01/07/2012

Capitulo 8 (Último capitulo da Maratona)








Apesar de eu ter morado em Washington D.C. a vida toda (a não ser por aquele ano
que a minha família passou em Marrocos), nunca tinha visto o presidente dos
Estados Unidos em pessoa (e quatro deles tinham passado por lá durante o
decorrer da minha vida).

Ah, eu tinha visto quando ele passava em alguma comitiva de carros, e claro que
também o vi na TV. Mas, tirando o dia anterior, na Capitol Cookies, eu nunca tinha
visto o presidente de perto.
Então, quando eu o vi parado ali no meu quarto de hospital com a minha mãe e o meu
pai e a Dallas e a Meison e a Helena e os agentes do Serviço Secreto e todas as
flores e os balões e tudo o mais...
Bom, foi bem estranho.

Além disso, estava parada ali do lado dele a mulher, a primeira-dama. Eu também
nunca tinha visto a primeira-dama em pessoa. Já tinha visto na TV e na capa da
revista Good Housekeeping, aquela para donas de casa, em que ela exibia seus
brownies premiados e tudo o mais, mas nunca em pessoa. De perto, tanto o
presidente quanto a primeira-dama parecem maiores do que na TV.
Ah, dããã. Claro que sim. Mas eles também pareciam... sei lá.
Tipo mais velhos, e mais reais. Tipo, dava para ver as rugas e essas coisas.

-Então, é você a mocinha que salvou a minha vida – foi o que ele disse. O presidente
dos Estados Unidos. Aquelas foram as primeiras palavras que o presidente disse
pata mim, naquela voz profunda que eu sou obrigada a ouvir praticamente toda
noite, quando os meus pais me obrigam a mudar o canal de Os Simpsons para as
notícias.

E o que foi que eu respondi? O que foi que eu disse em resposta ao presidente dos
Estados Unidos? Eu fiquei tipo:

-Hã?

Atrás de mim, ouvi a Dallas soltar um suspiro bem satisfeito. Isso porque ela tinha
terminado sua produção de maquiagem a tempo. Se ela tivesse que parar alguns
minutos antes, eu poderia ainda estar com cara de quem acabou de acordar.
Aparentemente, a Dallas não se ligava para o fato de eu soar como uma idiota. Ela só
ligava para o fato de eu não estar com aparência de idiota.

-Bom, precisei dar uma passada aqui para pedir a sua permissão para apertar a mão
da garota mais corajosa do mundo – o presidente prosseguiu com aquele vozeirão.
E daí, esticou a mão direita.

Fiquei olhando fixamente para aquela mão. Não que fosse diferente da mão das
outras pessoas. Não era. Bom, claro que era, porque pertencia ao presidente dos
Estados Unidos. Mas não era por isso que eu não conseguia tirar os olhos dela. Eu
estava olhando fixamente para ela porque estava pensando no que o presidente
tinha acabado de dizer, que eu era a garota mais corajosa do mundo. E foi
interessante porque, apesar de muitos dos cartões das flores, dos balões e dos
ursinhos que a minha mãe tinha lido dizerem coisas parecidas, foi a primeira vez
que eu de fato parei para pensar sobre o assunto. De eu ser corajosa e tal.
E o negócio é que, simplesmente, não era verdade. Eu não tinha sido corajosa coisa
nenhuma. Você é corajosa quando faz alguma coisa porque sabe que é o certo, mas
ao mesmo tempo você tem medo de fazer, porque você pode se machucar ou algo
assim. Mas você faz, mesmo assim. Tipo quando eu defendo a Selena da Megan
Parks quando a Megan começa a encher o saco por causa dos vestidos de Os Pioneiros
que ela usa ou algo assim, mesmo sabendo que o próximo alvo de encheção serei eu.
Fala sério, aquilo sim é coragem.

O que eu fiz (pular em cima das costas do sr. Uptown Girl) não tinha sido um ato
corajoso porque eu não tinha parado para pensar nas conseqüências. Eu
simplesmente tinha pulado. Vi a arma, vi o presidente, pulei. Só isso!
Eu não era a garota mais corajosa do mundo. Eu só era uma garota que por acaso
estava ao lado de um cara que queria assassinar o presidente. Só isso. Eu não tinha
feito nada de extraordinário. Não mesmo.

Não sei quanto tempo eu teria ficado lá olhando a mão do presidente se a Dallas não
tivesse cutucado as minhas costas. E também doeu bastante, porque a Dallas tem
unhas muito compridas e pontudas, que fica lixando toda noite.
Mas não deixei que os outros percebessem que a minha irmã mais velha tinha me
apunhalado pelas costas com uma de suas garras. Em vez disso, mandei:

-Nossa, obrigada – e estiquei minha mão para apertar a do presidente.

A não ser pelo fato de eu, obviamente, ter esticado a mão direita, que estava
engessada. Todo mundo riu como se fosse a piada mais hilariante do mundo, e daí o
presidente apertou a minha mão esquerda, que não estava enfiada em um monte de
gesso.

Daí a primeira-dama também apertou a minha mão e disse que esperava que eu e
minha família nos juntássemos a ela e ao presidente para um jantar na Casa Branca
algum dia destes, “quando as coisas tiverem se acalmando um pouco”, para que eles
pudessem mostrar de fato seu apreço pelo que eu tinha feito.
Jantar? Na Casa Branca? Eu?

Ainda bem que, naquela hora, minha mãe assumiu o controle, dizendo que ficaríamos
encantados de nos juntar à primeira-família para jantar um dia destes.
Então a primeira-dama se virou e meio que reparou em alguém parado à porta do
quarto. E o rosto dela se iluminou ainda mais, e ela mandou:

-Ah, aqui está o Joseph. Posso apresentar-lhe o nosso filho, Joseph?

E entrou no quarto o filho do presidente, Joseph.
Que por acaso também era o Joseph da minha sala de desenho com a Sophia McDylan.
O Joseph do Save Ferris. O Joseph da “bota legal”.

E foi aí que eu percebi por que eu achava que já tinha visto aquele garoto em algum
lugar.


Continua ...

Espero que tenham gostado da maratona =)
Deixem seus comentários !


**Amanhã não sei se irei postar, mas vou fazer um esforço...
de qualquer forma já postei 5 capitulos hoje !


Beijonas *--------*




Respondendo os Comentários :


NINA Obrigado =)) postei fofa !


Mariane*-* Postei ! obrigado ninda... espero que goste ! 

4 comentários:

  1. cap perfeito

    OMg, vc tem q postar outro...com certeza agora é q a demi ta com a cara de dard, de tacho, hehehe

    bjo bjo e posta logo

    ResponderExcluir
  2. Ta muitooooooooooo legal !
    Eu A-M-E-I !
    Ta muito perfeito !
    Jantar na casa branca... Muito soda ! *---*
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  3. Adorei a maratona!
    Posta logo!

    Bjs :)

    ResponderExcluir

Sem comentários ........... sem capítulos!