que o
 Joe tá com ciúmes.' Falei balançando a cabeça.
'É que, sabe... eu meio que deixei escapar que o Jason era apaixonadinho por você.' Ela fez uma cara culpada.
'Você o quê?' Tive que manter minha voz controlada. 'E espera aí, você sabia que ele era apaixonado por mim?'
 
'Ah, uma noite a gente ficou um pouco bêbado e eu o fiz confessar, mas jurei que não te contaria.'
 Miley olhou pro chão evitando meu olhar e eu bufei.
'Juro que um dia eu te mato,
 Miley. Só não faço isso agora porque eu acabei de ver a cara fechada do Joe e ele tá muito perto do Jason. Epa!' Falei puxando Miley e atravessei a sala rápido passando por Joe e o puxando pela mão para longe do Jason.
'Vamos dançar!' Falei animada entrelaçando meus braços em seu pescoço e ele me olhou irritado.
'Antes eu preciso acertar umas coisinhas com aquele...' O interrompi.
'Não precisa acertar nada com ninguém,
 Joe. Eu to aqui, não to?!' Perguntei e ele continuou olhando feio pra Jason. 'Olha pra mim!' Falei o puxando pelo queixo fazendo com que nossos olhares se encontrassem. 'Eu tô aqui com você agora, ok? Deixa o Jason pra lá.' Falei aproximando meu corpo do dele e lhe dei um selinho demorado ouvindo ele soltar uma exclamação indignada.
'Isso é golpe baixo.' Ele falou emburrado me fazendo rir. 'Só porque eu ia acabar com ele.'
 Joe cruzou os braços em volta da minha cintura me abraçando apertado.
'Deixa de ser bobo,
 Joe. A gente só tava jogando conversa fora.' Falei sorrindo.
'Você é muito inocente,
 Demi. Eu vi os olhares que ele dava pra você e sei bem no que ele tava pensando, no mínimo ele devia tá imaginando você sem roupa!' Dei um tapinha em seu braço e ele riu. 'É sério.' Ele olhou novamente pra Jason que estava conversando com uma garota qualquer e eu novamente o puxei pelo queixo para que ele me olhasse.
'Encerrou o assunto.' Falei dando um ponto final naquela conversa e ele ficou calado.

Ficamos dançando alguns poucos minutos, e depois fomos pro lado de fora da casa onde os outros meninos estavam.
 Miley estava sentada no colo de Nick com mais um copo cheio de champanhe na mão, Kevin, Ash, Brian e Kirsten estavam sentados em uma das várias mesas que tinham por ali. Olhei em volta percebendo que ainda nem tinha reparado na decoração que estava realmente bonita. As toalhas de mesa eram todas em pérola com detalhes dourados, lírios bancos estavam espalhados pela casa e até a iluminação dentro e fora da casa era perfeita.
Depois de cumprimentar todo mundo, sentei na cadeira ao lado de
 Joe e olhei em volta procurando por Logan.
'A Kat tá com ele.'
 Joe falou como se lesse meus pensamentos. 'Parece que tem outras crianças na festa e eles estão brincando.' Eu sorri balançando a cabeça e ele pegou minha mão entrelaçando nossos dedos.

A risada escandalosa de
 Miley chamou a atenção de pelo menos metade de festa. A olhei ainda sentada no colo de Nick que segurava o riso balançando a cabeça, ela tinha dito alguma besteira, fato.
'Ah, vocês precisam ouvir isso! Essa cantada é infalível!' Ela ria mais do que falava.
'Amor, você devia parar de beber.'
 Nick riu tentando tirar o champanhe da mão de Miley, mas ela afastou a mão em que segurava o copo.
'Preciso nada,
 Nick. Deixa eu contar, é engraçado!' Ela riu novamente se virando de frente pra mesa enquanto nós quatro esperávamos ela falar. 
'Lá vem besteira.'
 Brian comentou rindo e Miley mostrou o dedo do meio pra ele.
'Essa cantada é impossível de resistir.' Ela fez pose séria para falar a cantada.
 "Oi gatinho, vamos ali pro canto porque eu peidei aqui!"'Se eu disser que Miley se matou de rir ainda seria pouco. Se Nick não a tivesse segurado ela provavelmente rolaria no chão com as pernas para o ar.
'Cara, não acredito que eu ouvi isso.'
 Kevin riu, aliás, todos rimos de tão idiota que era.
'Nick, tira esse copo da mão dela!' Falei controlando o riso.
'Amor, é sério, me dá esse copo.'
 Nick falou um pouco mais sério pegando o copo da mão de Miley.
'Ai que saco,
 Nick. Você não quer nem deixar eu me divertir. Me deixa em paz!' Ela se levantou emburrada e entrou na casa nos deixando com cara de nada.
Eu ia me levantar pra ir atrás dela, mas
 Nick levantou a mão me impedindo.
'Deixa,
 Demi, eu vou lá.' Ele sorriu fraco e seguiu o mesmo caminho que Miley tinha feito segundos antes.

'To preocupada com a
 Mi.' Falei depois de um tempo enquanto brincava com os dedos da mão de Joe. Continuávamos sentados na mesa do lado de fora da casa, mas agora estávamos sozinhos. Kevin e Ash estavam dançando ali perto e Brian e Kristen tinham sumido a um tempo.
'Aposto que ela e o
 Nick já estão num quarto se divertindo, enquanto você perde seu tempo se preocupando com ela.' Ele falou divertido me fazendo rir. Talvez ele tivesse razão.
Encostei minha cabeça em seu ombro e ele passou um braço por minha cintura. Fiquei observando como
 Kevin e Ash eram fofos juntos, eles dançavam conversando baixinho e sorrindo o tempo todo, eles formavam um casal realmente lindo.
'It's amazing how you can speak right to my heart…' Comecei a cantar acompanhando a musica que tocava. 'Without saying a word, you can light up the dark.' 
'Quer dançar?' Joe perguntou me olhando e eu sorri.
'Quero!' Falei animada e ele se levantou me puxando pela mão para um lugar próximo onde
 Kevin e Ash estavam. 'Eu aaaamo essa música.' Falei passando meus braços por pescoço e ele sorriu me abraçando. ( When You Say Nothing At All- Ronan Keating)

"
All day long I can hear people talking out loud
(
 Durante o dia consigo ouvir pessoas conversando alto )
But when you hold me near, you drown out the crowd
(
 Mas quando você me traz para perto você destrói a multidão )
Try as they may they could never define
(
 Tentem como quiser, eles nunca vão conseguir definir )
What's been said between your heart and mine 
(
 O que foi dito entre o seu coração e o meu )"

Nos movimentávamos calmamente junto com vários outros casais que estavam por ali. Sorri pra Ash que retribuiu com uma piscada de olho. A respiração de
 Joe batia calmamente em meu ouvido enquanto ele me abraçava apertado. Quando o refrão da musica começou ele cantou baixo.

"
 The smile on your face lets me know that you need me
(
 O sorriso no seu rosto me deixa saber que você precisa de mim )
There's a truth in your eyes saying you'll never leave me
(
 Existe uma verdade nos teus olhos dizendo que você nunca vai me deixar )
The touch of your hand says you'll catch me wherever I fall
(
 O toque da sua mão me diz que você vai me segurar onde quer que eu caia )
ou say it best, when you say nothing at all
(
 Você diz isso melhor, quando não diz nada )" 


'Vamos sentar?'
 Joe falou fazendo careta, já tínhamos dançado umas seis musicas e meus pés já estavam mesmo começando a doer.
Fomos em direção a mesa em que estávamos sentados antes, mas quando chegamos perto vimos
 Brian e Kristen se pegando. Olhei pra Joe que também olhou pra mim e rimos. Ele apontou um lugar mais afastado no jardim onde tinham alguns puffs também na cor pérola, assim como o resto da decoração. Os puffs ficavam de frente para um pequeno rio que atravessava os fundos de todas as casas e separavam o condomínio. Na outra margem podiam-se ver as outras casas que eram tão bonitas quanto à dos pais de Miley.

Sentei tirando as sandálias e passei minhas pernas por cima das de
 Joe. Ele sorriu me puxando mais pra perto e passou um braço por detrás da minha cabeça, fazendo com que eu deitasse em seu ombro. Sorri sentindo o perfume que exalava do pescoço dele.
'Duas semanas sem te ver.' Ele falou vagamente.
'Duas semanas sem te ver.' Repeti fazendo desenhos abstratos no peito dele.
No dia seguinte a festa ele e os garotos já iriam para Dublin. Os quatro estavam completamente empolgados com o fato de a gravadora ter os chamado para que eles tocassem ao vivo, segundo James, eles tinham boas chances de serem contratados.
'Promete que passa rápido?' Perguntei baixinho.
'Prometo.' Ele respondeu no mesmo tom e tocou levemente em meu queixo me fazendo encarar seus olhos. 'Eu queria que você fosse comigo.'
 Joe falou acariciando meu rosto e eu sorri fraco tentando disfarçar a vontade imensa que eu estava de chorar, nem era tanto pelo fato de ficarmos afastados durante duas semanas, era pelo simples fato de que eu não podia ir por causa do estágio. A faculdade eu sabia que podia faltar e no máximo perderia duas provas que eu poderia fazer depois, mas o estágio, se eu faltasse um único dia já ficaria na corda bamba.
'Desculpa.' Falei sincera e encostei meus lábios nos dele imaginando como aquilo faria falta pelos próximos dias. Escorreguei minha mão para sua nuca enquanto sentia sua língua passar calmamente por meus lábios me fazendo abri-los para sentir aquele velho formigamento percorrer meu corpo.
Apertei com força o cabelo de
 Joe que estava entre meus dedos e ele mordeu levemente meu lábio inferior. Sua mão desceu de minha cintura até a parte descoberta de minha coxa e ele a acariciou com o polegar. Eu estava descontando toda a minha frustração naquele beijo e só percebi isso quando Joe mordeu novamente meu lábio com um pouco mais de força e depois voltou a me beijar mais calmamente. Minha mão que estava apertando seu cabelo chegou a doer por causa da força que eu fazia, a relaxei e deixei que ela deslizasse levemente para a nuca dele. Joe partiu o beijo ofegante e com a boca levemente rosada por causa do meu batom. Nunca tinha acreditado mesmo nessa história de que ele dura vinte e quatro horas. Ele encostou a testa na minha e quando abri meus olhos encontrei os seus me encarando. (n/a: botem a musica do Linkin Park pra tocar!)

Me sentei direito e calcei minhas sandálias rapidamente, levantei e estendi a mão pra
 Joe que sorriu se levantando também. Caminhamos de volta pra casa sem dizer nenhuma palavra, eu o guiei todo o caminho até um quarto no andar de cima da casa, sabia exatamente o que queria naquele momento.

Quando entramos no quarto seus braços rapidamente se fecharam em minha cintura enquanto sua boca procurava pela minha. Ele trancou a porta do quarto enquanto eu tirava o terno que ele vestia. Suas mãos foram até o zíper do vestido tomara que caia que eu vestia e em menos de dez segundos ele já estava caído aos meus pés. Minhas mãos estavam tão inquietas que eu demorei abrindo os dois primeiros botões da camisa de
 Joe, ele riu contra minha boca e desabotoou os que faltavam. Espalmei minhas mãos em seu peito passando levemente a unha enquanto tirava sua camisa, e quando ela caiu em seus ombros ele mesmo terminou de tirá-la. 
Eu me arrepiava por cada lugar que as mãos de
 Joe passavam, era como se elas eletrificassem cada parte do meu corpo. Ele tirou agilmente os sapatos e as meias e me levantou um pouco para me botar ajoelhada na cama ainda me abraçando pela cintura. Desci minhas mãos até o cinto que segurava sua calça folgada e quando eu o folguei elas caíram me fazendo rir. 
Me afastei um pouco dele chegando no meio da cama e o puxei pela mão fazendo com que ele ficasse em minha frente também de joelhos. Ele passou a mão por minha bochecha encarando meus olhos e eu sorri sentindo meu peito chegar a doer de tão rápido que meu coração batia.
 Joe passou o nariz no meu antes de voltar a colar nossos lábios.

Minhas mãos estavam espalmadas em seu peito nu enquanto as suas percorriam minhas costas e cintura. Ele abriu rapidamente o fecho do meu sutiã e eu agradeci mentalmente por ele ter pegado a prática, minhas mãos continuavam tremendo e nem eu sei se conseguiria fazer aquilo. Com uma mão em minhas costas e a outra apoiada na cama ele me deitou lentamente enquanto olhava em meus olhos fazendo com que eu sentisse calafrios percorrerem minha espinha. Quando
 Joe se deitou por cima de mim ele voltou a me beijar enquanto sua mão foi até a barra da minha calcinha e eu ofeguei em meio ao beijo. Ele sempre me fazia ofegar.
Ele partiu o beijo me dando uma leve mordida no lábio e depois beijou lentamente minha bochecha, meu queixo, meu pescoço, meu seio, minha barriga, em baixo do meu umbigo e parou me olhando. Fiquei o encarando incapaz de dizer qualquer coisa, ele puxou um pouco a barra da minha calcinha e eu sorri o encorajando.

Joe observou meu corpo nu me fazendo ficar completamente sem graça e depois beijou exatamente os mesmos lugares, até chegar novamente em minha boca. Quando eu comecei a descer sua boxer ele mesmo terminou de tirá-la.
 
Sua mão apertou delicadamente minha cintura e ele encaixou nossos corpos me fazendo suspirar levemente enquanto eu sentia os choques e calafrios ficarem ainda mais fortes.
 


-------------------------------------------------------------------------------------------------


vitoria oliveira *-* meu email é " juliana-9506@hotmail.com "


Meus amoresssss !!! Votem no meu blog !!!! votem bastante !!!!!!  

VOTEM ... Qual é o blog do ano ?


 Happy Birthday MILEY CYRUS !!!!!!!! OMG ... 20 aninhos =))) linda, muito DIVA.



bjssssssssss até mais tarde minhas lindas =))

♥ 5 comentários para o próximo ♥


11 comentários:

  1. oooo linda,que capitulo mais perfeitoooo,essa miley e loucaaa[so vou chama-la de louca hoje,porque e o aniversario dela kkk],ta perfeitooo demais,jemi casal mais lindo do mundo <3 <3. estou até quase sem palavras pro capitulo, então postaaa logo viu linda, bjs e abraços !
    #apaixoneipeloseublog !!!!!!!!!!!!!!



    ResponderExcluir
  2. Ja votei ;)
    Amei como sempre *-*
    Está muito lindooooooo
    Amei o Joe com ciúmes da Demi rs'
    Enfim, fico feliz que esteja ganhando na votaçao ;)
    Quero mais capitulos rs'
    Bjks
    Posta Logo more

    ResponderExcluir
  3. lindooooooooooo o capitulo , posta logo

    ResponderExcluir
  4. nosssssaa tah perfeito esse capitulo amore , posta rapido , to louca pra ler o proximo
    bjus

    ResponderExcluir
  5. ui, ta lindo. a miley bebada é uma comedia [kkkk]. joe como sempre,bem taradinho [kkk].
    é bom vc ficar de olho porque daqui pra de noite eu te envio um email. se eu por caso nao responder o email ou nao comentar aqui no blog e porque estarei sem net.
    beijos e posta logo!

    by: vitoria oliveira

    ResponderExcluir
  6. juh, se o email nao chegar fala aqui no blog que eu mando de novo e se chegar responda -se puder,logico-

    by: vitoria oliveira

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. ooi,falei do seu blog no meu k! leia fale o que acha e por favor divulgue .Amo seu blog....bjs.. aki o link : http://www.jemi4everagain.blogspot.com.br/2012/11/post-1.html

    ResponderExcluir
  9. oooooooooooooooooooi!
    Desculpa não ter comentado os outros post Juh!
    Eu só entrei direito e tive tempo de ler todinhos agora!
    FINALMENTE A DEMI SE ENTREGOU!! AEEEEEEEEEEE FAEUOFEAPFAK
    LINDOS *-*
    Ain gente, perfeição esses capítulos, mesmo!
    Beijos Juh Juh!
    Posta o proximo por favorzinho :3

    ResponderExcluir
  10. EU TBM NÃO COMENTEI NOS OUTROS POR QUE TAVA REFORMANDO MEU BLOGGER E TALS... SORRY ;(

    EU NEM ACREDITO QUE ACONTECEU... E BEM QUE A MILEY FALOU QUE IA ACONTECER KKKKKKKKKKKK
    FOI SUPER PERFEITO... AMEI, AMEI ,AMEI *----*

    ATÉ O PROXIMO JUH :3

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!